Conheça Paul Nioi, cientista de pesquisa biomédica e viajante do mundo!
Nota: A Fundação Amgen provê fundos para apoiar o conteúdo de biologia da Khan Academy.

Olá, eu sou Paul Nioi!

Que tipo de trabalho você faz?

Eu sou um cientista do Grupo de Pesquisa e Desenvolvimento na empresa Amgen. Eu foco em assegurar que todos os remédios que nós desenvolvemos sejam seguros e não tenham nenhum efeito colateral sério.
Paul examinando células para testar um novo remédio para doenças do coração
Para isso, trabalhamos em nosso laboratório manipulando células humanas e estudando como mudanças no genoma humano podem levar a mais ou menos efeitos colaterais. A indústria farmacêutica é interessante porque eu trabalho diariamente não só com ciência, mas também com a área de negócios.

Como você se interessou pela Biologia e o que você estudou?

Meu interesse vem desde quando eu era garoto. Meu pai trabalhava numa plataforma de petróleo e sempre trazia amostras de óleo, o que fez com que eu me interessasse por química. Ao mesmo tempo, minha mãe trabalhava num consultório médico e eu gostava de ouvir sobre como ela ajudava a tratar os pacientes. Essa exposição me fez querer combinar a ciência básica e os cuidados com a saúde para tratar doenças e, desde que eu me lembro, esse tem sido meu foco.
Paul testando a segurança de um medicamento em desenvolvimento
Durante a universidade eu estudei farmacologia, o estudo do tratamento de doenças e desenvolvimento de remédios. Meu doutorado também foi bem prático, eu estudei como o corpo humano reage ao estresse.

O que você gosta de fazer no seu tempo livre?

Eu tenho três filhos, então eu estou constantemente com eles. No meu tempo livre, eu também adoro correr, arte e viagens. Correr é quase terapêutico para mim e muitas vezes tenho minhas melhores ideias quando corro.
Como a ciência exige muita criatividade, eu gosto de arte e adoro visitar museus e galerias. Eu também adoro viajar desde pequeno, já que sou da Escócia mas meu pai é da Itália. Eu sempre fico feliz quando consigo combinar essas duas paixões.
Paul e sua esposa visitando Paris

Qual é o seu conselho para pessoas interessadas em biologia?

Não deixe que as pessoas te convençam a desistir de experimentar coisas novas. As pessoas sempre acham que elas têm razão, mas eu aprendi a ser humilde através da pesquisa e aprendi que ideias preconcebidas podem estar completamente erradas.
A verdadeira beleza da biologia está em tentar algo novo, coletar os dados, aprender com eles e se ajustar adequadamente.