If you're seeing this message, it means we're having trouble loading external resources on our website.

Se você está atrás de um filtro da Web, certifique-se que os domínios *.kastatic.org e *.kasandbox.org estão desbloqueados.

Conteúdo principal
Tempo atual:0:00Duração total:11:20

Transcrição de vídeo

nós vamos revisar o que significa ser um gaza ideal quais são as associações que você faz o que você pensa sobre o gás ideal bom primeira coisa que você deve pensar é que você não tem interações intermoleculares então vou marcar aqui não tem interações não tem interações intermoleculares intermoleculares bom e o que eu quero dizer com isso um exemplo de interação intermoleculares seria uma coisa como uma ponte de hidrogênio vamos dizer que a gente tem duas moléculas de água eu vou desenhar aqui em cima eu tenho duas moléculas de água tem uma molécula de água aqui eu tenho uma outra molécula de água aqui vou representar os hidrogênios em azul vamos pensar na água como sendo um gás o oxigênio da molécula de água tem uma carga parcialmente negativa então vou marcar aqui é uma fazer numa outra cor uma carga parcialmente negativa e o hidrogênio ele teria uma carga parcialmente positiva então aqui uma carga parcialmente positiva bom essas cargas elas são atraídas uma pela outra e esse é um tipo de interação inter molecular a gente pode pensar em força de pólo de pólo que são similares a gente pode pensar em forças de vander wells e essas interações earth intermoleculares elas podem acabar se atraindo a molécula sozinhas por exemplo em um base ideal pra gente aplicar a lei dos gases ideais a gente assume que não existem forças intermoleculares em gases reais a gente diz que isso é muito limitado ou nós podemos dizer que elas não acontecem uma segunda coisa que você pode assumir é que o volume do próprio gás e desprezível o volume do seu recipiente então posso colocar aqui que o volume do gás vou fazer em branco o volume do gás o volume do gás é desprezível é desse presídio bom acontece que não existem gases que não ocupam um volume portanto vai haver sim que um tipo de interação inter molecular em termos de força defendeu ou que mais que seja bom acontece que não existem gases que não ocupam um volume portanto vai haver sim algum tipo de interação intermoleculares em termos de força e mandou ou o que mais que seja mas acontece que em muitas condições que a gente vai estar lidando com um monte de gases essas proposições que a gente fez é o que a gente vai assumir até agora elas são razoáveis em particular eu vou colocar para gases reais em temperaturas altas em temperaturas altas e pressão baixa e pressão baixa e é claro que isso vai depender de qual gás que a gente vai estar falando ou de qual temperatura relative relativamente alto de qual ou de com baixa a nossa pressão vai ser e ainda uma outra forma de pensar nisso é como essas proposições que a gente fez para os gases vão se tornando menos e menos ideais conforme a gente vai chegando perto do ponto de condensação então se você começa com uma temperatura bem baixo se você vai aumentando a pressão você vai do estado do gás pra forma líquida e conforme você chega perto do ponto de condensação o seu gás ele vai se comportar cada vez menos como gaze ideal mas como a gente já viu e muitos outros vídeos você consegue fazer essas hipóteses então você pode aplicar a lei dos gases ideais além dos gases ideais vocês já vocês já devem saber é pv igual a eni rt onde pm a pressão ver o volume n é o número de moléculas de gás que eu tenho é a minha constante dos gases ideais e t é a minha temperatura mensurada em kelvin vamos pensar primeiro porque isso é aplicável para a grande maioria dos gases em temperaturas relativamente altas e pressão baixa então vou marcar aqui numa cor diferente vou colocar aqui temperatura alta e pressão baixa pressão baixa então a gente vai pensar onde que isso acaba a gente vai ver como é que a gente vai alcançar o nosso ponto de condensação onde a temperatura vai ser menor onde a pressão vai ser um pouquinho mais alta na realidade eu não vou fazer só exemplo atender da temperatura alta com a pressão baixa eu vou fazer mais dois exemplos onde eu tenho a temperatura baixa então aqui do lado botar temperatura baixa e aqui por último vou colocar com a pressão alta então a pressão pressão alta eu vou fazer três casos bom porque os gases ideais é casoa vão se comportar dessa maneira eu vou desenhar aqui na minha primeira situação uma caixa ou uma caixa um container eu vou fazer aqui uma caixa aqui eu tenho uma caixa dentro dessa minha caixa válter molécula gerais que eu vou fazer em azul então eu tenho uma molécula de gás aqui eu tenho uma outra aqui eu não enxergo essa minha caixa de moléculas legais em temperaturas altas as moléculas vão estar se movendo bem rapidamente mas como eu sou em condições onde a pressão é baixa não tenham muito muitas moléculas que cantando nas paredes o da minha caixa o que eu desenhei aqui um nazi ideal ele claramente ocupo volume certo nós vamos dizer que na vida real existem algumas algumas interações intermoleculares como moléculas vizinhas mas evita essa temperatura alta as moléculas elas vão estar se movendo muito rapidamente e é tão rápido que você não chega ter tempo de deixar com que essas moléculas interagem umas com as outras e as forças de atração que você pode ter eventualmente como a ponte de hidrogênio por exemplo elas não vou entrar nessa jogada da mesma maneira como eu tenho uma baixa pressão não vou ter muitas colisões então eu posso assumir que o volume do gás e desprezível relação ao volume da minha caixa pelo menos o meu cérebro ele vê que essa caixa é enorme quando comparado às moléculas de gás que a gente desenhou aqui quando a gente considera como elas podem interagir é tudo bem a gente não pensar é em como elas interagem uma com a outra tanto em termos de colisão que resulta na repulsão eletrostática ou quando você percebe que elas são tão longe uma da outra na maior parte do tempo que um tipo de força de atração como uma ponte de hidrogênio ou um dipolo de pólo nem vai entrar nessa jogada nessas condições é prático pensar que esses gases reais assume condições de gases ideais para que a gente aplique além dos gases ideais agora vamos pensar no caso dois vamos dizer que eu tenho uma temperatura baixa vou desenhar a mesma caixa que eu fiz aqui no primeiro exemplo então eu tenho aqui também tem uma caixa com um container tem aqui uma caixa dentro dessa minha caixa eu vou ter algum gasto aqui dentro também então eu vou marcar aqui as minhas moléculas de gás eu tenho aqui as moléculas gerais em azul mas duas moléculas em aqui bom se você é um case de ao a temperatura não vai importar muito mas agora que a gente tem essa temperatura baixa as moléculas vizinhas especialmente as forças de atração vão ter uma chance de entrar nesse jogo elas as moléculas elas vão estar ela não vai mais estar usando tão rapidamente então essas forças de atração aulas vão começar a aparecer aqui nesse nosso segundo caso é bom você acha que se eu mantenho um volume constante e mantém a temperatura constante além de manter o número de moléculas constante você acha que um gás real em temperatura baixa teria pressão menor uma pressão maior do que o gasto ideal é bom em coragem você após usar esse vídeo agora pra que você pense nisso ok aqui nesse caso a gente tem uma temperatura baixa e agente assumiu aqui que a gente vai manter a gente vai manter a temperatura o volume eo número de moléculas de gás isso tudo vai ser constante se a gente for comparar a pressão dos gases reais com a pressão dos gases ideais vamos fazer aqui em baixo numa outra cor a pressão dos gastos reais ea pressão dos gases ideais bom como que como elas serão bem nos gases reais a gente tem essas coisas que vão estar passando uma pela outra a gente vai ter mais tempo para atrair com essas pontes de hidrogênio contas com essas forças de vander ou ouço então elas poderiam passar mais tempo e se esbarrando na outra do que do que elas estariam se chocando contra as paredes se você consegue se você conseguir imaginar se você conseguir se você manter a temperatura para essas duas situações diferentes ou seja pra real e pra ideal é esse você manter o volume constante também número de moléculas você imaginaria que a pressão do gás real ela vai ser menor do que a ré do que a pressão do gás ideal então vou marcar aqui que a pressão do gás real seria menor do que a pressão do gás ideal e agora pensa levar a temperatura bem para baixo em um ponto que você chega a quase no ponto de condensação as moléculas elas vão estar se movendo tão lentamente que elas vão começar essa atrair ou até elas podem ter a chance de ter uma interação como atração aqui nesse caso quando essas moléculas passam nesse momento elas podem se capturar e elas podem ir pra um estado líquido esse tipo de coisa acontece com moléculas de vapor de água conforme você a diminuir a temperatura até a temperatura próxima do ponto de condensação ou quando você eleva a temperatura próxima ao ponto revolução dependendo de onde você está vindo na na escala de temperatura agora vamos pensar na terceira situação onde a gente vai ter uma alta pressão a gente vai comparar o que o gás real fariam gaze ideal ea gente vai comparar o volume ok então da mesma maneira eu vou desenhar uma caixa aqui do lado então eu tenho aqui uma caixa e eu vou ter o meu gás aqui dentro desta caixa então vou desenhar aqui as minhas moléculas de gás eu tenho aqui então as minhas moléculas de gaza que dentro desta caixa e eu tenho elas uma certa velocidade aqui que eu estou representando com essas faxinas da mesma maneira que a gente vai manter a gente vai manter a temperatura é manter a temperatura a gente também vai manter a pressão constante aqui ea gente vai manter o número de moléculas de gás constante agora a gente tem que pensar 'o no volume real e no volume ideal a gente vai comparar esses dois o volume real o volume ideal bondade ideal ele não deveria se importar ou não deveria se incomodar com a alta pressão essas moléculas que desenha aqui dentro desta caixa são se batendo de uma maneira muito frequente não só contra as paredes da minha caixa mas também contra uma outra e dependendo de quanto você imagina que o volume de um gás é desprezível você consegue pensar mais nas interações com a minha caixa mas a pressão é relativamente alta e aqui existem tantas coisas acontecendo que se você manterá a pressão constante tanto para o gás ideal quanto para o gás real você vai ter que dar mais espaço para o seu 10 real você vai ter que dar mais espaço porque o volume dessas moléculas que a gente tem ali dentro ele começa a se tornar significativo então você vai desafiar a nossa segunda hipótese que a gente fez aqui em cima que a gente disse que o volume do gás e desprezível bom é nós temos a mesma pressão certo nesse caso o volume do gás real vai ser maior tudo que o volume do gás ideal maior ter uma alta pressão é um jeito de você chegar perto do ponto de condensação no geral se você a baixa temperatura aumenta a pressão você vai juntando as moléculas ao ponto que elas estão capturando uma outra para que você tenha um estado líquido por último a gente viu essas proposições mas quando você faz alguns testes essas coisas como a temperatura baixa ou a pressão alta é você percebe que as coisas começam a funcionar de uma maneira um pouco diferente