If you're seeing this message, it means we're having trouble loading external resources on our website.

Se você está atrás de um filtro da Web, certifique-se que os domínios *.kastatic.org e *.kasandbox.org estão desbloqueados.

Conteúdo principal

Transcrição de vídeo

RKA6GM - Neste vídeo, vamos estar trabalhando com a configuração eletrônica utilizando a notação de gás nobre. Para ser mais específico, vamos estar trabalhando apenas com os elementos do grupo principal. Isso porque os metais de transição e a série dos lantanídeos são um pouco mais complicados, então vamos deixar isso aqui para depois, tudo bem? E a regra para escrever essa configuração utilizando a notação de gás nobre é da seguinte forma: você vai colocar aqui, entre colchetes, o gás nobre precedente, então você vai colocar aqui o gás nobre imediatamente anterior ao átomo ou ao íon. Mas o que seria esse gás nobre imediatamente anterior? Observando a tabela periódica, os gases nobres se encontram aqui. Então, aqui nós temos os gases nobres. Então, neste caso, você vai colocar esse gás nobre precedente entre colchetes, e aqui na frente, você vai colocar os outros elétrons. Mas é bom a gente relembrar por que esses gases são chamados de gases nobres. Eles possuem esse nome porque já possuem o octeto completo de elétrons, ou seja, eles não precisam de elétrons para ficarem estáveis. Por esse motivo, eles não são muito reativos. E você vai ver na Química que todos os outros elementos normalmente estão interagindo buscando completar o seu octeto, ou seja, buscando ficar parecido com esses gases nobres aqui. Mas continuando, vamos ver um exemplo de como podemos utilizar essa regra de notação de gás nobre. Então, como exemplo, vamos realizar a configuração eletrônica do silício (Si). A configuração eletrônica do silício, neste caso, como ele possui 14 elétrons, vai ser igual a 1s², 2s², 2p⁶. Lembrando que os elétrons de valência destes elementos ocupam o orbital "s", e os elétrons de valência destes elementos ocupam o orbital "p". Então, neste caso, como o silício está aqui nesse terceiro nível, nós temos o nosso primeiro nível, 1s¹, 1s², depois, nós temos 2s² e aqui 2p⁶. Aqui nós temos também 3s², e, neste caso, ele está aqui nessa posição. Então teremos 3p², ou seja, 2 elétrons ocupando o orbital "p", no terceiro nível de energia. Então, essa daqui é a nossa configuração eletrônica tradicional para o átomo de silício. Se quiséssemos, então, agora utilizar a notação do gás nobre, nós íamos observar qual gás nobre que é imediatamente anterior a ele e, neste caso do silício vai ser uma linha acima, e vai ser o neônio (Ne). Então, a gente ia colocar entre os colchetes o neônio, certo? E a configuração eletrônica do neônio seria 1s², 2s² e 2p⁶. E logo, na frente, nós íamos colocar o restante dos elétrons, seria 3s², 3p². Então pronto! Já temos a nossa configuração eletrônica para o silício utilizando a notação do gás nobre. Então, para quem estiver lendo isso, vai saber que essa configuração eletrônica vai ser essa daqui do neônio e mais esses outros elétrons de suporte. Uma outra coisa a se observar também é que esses elétrons são os elétrons de valência. Então ficaria fácil observar aqui, nessa notação, quais são os elétrons de valência, e o que poderia acontecer com eles. O próximo exemplo que nós vamos ver é o cálcio (Ca). E, neste caso, para gente fazer a notação de gás nobre para esse cálcio, a gente vai ver qual é o gás nobre imediatamente anterior. E, neste caso, é o argônio, certo? E a gente vai colocar o argônio e os demais elétrons aqui na frente, que neste caso vai ser 4, já que é o quarto nível de energia, 4s², já que tem 2 elétrons ocupando o orbital "s" no quarto nível de energia. E no caso, esses elétrons aqui serão os elétrons de valência, certo? Agora, observando essa notação, a gente também consegue perceber como que este cálcio poderia obter o octeto completo. Neste caso, ele quer assumir a configuração de um gás nobre também. Então, se a gente for observar para esse cálcio, seria muito mais fácil ele se aproximar do criptônio (Kr) ou do argônio (Ar)? Seria muito mais fácil ele se aproximar do argônio, certo? Já que está mais próximo. Para esse cálcio seria muito mais difícil ganhar 10 elétrons aqui e mais 6 aqui, correspondente a essa outra parte, do que perder 2 elétrons. Então esse cálcio prefere perder 2 elétrons a ganhar todos esses 16 elétrons a mais. Esse cálcio, perdendo 2 elétrons, ele vai se tornar um íon Ca²⁺, certo? E como esse cálcio perdeu esses 2 elétrons de valência, ele vai ter uma configuração eletrônica igual à do argônio. E agora, ele já conseguiu o seu octeto completo. Então, a partir dessa notação de gás nobre, a gente consegue com muita facilidade saber, por exemplo, quais são os elétrons de valência, e se é mais fácil para esse elemento perder esses elétrons de valência ou ganhar outros elétrons para conseguir esse octeto completo tendo uma configuração parecida com a de um gás nobre.