If you're seeing this message, it means we're having trouble loading external resources on our website.

Se você está atrás de um filtro da Web, certifique-se que os domínios *.kastatic.org e *.kasandbox.org estão desbloqueados.

Conteúdo principal
Tempo atual:0:00Duração total:9:32

Transcrição de vídeo

e tem ser um pesquisador estimou que em um certo organismo o metabolismo completo da glicose produz 30 moléculas de atp para cada molécula de glicose a energia liberada da oxidação total da glicose sob condições padrão é 686 quilos calorias por mall a energia liberada a partir da hidrólise do atp ea bp fosfato inorgânico sob condições padrão é de 7,3 que o calor ia por mal calcula o quanto de energia disponibilizada pela hidrólise de 30 molde atp então vamos fazer a primeira parte vamos calcular a quantidade de energia disponível a partir da hidrólise de 30 molde atp assim 30 mall vezes 7,3 quilos calorias por mall temos aqui esse mal cortando com a cimol e por fim obtemos 7,3 vezes 30 que dá 219 quilômetros originais o segundo pedido é calcula eficiência da produção total de atp a partir de um molde glicose no organismo desta maneira consideramos que eficiência é dada pela energia armazenada em atp sobre a energia total de oxidação da glicose desta maneira temos aqui 219 quilômetros dias sobre os 686 quilos calorias bem em primeiro lugar precisamos dividir 219 por 686 686 note que esse número é muito menor do que esse aqui nós estamos na faixa de 200 ao passo que aqui estamos na faixa de quase 700 neste modo colocamos aqui o zero vírgula e adicionamos aqui 10 desta maneira temos um número maior sendo dividido por um número menor 2190 por 686 essa divisão agora sim é possível o número que colocamos aqui cuja multiplicação por 686 dará aproximadamente dois mil cento e noventa é 3 então vamos colocar aqui 33 vezes 6 18 para chegar em 2010 falta 23 vezes 8 24 25 26 para chegar em mim 19 33 vezes 6 18 19 20 para chegar em 21 aqui um agora o resto da divisão continua sendo maior que o divisor então colocamos aqui mais 10 para continuarmos nessa operação temos então 1.320 / 686 o maior número possível para colocarmos aqui é um então vamos colocar 11 vezes 66 para chegar em 10 41 1889 para chegar em 1231 vezes 667 para chegar em 13 6 novamente temos aqui uma situação em que 634 não pode ser dividido por 686 adicionamos 10 para continuar a sua operação temos então 6340 sobre os 686 o número que podemos colocar aqui o maior possível é 9 assim nove vezes 6 54 para chegar em 60 temos aqui 69 1872 com mais 6 78 então aqui colocaremos 8478 para 84 69 vezes 6 54 novamente 54 mais 8 62 para 31 perceber que nós podemos continuar essa divisão por muitos números ainda só que esse valor aqui 0,319 é aproximadamente 0,32 uma vez que esse 9 nos permite aproximar essa casa 2 isso vale aproximadamente 0,32 isso significa então que é 32% assim cerca de 32 por cento da energia potencial contida na molécula de glicose acaba sendo armazenada em atp agora ele solicita que descrevemos o que acontece com o excesso de energia que é liberado no metabolismo da glicose como resposta temos aqui que o excesso de energia é liberada em forma de calor você poderia dizer também que o calor é convertida em lei de entropia aumentando os estados possíveis das moléculas na célula em geral quando se pensa em um processo termodinâmica e consideramos eficiência podemos falar que toda energia inicial que não é convertida em energia final disse pace em forma de calor agora vamos fazer a parte de as enzimas do ciclo de crédito funcionam se total de bactérias mas entre o cairo e outros as enzimas funciona principalmente no interior das mitocôndrias proponha uma pergunta científica que relacione a localização subcelular da enzima do ciclo de crédito à evolução de eucariotos então podemos dizer que os ancestrais das mitocôndrias foram organismos procare outros independentes cujos descendentes incorporam se ao interior das células eucariotas essa é uma proposta científica muito interessante se você olhar a maioria da célula no corpo humano em seu interior você verá mitocôndrias cujos antepassados foram organismos independentes e que agora têm descendentes vivem em simbiose em nossas células
O conteúdo de Biologia foi criado com o apoio da Fundação Amgen