If you're seeing this message, it means we're having trouble loading external resources on our website.

Se você está atrás de um filtro da Web, certifique-se que os domínios *.kastatic.org e *.kasandbox.org estão desbloqueados.

Conteúdo principal
Tempo atual:0:00Duração total:9:22

Transcrição de vídeo

digamos que eu tenha um balão e que dentro desse balão existam várias partículas se movimentando elas são partículas de gás e elas se movem livremente e todas elas têm uma certa velocidade e portanto uma certa energia cinética e estou preocupado com um estou preocupado deixe só desenhar mais algumas delas eu estou preocupado com a pressão que elas aplicam na superfície do ballon é isso que me interessa que a pressão e o que é pressão a pressão é força por área força por área então essa área você pode imaginá la como a superfície interna do balão e o que vai aplicar a força que vai aplicar a força nessa superfície eu desenhei o que seis partícula sakineh mas em um balão real você teria cylons de partículas tipo muito mais que milhões mais partículas do que você poderia imaginar ea todo momento essas partículas estão quicando na parede do recipiente essa partícula está batendo aqui aquela partícula está batendo ali essa ultra a partícula está quicando assim e quando elas batem elas aplicam força o recipiente e essa força que mantém o balão cheio então vamos pensar do que a pressão depende em primeiro lugar quanto mais rápido essas partículas se moverem maior será a pressão certo partículas mais rápidas resultar em uma pressão mais alta certo com partículas mais lentas você estaria batendo - no recipiente e que quando de fato bater na parede do recipiente existirá um impulso menor ou seja uma transferência de energia menor então se temos partículas mais lentas temos uma pressão menor agora é praticamente impossível de medir a energia cinética ou a velocidade e direção de cada uma dessas partículas individualmente especialmente quando temos bilhões trilhões enfim dentro do balão então o que fazemos é pegar a energia média dessas partículas ea média de energia das partículas você pode dizer o professor vai nos introduzir a um novo conceito mas na verdade não tem um jeito novo de olhar para um conceito muito familiar para você que é o conceito da temperatura a temperatura pode ser vista como a energia cinética média das partículas no sistema então eu vou colocar esse sinal parecido com o igual porque você sabe existem diversos jeitos para representar a energia média ou melhor a energia cinética média certo enquanto essas partículas movimento enke com quanto maior for a temperatura mais rapidamente essas partículas se movimentaram e daí elas baterem mais nas laterais do recipiente e mais a temperatura é a energia média ou seja energia por partículas certo se você quiser saber o total é obviamente esses houvesse uma partícula lá dentro com uma temperatura altíssima e isso tem uma pressão menor do que se tivéssemos um milhão de partículas lá dentro deixem desenhar isso se eu tenho um se eu tenho vamos pegar esses dois casos um é eu tenho várias partículas a uma certa temperatura movendo-se em diferentes direções um outro exemplo eu tenho uma única partícula certo e vamos dizer que elas têm a mesma temperatura ou seja na média elas têm a mesma energia cinética em energia cinética por partícula é a mesma bom claramente essa que está aplicando mais pressão o recipiente pois a cada momento mais dessas partículas estarão que quando pelos lados do que nesse exemplo essa partícula vai quicar e vai se mover um tanto e depois que cair de novo então ela está aplicando menos pressão mesmo que sua temperatura seja mesmo porque a temperatura é energia cinética você pode ver isso como energia cinética por partícula é um jeito de olhar para a energia cinética por partícula então se quiséssemos olhar a energia total nesse sistema nós teríamos que multiplicar a temperatura pelo número de partículas e como estamos lidando em escala molecular o número de partículas pode ser representado por mons lembre-se mall é somente um número então estamos dizendo que pressão a pressão é digamos proporcional então é proporcional digamos a uma constante vamos chamá-la de r vezes porque precisamos que no final todas as unidades fiquem certas então em criatura é e kelvin mas eventualmente podemos usar em jales então vamos dizer que é igual uma constante ou melhor que é proporcional à temperatura vezes o número de partículas poderíamos fazer isso de vários jeitos mas vamos pensar nisso mall se eu digo que a 5 mall de partículas lá você sabe que isso é cinco vezes e 6 vezes 10 elevada 23 partículas então isso o número de partículas e isso a temperatura isso é uma constante qualquer é uma constante pronto agora do que mais depende a pressão nós temos esses dois exemplos obviamente depende da temperatura quanto mais rápido essas partículas se movem uma hora a pressão também depende do número de partículas quanto mais partículas maior pressão e o tamanho do nosso balón o volume do recipiente se pegássemos nesse exemplo mais em conhecermos e recipiente então recipiente seria algo assim tá mas ainda com as mesmas quatro partículas lá dentro as mesmas quatro partículas com a mesma energia cinética média ou seja com a mesma temperatura o número de partículas é o mesmo a temperatura é a mesma mas o volume diminuiu então o que vai acontecer essas partículas vão bater nas paredes do recipiente com mais freqüência e também tem uma área menor certo você tem mais força e menos área então quando você tem mais força e menos a área a pressão aumenta então quando o volume diminuiu sua pressão aumentou a pressão será será podemos dizer a pressão será então inversamente proporcional ao volume então pensemos nisso vamos colocar isso em nossa equação dissemos que pressão é proporcional a uma constante vamos chamá-la de r vez um número de partículas ea temperatura e inversamente proporcional ao volume quando algo é inversamente proporcional uma variável colocamos essa variável dividindo né e daí se multiplicarmos os dois lados pelo volume chegamos que pressão vezes o volume é igual número de partículas vezes a temperatura vezes a constante ou seja pv é igual a rnt e só para mudar isso para que fique na forma mais comum de se encontrar em seu livro de química se trocarmos o nr temos que pressão vezes o volume é igual a eni o número de partículas que você tem vezes a nossa constante r ea temperatura e isso é que a equação de estado do gais ideal equação de estado do gás é ideal espero que você tenha entendido a equação do gás ideal dizem que a equação do gais ideal é baseada nesse pequeno exercício mental que eu fiz para chegar no resultado porém eu fiz algumas suposições implícitas e quando fiz isso eu assumi o basicamente assumir que estamos lidando com gás ideal então você perguntaria professor o que é um gás ideal um galho ideal é um gás no qual as moléculas não estão preocupadas umas com as outras só estão preocupadas com a sua própria energia cinética e clicando pelas paredes então elas não interagem umas com as outras não se atraem ou se repele digamos que ela se atrair 100 então quando você aumentasse o número de partículas talvez elas não fossem para os lados talvez fossem para o centro se ela se atrair 100 e se elas fizessem isso elas bateriam - nas paredes a pressão seria menor então o lugar ideal estamos supondo que elas não se atraem ou repelem e estamos supondo também que o volume das partículas são desprezíveis individualmente o que é uma boa suposição pois elas são pequenas a menos que você coloque muitas partículas dentro de certo volume daí em dado momento especialmente se forem moléculas grandes começar a importar em termos de tamanho mas estamos assumindo que para o propósito do nosso exercício as moléculas tem volumes desprezíveis e que não se atraem ou se repele e que nessa situação podemos considerar válida a equação do gaes ideal então nós chegamos a equação do gás ideal mas vocês podem estar pensando o que erre como eu lido com ele como resolver os exercícios de química e matemática com ele e que unidade seu uso fiquem tranquilos faremos tudo isso no próximo vídeo onde eu resolverei vários exercícios com a equação do gás é o ideal mas é importante aprender esse vídeo é ter uma intuição do porque isso realmente funciona e francamente quando você tem essa intuição você nunca esquecerá você será capaz inclusive de encontrá la sozinho