Conteúdo principal
Tempo atual:0:00Duração total:11:52

Variações genéticas, fluxo gênico e novas espécies

Transcrição de vídeo

[Música] a seleção natural é a ideia central e mais brilhante de darwin que permeia os mecanismos de evolução na seleção de que quais são as leis materiais sobre as quais estão agindo as forças da seleção e da natureza ainda que tivesse algumas ideias sobre o que devem não sabia que a avaliação consiste na diferença nas informações genéticas contidas em cada célula de cada organismo é como se fosse um alfabeto feito de quatro letras quatro letras que podem ser combinadas em palavras de qualquer tamanho os genes podem ser vistos como palavras feitas dessas letras a seqüência de nucléotidos falam códigos que rodeiam a máquina celular a fazer a célula funcionar de fato genes fazem as células serem elas mesmas o que em última instância quer dizer se é responsável por ter informação codificada que constrói todo o organismo na sequência de nucléotidos são organizadas em uma longa molécula que possui um nome também longo ácido desoxirribonucleico eu gosto de quebrar palavras complexos até às suas raízes assim de sox exibidos os longas moléculas de açúcar unidas chamada desoxirribose que forma uma espécie de espinha dorsal pois estão ligadas umas às outras formando uma longa corrente paralela à parte no clássico da palavra se refere ao núcleo tidos as quatro moléculas especiais que conectam duas partes da corrente de açúcar e representam as letras que formam o código genético a ordem específica dos nucleotídeos formam as palavras os gênios do código genético por fim o termo ácido se refere à classificação química da molécula com um todo todas essas coisas que te falando trata se de um ácido então ácido desoxirribonucleico e por isso nós chamamos de a dn ou inglês dna você pode imaginar como organismos complexos devem ter um monte de dna que pode ser lido diante de palavra no código genético que ditam as ordens inteligentes que formam o organismo e permite fazer todas as coisas que ele faz algumas estimativas nos falam que existe cerca de 2 a 3 metros de dna em cada célula humana é isso em apenas uma única célula se você esticar todas as moléculas de dna de todas as células de uma pessoa cumprimento vai ser equivalente à distância da terra até o sol indo e voltando uma 70 vezes trata se de uma molécula muito muito comprida mas é também uma molécula muito muito fina mas como eu falei é uma única e longa molécula e é por isso que o dna pode ser empacotado em cada célula de fato de ele a está em forma de um emaranhado organizado o dna nas células de cada organismo é organizada em estruturas denominadas cromossomos bem a um número específico de cromossomos que se apresenta em cada espécie o número de cromossomos então varia de espécie para espécie humanos têm 46 cromossomos mais golfinhos têm 44 onde torrico tem 52 um pato tem 78 anos que tinha tem seis dessas pequenas moléculas de dna o mundo seco tem 12 e vidas tem 14 o arroz tem 24 uma planta conhecida como língua de cobra 1260 e alguns micróbios unicelulares chegam até mais de 15 mil pequenas moléculas de dna em cada célula como você pode ver o número de cromossomas não está relacionado com a complexidade do organismo você também pode ver como as espécies variam geneticamente mas é importante saber que os indivíduos da mesma espécie também variam então por que os indivíduos varino cientistas que estudam gênios sabem que mudança de vários tipos acontece no código genético por ele mesmo o que introduz a variação entre indivíduos e então entre as espécies nós chamamos algumas dessas mudanças e mutações mutações são na verdade mudança na sequência de letra das palavras que compõem o código genético mudanças nos núcleos que compõem os genes promovem não só vez mudança nas instruções vindas do dna mutações acontecem regularmente nos processos de replicação ou reprodução do dna durante a divisão celular a partir de produtos químicos que podem interferir na estrutura do dna ea partir da radiação muitos desses fatos são naturais ou podem acontecer por interferência humana o resultado aqui mutações podem deletar mudar nucleotídeos eles podem até mudar pedaços inteiros de cromossomos ou até mesmo cromossomo inteiro mutações resultam diferentes formas do mesmo gene essas diferentes formas são chamadas de alelos por exemplo a cor dos olhos é purificada por diferentes alelos do mesmo gene quando as pessoas o dna são lidas pela maquinaria celular aqueles alelos diferentes podem causar variações alguns traços do organismo como a forma do corpo metabolismo seu comportamento e em qualquer outra característica cujo processo é geneticamente determinado por isso não é surpreendente que cada indivíduo em uma população seja único cada indivíduo é composto de uma mistura complexa de muitos e muitos traços e por trás desses traços existem muitos e diferentes alelos mas como esses a elas são distribuídos entre organismos que nascem isso era o que dava se questionava também e agora nós temos que falar sobre sexo por mais que seja improvável uma conversa sobre sexo temos que formar em conta a variação contínua da informação genética pode passar para uma certa prole no processo de formação dos espermatozóides e óvulos as células que participam na reprodução fazem uma enorme quantidade de recomendação genética é um certo tipo de embaralhamento das cartas do código genético isso resulta em cromossomos com uma nova combinação de alelos e uma vez que os espermatozóides e óvulos eo na fertilização o resultado é um monte de indivíduos geneticamente único na prova - bactérias que não fazem sexo do mesmo jeito que as espécies que possuem machos e fêmeas possui um processo semelhante de embaralhamento de código genético que possibilita bastante variação das bactérias das gerações seguintes e lembre-se são essas diferenças individuais que são o foco da seleção natural isso porque algumas dessas diferenças fazem com que alguns indivíduos se adaptem melhor o ambiente do que outros sejam mais capazes de sobreviver mais capazes de produzir descendentes e aí que entra a seleção natural removendo os indivíduos pouco adaptados e por outro lado selecionando adaptados a essa idéia por trás da sobrevivência do mais forte a sobrevivência do mais apto nós vimos que a reprodução sexual pode levar a uma imensidão de variação individual essa variação individual e uma população e como uma população pode mudar ao longo do tempo como resultado da ação da seleção natural mas ironicamente ao mesmo tempo quando ao amplo crescimento entre os membros de uma população o resultado das combinações genéticas dentro dessa mesma população também significa que os indivíduos de dentro dessa população não irão variar muito um dos outros em forma ou em comportamento com isso a fisiologia isso também significa ter uma população de uma espécie não irá variar muito de outra população da mesma espécie essa mistura de informação genética entre - de populações diferentes ou mesmo de espécies diferentes é chamada de fluxo gênico isso mantém a consistência suficiente entre vidas das populações da mesma espécie e assim seus membros conseguem continuar reproduzindo uns com os outros o que acontece quando o fluxo gênico diminui ou de alguma forma interrompido imagina uma população na qual a reprodução sexual ea variação está acontecendo o tempo todo e alguma barreira parece que separa a sua população em duas partes o famoso caso real aconteceu há milhões de anos quando o oceano ficou honrado suficiente para permitir que meses 13 completa de terra firme o estímulo para amar separando as águas do oceano pacífico a oeste ea serra do mar do caribe a leste espécie de organismos marinhos que se espalhavam dos dois lados do ritmo agora encontraram uma barreira que os impediu de ter acesso aos membros do lado oposto contudo os indivíduos de cada lado continuará se reproduzir entre se normalmente e continuaram até descendentes que possuem variações que poderiam ser selecionadas ou não cada uma das sub populações continuam a fazer isso sem a influência do gênero da superpopulação do outro lado da barreira causada pela presença do ritmo desta forma nós temos o que hoje nós chamamos de restrição do fluxo gênico entre dois grupos separados tornando que era uma única população em duas populações separadas o fluxo genético em função de uma barreira física cientistas sabem vários exemplos de espécies marinhas de um lado do istmo do panamá que possuem parentes muito próximos espécies irmã do outro lado do escudo panamá dessa importante barreira essas espécies próximas têm até uma nomenclatura especial são chamadas de espécies geminadas da mesma raiz da palavra latina gemini que significa gêmeos com o tempo esse é um ingrediente crucial aqui tempo com o tempo suficiente para ter gerações de reprodução as duas populações irão divergir em seus traços isso pode acontecer para mudanças aleatórios que podem ocorrer em cada lado da barreira mas às vezes as condições ambientais de cada lado da barreira e quando geralmente diferentes criando forças seletivas diferente para cada uma das populações o que leva a aumentar as diferenças entre populações ao longo do tempo em algum ponto as duas populações irão dirigir o suficiente em suas características para serem reconhecidas como duas espécies diferentes essa divergência crucial para entender como a evolução acontece e como novas espécies são formados é sobre isso que estamos falando aqui especiação isso é para mim o ponto principal da evolução especiação não é o acúmulo de mudanças em uma determinada espécie até um certo ponto quando você possa dizer que de alguma forma essa espécie transformou completamente em outra espécie ao invés disso especiação é a divisão de uma única espécie em duas espécies diferentes a partir dos mesmos descendentes estudo isso acontece de forma aleatória por recomendação para votação a evolução tem um objetivo específico não tem finalidade eu gosto de dizer para meus alunos que coisas acontecem essas coisas tratam de eventos aleatórios mutações e novas recombinações janelas que produzem a variabilidade do código genético e assim nas características dos indivíduos circunstâncias ambientais e lecionam para permanência ou não dessas características genéticas características que são selecionados ao longo do tempo com a associação de gerações mas a verdadeira maravilha de tudo isso o resultado as populações de inveja e continuam divergindo se em um longo tempo formando uma árvore cheia de ramos densas traz diversas espécies descendentes que são formadas e que não pára de crescer essa é a árvore da vida cheia de espécies que divergiram uma das outras e formas infinidade de forma mais bonitas que dali nos falam em outras palavras no final o resultado é biodiversidade
Biology is brought to you with support from the Amgen Foundation