If you're seeing this message, it means we're having trouble loading external resources on our website.

Se você está atrás de um filtro da Web, certifique-se que os domínios *.kastatic.org e *.kasandbox.org estão desbloqueados.

Conteúdo principal

Biomas da floresta tropical

Neste artigo discutimos as principais características das florestas tropicais, incluindo o clima e a biodiversidade.
Bioma é um outro nome para um tipo específico de ecossistema. Os biomas são caracterizados por seu clima, o qual determina as plantas específicas encontradas neles. O clima e as plantas de um bioma determinam quais animais ali vivem. Este artigo aborda o clima e a biodiversidade de um dos mais diversos e icônicos biomas da Terra: a floresta tropical úmida.
O bioma da floresta tropical úmida tem quatro características principais: alta precipitação anual, temperaturas médias elevadas, solo pobre em nutrientes, e altos níveis de biodiversidade (riqueza de espécies biológicas).
Precipitação:  A palavra “floresta úmida” significa que estes são alguns dos mais úmidos ecossistemas do mundo. Florestas úmidas geralmente recebem uma precipitação muito alta a cada ano, apesar de que a quantidade exata varia entre diferentes anos e diferentes florestas úmidas. Por exemplo, as florestas tropicais úmidas da América do Sul recebem entre 200 e 300 centímetros (80 e 120 polegadas, ou 6,5 a 10 pés!) de chuva em um ano típico. Apesar da chuva relativamente constante nestes ecossistemas, há estações secas marcantes em algumas florestas úmidas. As estações úmidas e secas das florestas tropicais úmidas variam quanto a sua época, duração e severidade ao redor do mundo. Florestas tropicais úmidas também têm uma umidade alta; cerca de 88% durante a estação úmida e aproximadamente 77% na estação seca.
Temperatura: Florestas tropicais úmidas são encontradas próximo ao equador, entre o Trópico de Câncer (23°27’N) e o Trópico de Capricórnio (23°27’S).  O Equador recebe luz solar direta. O fluxo contínuo de radiação produz temperaturas constantemente altas ao longo de todo ano. Uma temperatura diurna típica em qualquer época do ano em florestas tropicais úmida é 29°C (85°F), no entanto, as temperaturas podem ser muito mais altas. Na maioria das florestas tropicais úmidas, há uma diferença de somente 5°C (9°F) na temperatura entre as estações.
Composição do solo: Desde que há uma quantidade e uma diversidade tremendas de folhagem em florestas tropicais, você poderia supor que os solos da floresta úmida são ricos em nutrientes. Na verdade, os solos das florestas úmidas são pobres em nutrientes porque estes não são armazedos neles por muito tempo. As pesadas chuvas que ocorrem na florestas úmida lavam os materiais orgânicos do solo. Apesar da decomposição acontecer rapidamente em condições quentes e úmidas, muitas das folhas mortas, caídas e outros detritos orgânicos são arrastados antes da liberação de todos os seus nutrientes. Além disso, a aǵua da chuva infiltra-se no solo e lixivia nutrientes. Contudo, a alta diversidade de decompositores, tais como bactérias e fungos acelera o processo de decomposição o bastante para que os nutrientes liberados pela decomposição sejam absorvidos rapidamente pelas plantas, ao invés de serem armazenados no solo.
Biodiversidade: Florestas tropicais úmidas são áreas de biodiversidade extremamente alta comparadas com outros ecossistemas. Nas florestas tropicais úmidas de Bornéu, cientistas documentaram mais de 15.000 espécies vegetais, incluindo 2.500 espécies de orquídeas! Os biólogos estimam que as florestas tropicais úmidas contêm cerca de 50% das espécies mundiais’ e plantas e animais terrestres, apesar de comporem apenas cerca de 6% da área terrestre mundial.
Embora florestas tropicais úmidas ao redor do mundo apresentem muitas similaridades em seus climas e composição dos solos, cada floresta úmida regional é única. Você não encontrará exatamente as mesmas espécies vivendo em todas as florestras tropicais úmidas ao redor do mundo. Por exemplo, as espécies nas florestas tropicais úmidas africanas não são as mesmas que vivem nas florestas tropicais da América Central. Contudo, espécies diferentes desempenham papéis similares em suas florestas tropicais regionais.
Plantas com flores devem ser polinizadas para se reproduzir. Durante a polinização, o pólen é transferido dos órgãos reprodutores masculinos para os órgãos reprodutores femininos na flor, para formar sementes. Muitas plantas das florestas tropicais úmidas dependem de animais como polinizadores, e os atraem com uma combinação de cores chamativas, perfumes sedutores e recompensas nutritivas em pólen. As plantas também dependem de animais ou do vento para ajudá-las a dispersar suas sementes para novas áreas. Esta dispersão amplia a distribuição da população. Muitas plantas embutem suas sementes em frutos saborosos. Os dispersores podem carregar as sementes aderidas ao seu pelo ou a suas penas, eles podem carregar o fruto para longe e deixar cair as sementes enquanto dele se alimentam, ou as sementes podem passar ao longo do tubo digestório do dispersor depois que este come o fruto. As espécies que desempenham estes importantes papéis ecológicos são diferentes em diferentes florestas tropicais. Abaixo estão alguns exemplos ao redor do mundo:
Na floresta tropical da Costa Rica, a mafumeira é polinizada por morcegos e as sementes são dispersadas pelo vento. Na Bacia Amazônica, a castanheira é polinizada por abelhas-das-orquídeas e suas sementes são dispersadas por cutias, um tipo de roedor grande nativo das Américas Central e do Sul. Em Madagascar a palmeira do viajante é polinizada por lêmures, que são pequenos primatas endêmicos na ilha, e as sementes são dispersadas por papagaios. Em Bornéu, figueiras são polinizadas por vespas do figo, e as sementes são dispersadas por orangotangos, um dos primatas do grupo dos grandes símios.
Primatas são exemplos icônicos de florestas tropicais úmidas e da diversidade entre diferentes florestas tropicais regionais. Primatas são um grupo de animais que inclue os seres humanos, os grandes símios, e os macacos. As Américas Central e do Sul têm bugios, macacos-aranha, macacos-prego-de-cara-branca e macacos-esquilo, enquanto a África tem macacos-vervet, babuínos, chimpanzés e gorilas. Madagascar é lar exclusivo dos lêmures, e a Ásia tem macacos-narigudo, macacos do gênero Macaca, macacos langur, gibões e orangotangos. Isto quer dizer que salvar uma única floresta tropical não é suficiente para salvar toda a diversidade representada pelas florestas tropicais ao redor do mundo. Há uma tremenda pressão antrópica sobre as floresta tropicais ao redor do mundo por causa da agricultura baseada na derrubada e queima, da mineração, da extração não sustentável de madeira, e do desenvolvimento de estradas e cidades.
Imagens: Bugio - Jason Rothmeyer, Floresta tropical - Neil Palmer, Orangotango - Tony Hisgett.

Quer participar da conversa?

  • Avatar aqualine seedling style do usuário Gabriela Gusmão
    o que é bioma? por que eu não entendi
    (2 votos)
    Avatar Default Khan Academy avatar do usuário
    • Avatar leaf green style do usuário paulo henrique
      Segundo dicionário é uma grande comunidade estável e desenvolvida, adaptada às condições ecológicas de uma certa região, e geralmente caracterizada por um tipos principais de vegetações e animais
      (4 votos)
  • Avatar male robot johnny style do usuário luizhenrique.0509
    catinga e serrado tem diferença
    (1 voto)
    Avatar Default Khan Academy avatar do usuário
  • Avatar blobby green style do usuário micaelepessoa
    Não entendi o que é biodiversidade
    (1 voto)
    Avatar Default Khan Academy avatar do usuário
Você entende inglês? Clique aqui para ver mais debates na versão em inglês do site da Khan Academy.