If you're seeing this message, it means we're having trouble loading external resources on our website.

Se você está atrás de um filtro da Web, certifique-se que os domínios *.kastatic.org e *.kasandbox.org estão desbloqueados.

Conteúdo principal
Tempo atual:0:00Duração total:14:34

Transcrição de vídeo

eu já falei muito sobre a importância da hemoglobina nas células vermelhas sanguíneas então eu pensei em dedicar um vídeo inteiro a hemoglobina porque é importante saber que eu vou explicar tudo sobre como a hemoglobina ou os glóbulos vermelhos ou hemácias dependendo de em que nível você desejar atuar eu tenho que usar a palavra saber entre aspas eles não são seres conscientes mas como sabem quando pegar oxigênio e quando deixá lo então isso aqui é na verdade uma imagem da proteína hemoglobina a hemoglobina ela é composta de quatro cadeias de aminoácidos essa aqui é uma delas essas são as outras duas nós vamos entrar em detalhes sobre isso mas essas parecem com fitas espiritualizadas elas são um aglomerado de moléculas e aminoácidos que estão enrolados como esta aqui de algum modo isso descreve sua forma e em cada um desses grupos ou dessas cadeias você tem um grupo m aqui em verde um grupo m ele fica na borda da hemoglobina você tem quatro grupos e m e as globina são essencialmente o resto dessas estruturas pro técnicas na cadeia de 4 peptídeos esse grupo m é bastante interessante é na verdade uma estrutura de porfirina e se você assistir ao vídeo sobre clorofila vai lembrar da estrutura da proteína e no centro dela na cor ou fila havia um íon de magnésio e aqui no centro da hemoglobina a união de ferro e este é o lugar onde o oxigênio se liga assim na hemoglobina você tem quatro locais principais de ligação do oxigênio em lá talvez aqui um pouco atrás ali e ali porque é hemoglobina oxigênio liga se muito bem aqui mas ela tem várias propriedades e uma a torna realmente boa no transporte de oxigênio e também na liberação deste quando precisamos de oxigênio livre ela apresenta algo chamado ligação cooperativa ligação cooperativa e este é apenas o princípio de que uma vez ligada a uma molécula de oxigênio digamos que uma molécula de oxigênio liga se aqui a hemoglobina muda a forma de tal modo que os outros locais ficam mais prováveis para a ligação do oxigênio ela apenas faz isso uma ligação faz as outras ligações mais prováveis as outras ligações mas prováveis muito bem e aí você está e isso é bom ela se torna um excelente receptor de oxigênio quando está viajando através dos capilares pulmonares e vai se fundindo a partir dos alvéolos torna se realmente boa em capturar o oxigênio mas como essa hemoglobina sabe quando eliminar o oxigênio é uma pergunta interessante quando eliminar o oxigênio ela não tem olhos ou algum tipo de sistema gps que diz ah esse cara está correndo agora então ele está gerando muito co2 e precisa de muito oxigênio nesses capilares que cercam o quadríceps dele eu preciso fornecer oxigênio ele não sabe que está no quadríceps como hemoglobina sabe que deve deixar o oxigênio lá existe um subproduto que chamamos de inibição a lotérica que é uma palavra muito extravagante mas o conceito bastante simples quando você fala sobre qualquer coisa a lotérica é no contexto de enzimas você está falando sobre a idéia de que as coisas se ligam em outras partes halo significa outras assim você está ligado a outras partes de proteínas ou de enzimas em cima são apenas proteínas e sua festa a capacidade da proteína ou da enzima de fazer o que normalmente faz a hemoglobina é inibida a los tecnicamente pelo co2 e por prótons o co2 pode se ligar a outras partes da hemoglobina mas eu não sei os locais exatos ele altera os prótons então não se esqueça as idéias apenas significa uma alta concentração de prótons se estiver no ambiente ácidos prótons podem se ligar talvez eu faça os prótons cor-de-rosa prótons são apenas o hidrogênio sem os elétrons certo então os prótons não se ligar a certas partes da proteína e isso torna mais difícil para eles conservar o oxigênio assim quando você está na presença de muitos e 12 que torna o ambiente ácido a hemoglobina vai abandonar o seu oxigênio e isso só acontece no momento certo para abandonar o oxigênio vamos voltar pra esse cara correndo há muita atividade nessas células aqui no quadríceps dele elas estão liberando muito dióxido de carbono dentro dos capilares ele vai dar até áreas para o interior das veias e o cara precisa de muito oxigênio o que se torna um grande momento para a hemoglobina eliminar seu oxigênio por isso é muito bom que a hemoglobina seja inibida pelo dióxido de carbono o co2 se junta em certas partes dela ela começa a soltando-se oxigênio que é exatamente o oxigênio necessário no organismo agora você está dizendo por aí quanto a esse ambiente ácido como isso entra no jogo bom a maioria do dióxido de carbono é na verdade dissociado ele realmente dissocia vai para o plasma mas fica transformado em ácido carbónico apenas escrever uma pequena fórmula aqui tá você tem algum co2 e você um mistura com a água porque a maioria de nosso sangue o plasma é água você pega algumas moléculas de dióxido de carbono mistura com água na presença de uma enzima e você tem o ácido carbônico essa enzima está presente nos glóbulos vermelhos ela é chamada a ndrive 11 carbônica vai ocorrer uma reação e essencialmente você vai terminar em ácido carbônico temos h2c o 3 c o 3 é tudo equilibrado temos três gênios 2 hidrogênio sun carbono é chamado de ácido carbónico porque ele doa prótons de hidrogênio muito facilmente os ácidos são dissociados em sua base conjugada e os prótons de hidrogênio saem muito facilmente então o ácido carbônico é dissociado muito facilmente é um ácido embora eu vai equilibrar logo se alguma dessas anotações o confunde ou você quer mais detalhes sobre elas assistir alguns vídeos de química sobre dissociação do ácido equilíbrio de reações e tudo isso ele pode doar um desses hidrogênio mas apenas o próton e mantém um elétron desse hidrogênio assim você fica com o próton de hidrogênio positivo você doou um dos hidrogênio ficando com apenas um e hidrogênio esse é na verdade um mihão bicarbonato ele apenas do o próton manteve o elétron então você tem um sinal negativo então a carga tem de sempre para o neutro e essa que se torna neutra portanto eu estou num capilar da perna e deixou ver se eu consigo desenhar isso digamos que eu esteja no cap lá da minha perna e deixou usar uma cor neutra então esse é um capilar da minha perna amplie apenas uma parte do capivari ele está sempre se ramificando e aqui eu tenho um grupo um grupo de células musculares bem aqui que estão gerando muito dióxido de carbono estão gerando muito dióxido de carbono e precisam de oxigênio bom o que vai acontecer eu tenho meus glóbulos vermelhos eles são realmente interessantes eles têm um diâmetro 25% maior do que os capilares menores então eles ficam apertados enquanto atravessam os capilares pequenos o que faz com que muitas pessoas acreditem ajudar a liberar seu conteúdo e talvez alguns dos ocs gênios que eles têm consigo você tem um glóbulo vermelho que está entrando aqui ele está sendo apertado nesse capilar aqui tenha um aglomerado de hemoglobina e se eu digo um aglomerado é porque cada glóbulo vermelho tem 270 milhões de proteínas hemoglobina se você totalizará hemoglobina no corpo inteiro é enorme pois temos de 20 a 30 trilhões de glóbulos vermelhos e cada um desses 20 a 30 trilhões de hemácias tem 270 milhões de proteínas hemoglobina neles 270 milhões de proteínas hemoglobinas portanto temos muita e mobília então de qualquer maneira esta que foi só uma pequena parte as hemácias constituem aproximadamente 25% de todas as células do nosso corpo temos cerca de mais ou menos 100 trilhões um pouco mais eu nunca sentei com tem enfim temos 270 milhões de partículas de hemoglobina em casa de márcia e isso explica porque as hemácias tiveram que abandonar seus núcleos trará criar espaço para todas essas hemoglobinas estão carregando oxigênio então aqui estamos lidando com isso é uma artéria correto está vindo do coração a e massa está indo nessa direção e em seguida está indo deixar seu oxigênio e então artéria está indo se transformar numa veia agora o que acontece aqui você tem o co2 dióxido de carbono gás carbônico é a mesma coisa então você tem uma alta concentração de co2 na célula muscular ele apenas por gradiente de difusão termina no plasma vou fazer isso da mesma cor termina no plasma sanguíneo como aquele alguns deles vão se dirigir através da membrana para o interior das hemácias nos glóbulos vermelhos você tem a ndrive e carbônica que faz o dióxido de carbono se dissociar ou se transformar em ácido carbônico que pode liberar prótons os prótons conforme acabamos de aprender podem inibir a lotérica mente a absorção de oxigênio pela hemoglobina os prótons começam a se ligar a diferentes partes e mesmo que o dióxido de carbono não tenha reagido pode também inibir a lotérica mente a hemoglobina então esse liga também em outras partes e altera a forma da proteína hemoglobina apenas o bastante para que ela não possa manter seus oxigênio e então ela os abandona e como dissemos que era uma ligação cooperativa quanto mais oxigênio houver mais fácil perdê los quando você começa a abandonar o oxigênio torna se mais difícil de reter os outros então em seguida todos os gênios se soltam esse pelo menos na minha cabeça é um brilhante mecanismo de soltar o oxigênio apenas onde é necessário ele não diz apenas que eu deixei uma artéria e agora tô numa veia talvez já tenha passado por alguns capilares aqui e vou voltar por uma veia vou liberar o oxigênio aqui por que então seria apenas liberar o oxigênio à toa por todo o corpo e sistema por ser inibido a nos tecnicamente pelo dióxido de carbono em um ambiente ácido permite liberá lo onde é mais necessário um dia a mais de dióxido de carbono onde a respiração está ocorrendo mais vigorosamente então é um esquema fascinante e apenas para ter uma melhor compreensão disso eu tenho esse pequeno gráfico que mostra o consumo de oxigênio pela hemoglobina ou como ela pode ser saturada e você talvez possa ver isso na sua aula de biologia enfim é uma boa coisa para aprender então aqui no eixo x ou eixo horizontal temos a pressão parcial de oxigênio e se você assistiu às palestras de química sobre a pressão parcial sabe que ela apenas significa a freqüência com a qual você está sendo colhido pelo oxigênio a pressão é gerada pelos gases ou moléculas colidindo não tem que ser gás mas apenas moléculas colidindo ea pressão parcial de oxigênio é a quantidade de pressão que é gerada pelas moléculas de oxigênio colidindo pode imaginar você indo pra direita vemos cada vez mais oxigênio ao redor de modo que vai haver cada vez mais colisões pelo oxigênio por tanto esse gráfico mostra apenas quanto de oxigênio está em torno e colidindo certo e em seguida o eixo vertical em forma não saturadas estão suas moléculas de hemoglobina esses 100% significaria todos os grupos heme em todas as moléculas de hemoglobina que estão lado a lado com o oxigênio zero significa nenhuma quando você tem um ambiente com muito pouco oxigênio isso é o que realmente mostra a ligação cooperativa vamos então dizer que lhe damos apenas com um ambiente com muito pouco oxigênio então quando um pouco de oxigênio se liga torna se cada vez mais provável que outros oxigênios vão se ligar e é por isso que a inclinação da curva crescente não quero entrar em álgebra e cálculo aqui mas como pode ver estamos achatados e então a inclinação aumenta então como nós ligamos algum oxigénio torna-se mais provável que a gente se liga mais outros em algum momento se torna difícil para o oxigênio colidir só aqui dentro da molécula de hemoglobina mas para isso existem aceleradores por aqui agora se temos um ambiente ácido que tem muito dióxido de carbono e inibir a hemoglobina a lotérica mente não mais ser tão bom então um ambiente ácido a curva pra qualquer nível de pressão parcial de oxigênio ou qualquer quantidade de oxigênio vai mostrar - hemoglobinas ligadas ao fazer isso em uma cor diferente então a curva ficaria assim curva de saturação vai ser mais ou menos assim então esse é um ambiente ácido talvez haja um pouco de co2 aqui então a hemoglobina está sendo inibida a lotérica mente a luz tecnicamente inibida de modo que é mais provável a abandonar o oxigênio nesse momento então eu não sei eu não sei o que achou disso mas eu acho brilhante porque essa é a maneira mais simples pra elas abandonarem o seu oxigênio onde é necessário nem o gps é necessário nenhum robô para dizer eu estou agora no quadríceps e o cara está correndo vão liberar meu oxigênio ele faz isso naturalmente porque é um ambiente mais ácido com mais de óxido de carbono ela fica inibida então oxigênio fica liberado e pronto para ser usado na respiração
Biology is brought to you with support from the Amgen Foundation