Visão geral de células eucariontes e como elas diferem das células procariontes (núcleo, organelas e cromossomos lineares).

Introdução

Como seria viver em uma casa com um único cômodo? Bem, as coisas seriam mais simples. Você comeria, dormiria, trabalharia e descansaria em um único recinto — seria um pouco amontoado, mas certamente você limparia num piscar de olhos!
As células procarióticas, células simples de organismos como as bactérias, são algumas vezes comparadas a casas de um único cômodo: elas não têm membranas internas, são como um quarto sem paredes divisórias1^1. Se usarmos a mesma analogia para as células eucarióticas, células mais complexas que constituem as plantas, fungos e animais, poderíamos considerá-las unidades de alto padrão do mercado imobiliário.
Assim como uma grande residência familiar é dividida em diversos cômodos com finalidades diferentes (quartos, banheiros, cozinha, sala de estar, etc.), as células eucarióticas também contêm uma variedade de compartimentos com funções específicas, nitidamente separados por camadas de membranas. Esta estruturação permite que cada compartimento mantenha suas próprias condições necessárias para a realização de sua tarefa.
Por exemplo, compartimentos chamados lisossomos, que atuam como centros de reciclagem da célula, devem manter um pH ácido para eliminar os resíduos celulares. Similarmente, estruturas chamadas peroxissomos realizam reações químicas chamadas reações de oxidação e produzem peróxido de hidrogênio, ambos capazes de danificar a célula se não forem mantidos seguramente em seus próprios "cômodos".
A habilidade de manter diferentes ambientes dentro de uma única célula permite que as células eucarióticas realizem reações metabólicas complexas que células procarióticas não conseguem fazer. Na verdade, é uma grande razão pela qual as células eucarióticas geralmente crescem mais do que as procarióticas.

Células procarióticas x eucarióticas

Quais são as principais características das células eucarióticas? Diferentemente das células procarióticas, as células eucarióticas têm:
  1. Um núcleo limitado por uma membrana, formando uma cavidade centralizada que guarda o material genético da célula.
  2. Algumas organelas limitadas por membranas, formando compartimentos flutuantes no hialoplasma que possuem funções especializadas. (Organela significa "pequeno órgão" e indica que, assim como os órgãos do corpo humano, as organelas têm funções específicas e fazem parte de um sistema maior.)
  3. Vários cromossomos lineares, diferentemente do único cromossomo circular de uma célula procarionte.
As células eucarióticas são muito mais complicadas do que as procarióticas. Elas possuem uma variedade de estruturas subcelulares que desempenham papéis importantes no equilíbrio energético, metabolismo e expressão gênica.
Nos artigos e vídeos que se seguem daremos um passeio pelas células eucarióticas de plantas e animais, explorando suas incríveis estruturas e conhecendo o papel de cada uma delas na vida da célula.
Já sabe que parte da célula você quer visitar? Use a lista abaixo para ir para a sua região de interesse:
Diagrama de uma célula animal típica:
Diagrama de uma célula vegetal típica:
Carregando