Se você está vendo esta mensagem, significa que estamos tendo problemas para carregar recursos externos em nosso website.

If you're behind a web filter, please make sure that the domains *.kastatic.org and *.kasandbox.org are unblocked.

Conteúdo principal

Ligações iônicas

Átomos interagem uns com os outros por meio da formação de ligações químicas. Um tipo de ligação química é uma ligação iônica. As ligações iônicas resultam da atração entre íons carregados de forma oposta. Por exemplo, cátions de sódio (íons carregados positivamente) e ânions de cloro (íons carregados negativamente) são conectados por meio de ligações iônicas no cloreto de sódio, isto é, no sal de cozinha. Versão original criada por Sal Khan.

Quer participar da conversa?

  • Avatar duskpin sapling style do usuário Ksp
    Bomba de Sódio e Potássio, Transporte Ativo e Passivo, Oxidação e Redução, Ciclo de Krebs (e muitos outros que não citei) serão assuntos divertidos e simples de entender se prestarem atenção nessa Unidade 2 :))
    Tudo começa a fazer MUITO sentido lá na frente!
    (2 votos)
    Avatar Default Khan Academy avatar do usuário
  • Avatar blobby green style do usuário miguelgokucv
    Oi bom dia
    (2 votos)
    Avatar Default Khan Academy avatar do usuário
Você entende inglês? Clique aqui para ver mais debates na versão em inglês do site da Khan Academy.

Transcrição de vídeo

RKA21MC - Olá, meu amigo(a), tudo bem com você? Seja muito bem-vindo(a) a mais um vídeo da Khan Academy Brasil. Neste vídeo, vamos começar a conversar sobre as ligações químicas. Grande parte do que conversamos até agora foi apenas sobre os átomos isolados. Nós pensamos sobre o número de elétrons, de prótons e de nêutrons, além, é claro, da configuração eletrônica dos átomos. Porém, os átomos não operam apenas isoladamente. Se fosse o caso, o universo inteiro, incluindo até mesmo você e eu, seríamos apenas um monte de átomos vagando. Pensando nisso, eu não posso deixar de falar que o que começa ser interessante é como os átomos, na verdade, interagem um com o outro, e uma das formas mais interessantes de interação é quando eles se prendem a um outro átomo de alguma forma. Essa união de átomos é o que vamos estudar aqui neste vídeo, mas agora cabe uma pergunta interessante aqui: Como os átomos se ligam? Como veremos, existem vários tipos de ligações e, na verdade, esses tipos formam uma espécie de espectro. A gente vai começar aqui com o que eu consideraria um dos tipos de ligações de mais extremos, e para entender isso vamos pegar uma tabela periódica dos elementos. Vamos dizer que estamos lidando com um elemento aqui desse grupo. Por exemplo, vamos dizer que seja o sódio. Algo interessante sobre os elementos do grupo 1 é que eles possuem apenas um elétron de valência. Se a gente quisesse visualizar os elétrons de valência para o sódio, bastaria fazer isso através de uma representação conhecida como estrutura de pontos de Lewis, ou uma estrutura de pontos de elétrons de Lewis. Em muitos momentos, vamos chamar isso apenas de estrutura de pontos, ok? Pelo fato de o sódio neutro ter apenas um elétron de valência, a gente pode representar isso desenhando o elétron de valência aqui, desse jeito. Agora, vamos para o fim da tabela periódica e pegar, por exemplo, o cloro. O cloro é um halogênio, e halogênios têm sete elétrons de valência, então podemos representar esse elétron de valência aqui do cloro da seguinte forma: Temos um, dois, três, quatro, cinco, seis, sete elétrons de valência. Como você pode imaginar, o cloro adoraria obter outro elétron para completar a sua camada externa. Um detalhe, também estudamos em outros vídeos que esses átomos, esses elementos aqui no topo direito da tabela periódica que não são os gases nobres, são muito eletronegativos, especialmente a parte superior desses halogênios, tais como o oxigênio e o nitrogênio, eles adoram pegar elétrons. Sendo assim, o que você acha que vai acontecer quando colocarmos esses dois carinhas aqui juntos? Esse cara quer perder um elétron e o cloro que é ganhar um elétron. Então, talvez o cloro pegue o elétron aqui do sódio. Em uma reação química real, você teria trilhões desses carinhas e eles estariam pulando e coisas diferentes estariam acontecendo, mas apenas para simplificar, vamos apenas imaginar que esses são os únicos dois e vamos imaginar que esse cloro aqui seja capaz de pegar um elétron desse sódio. Sendo assim o que vai acontecer? Esse sódio vai se tornar positivamente carregado, porque ele vai perder um elétron, e o cloro está ganhando um elétron, e com isso se torna um ânion cloreto. O ânion é um íon negativo e o cátion de sódio é um íon positivo, Íon significa que está carregado. Temos aqui um ânion cloreto, como ele ganhou um elétron do sódio ele ficou com uma carga negativa. Agora, o que sabemos sobre íons carregados positivamente e íons carregados negativamente? Bem, os opostos se atraem, não é? Isso se deve às forças de Coulomb, então esses dois personagens vão ser atraídos um pelo outro. Outra maneira de pensar nisso é dizendo que eles serão ligados, e com isso eles formarão um composto chamado cloreto de sódio. E observe uma coisa: o composto todo aqui é neutro, tem uma carga +1 para o sódio, uma carga negativa para o cloreto, mas o conjunto é neutro porque eles estão juntos. E você pode adivinhar como é chamado esse tipo de ligação entre íons: ligação iônica. Vamos escrever isso: ligação iônica. Bem, eu espero que você tenha compreendido tudo direitinho o que vimos aqui, e mais uma vez eu quero deixar para você um grande abraço e até a próxima!