If you're seeing this message, it means we're having trouble loading external resources on our website.

Se você está atrás de um filtro da Web, certifique-se que os domínios *.kastatic.org e *.kasandbox.org estão desbloqueados.

Conteúdo principal
Tempo atual:0:00Duração total:11:44

Transcrição de vídeo

a questão 2 a respiração celular inclui as vias metabólicas da glicose o ciclo de crédito ea cadeia de transporte de elétrons como representado nas figuras portanto temos aqui a glicólise o ciclo de greves ea cadeia de transporte de elétrons se tudo isso parece completamente estranha você convido você assistir aos vídeos na cana cada me sobre glicose ciclo de greves cadeia de transporte de elétrons e respiração celular em geral então vamos resolver esse problema que é uma boa revisão de todas essas coisas na respiração celular carboidratos e outros metabólitos são oxidados sendo que a transferência de energia resultante das reações subsidia a síntese de atp usando a informação acima escreva uma contribuição de cada um dos itens a seguir acerca da síntese de atp catabolismo da glicose na glicose e oxidação do provar tu oxidação de intermediários no ciclo de crepes informação de um gradiente de prótons pela cadeira de transporte de elétrons cada uma dessas declarações parecem um tipo de intimidação mas elas apenas pedem a descrição de como a glicose ea oxidação do provado contribuem para a síntese do atp a descrição de como o ciclo de greves porque o ciclo de greves e essencialmente nada mas como a oxidação desses intermediários geram produtos que são úteis a síntese do atp em seguida o que faz a cadeia de transporte de elétrons é preciso elétrons com muita energia proveniente do nariz e h ou do fad h2 que em seguida de caen estado de energia mais baixos enquanto bombeiam próprio de hidrogênio através da membrana estes prótons ao retornarem são usadas na síntese do atp então vamos responder essas perguntas temos de descrever uma contribuição para cada tópico no primeiro que diz respeito à glicose se olharmos melhor para figura veremos que há mais de uma contribuição veja que esse processo pode fosforeira lá dois atp em dois atp então essa é uma transformação que poderíamos citar como resposta ao nosso tópico poderíamos ter dizer que o processo está produzindo na dh que por sua vez irão fornecer tanto prótons de hidrogênio quanto elétrons em alto estado de energia para a cadeia de transporte de elétrons veja ainda que o processo produz ao final assistiu com enzimas que por sua vez é incorporada ao ciclo de greves e auxilia na produção de gtp ou demais na dh onde fazem h 2 então todas essas são contribuições é uma vez que temos de estar apenas uma eu farei com a mais óbvia embora você pode escolher qualquer uma que comentamos vou dizer então fosforilação de 2 adp em dois atp segundo tópico a oxidação de intermediários no ciclo de greves assim a oxidação de intermediários isto é quais dessas coisas serão oxidadas e como tais processos podem induzir a redução de outros compostos incluindo nadim na dh então se você reduzir o nariz por exemplo você fornece elétrons a ele tornando o composto que antes era positivo um cachorro na demais em um elemento neutro ou na d h 19 h se envolvida no movimento de prótons de hidrogênio através da membrana durante a cadeia de transporte de elétrons sendo que os próprios por sua vez são utilizados na fosforilação oxidativa que produz atp então poderemos falar sobre o na h ou sobre o fado h2 que envolve o processo semelhante ainda pode comentar a criação direta de gps que pode ser usada na criação de atp também qualquer um desses serve ao nosso propósito então vou escolher um deles que será a redução do nada demais reinaga por sua vez usado na formação do gradiente de prótons pela cadeia de transporte de elétrons agora o terceiro tópico é a formação de um gradiente de prótons pela cadeia de transporte de elétrons como os prótons devido ao grande em ti fluem de volta para o interior através da membrana eles ativam atp sintase que criou o tpi pela fosforilação do adp desta maneira coloco aqui o fluxo de prótons através da membrana a favor do gradiente de concentração promove atp sintasa fosforeira lá a adp em atp mais uma vez se tudo isso estou dizendo aqui sou estranho se estes diagramas não fazem muito sentido a você ou se ele desencadeia uma memória não muito agradável reforça o meu convite para que você assista aos vídeos na cana academy onde você terá um pouco mais de intuição para as coisas que estou falando agora vamos responder ao item b da questão 2 use cada uma das observações a seguir para justificar a alegação de a glicólise ocorreu primeiramente em um ancestral comum a todos os organismos viventes no primeiro tópico praticamente todos os organismos viventes realizam glicose então vou justificar da seguinte maneira assim sendo é muito mais provável que a característica evoluiu a partir de um ancestral comum sendo destes selecionada do que tenha surgido independentemente em diversos ramos da árvore evolutiva o fato de que quase todos os organismos viventes realizam a glicose em teoria poderia ser resultado de surgimentos independentes uma vez que é fortemente selecionado mas sim uma característica está presente em todos os organismos ou quase todos é realmente muito provável que tenha sido herdada de um organismo ancestral primitivo que viveu durante alguma fase inicial da vida tópico 2 agrícolas e ocorre sob condições anaeróbicas desta maneira a justificativa é e que a terra primitiva possuía pouco oxigênio em sua atmosfera logo a vida primitiva provavelmente metaboliza vá açúcares apenas em ambientes anaeróbicos assim parece justificar mais uma vez a alegação de que a glicose ocorreu pela primeira vez em um ancestral comum finalmente agrícolas e ocorre apenas no situação a justificativa que sugiro para isso é que a vida primitiva provavelmente não apresentava organelas membrana rosas assim o fato de que a glicose ocorre não citou o sol é consistente como a possível ocorrência um ancestral comum a todos os organismos viventes as partes e e de dessa mesma questão 2 eu irei abordar no próximo vídeo
O conteúdo de Biologia foi criado com o apoio da Fundação Amgen