Conteúdo principal
Tempo atual:0:00Duração total:6:55

Transcrição de vídeo

vamos revisar a estrutura de mostrar lá voltaica para que a gente possa comparar essa lá voltarei como a sala eletrolítica então uma célula voltar e que ela vai usar uma reação de oxidação espontânea para produzir uma corrente elétrica então se nós começamos aqui nesse eletrodo de zinco o zinco sólido ele vai se transformar em um c n 2 mais então vamos marcar aqui eu tenho aqui então zn dois mais então um átomo de zinco teria que perder 2 elétrons vamos marcar aqui que a gente vai perder 2 elétrons então tem um elétron aqui e tem um outro elétron aqui essa perda de elétrons é a oxidação ea oxidação vai ocorrer aqui nem se lembrou de cobre então esse aqui vai ser o nosso ano do vamos marcar aqui que nós temos o nosso ano do e vamos marcar aqui que a oxidação vai ocorrer no ano do então aqui a gente tenha um x representou a situação ea gente sabe que o eletrodo de zinco vai ser o nosso ano do eletrodo de zinco vai ser a nossa fonte de elétrons então vamos marcar aqui que a gente tem um negativo pra gente saber que a nossa fonte de elétrons e esses elétrons eles vão se mover pelo nosso fio então vamos marcar aqui que a gente tem esses dois elétrons se movendo por esse filme quando esses dois elétrons alcança uma letra de cobre nós sabemos que nós vamos ter e um seu dois mais e quando e se diziam co2 mais ganham 2 elétrons nós vamos formar o cobre sólido e ele vai se formar neste ano entrou de cobre que a gente tem aqui então vamos marcar que na nossa solução nós temos íons seu dois mais que vão se transformar em cobre sólido então aqui nesse eletrodo nós vamos ser a redução vamos marcar aqui que nós temos rege para a redução ou seja redução vai ser um ganho de elétrons que vai estar acontecendo aqui nesse eletrodos de cobre então esse eletrodo aqui vai ser o nosso kato do vamos marcar aqui que nós temos o nosso kato do esse eletrodo de cobre ele tem que ser o nosso eletrodo positivo então vamos marcar aqui o mais pra gente saber que ele é o nosso eletrodo positivo essa reação vai ser espontânea e o potencial padrão da célula ou seja o meu e zero vai ser aqui de 1.10 volts então vamos marcar um ponto 10 volts lembre se que um valor positivo de 0 ele significa que essa vai ser uma reação espontânea então nós produzimos uma corrente elétrica agora vamos comparar essa luva o taiko com uma célula eletrolítica automação eletrolítica ela vai usar uma corrente elétrica para conduzir uma reação de óxi redução que não é espontânea se nós olharmos a reação global aqui nós vamos começar com cobre sólido e comunhão zeni dois mais e nós vamos formar aqui iam co2 mais exemplo só lido essa reação vai ser a reversa do que a gente estava conversando antes os reagentes essa reação vão ser os produtos que a gente tinha nessa outra reação aqui e pra encontrar o potencial padrão para encontrar o meu e 0 tudo aqui nós precisamos fazer é colocar no sinal negativo aqui então nós vamos ser menos um ponto 10 volte aqui pro meu potencial da célula isso porque a gente reverteu a reação então quando a gente reverte a reação a gente vai mudar o sinal também então meu e 0 aqui vai ser menos 1.10 volts esse valor negativo de 0 vai indicar que essa não é uma reação espontânea isso não vai acontecer por conta própria o cob sólido não vai se transformar em o co2 mais 15 anos e n 2 mas não vão se transformar em 5 sólido eles vão precisar de uma ajuda para fazer isso eles vão precisar de uma voltagem externa como uma bateria por exemplo e essa bateria vai forçar essa reação acontecer então nós precisamos de uma bateria aqui então vou desenhar numa outra cor pra gente conseguir enxergar melhor então aqui eu tenho uma bateria nós precisamos que o terminal negativo ou seja do lado esquerdo então meu terminou negativo vai estar desse lado eo meu terminal positivo ele vai ter que estar do lado direito então vamos colocar o terminal positivo aqui desse lado e essa vai ser a nossa fonte externa de voltagem nós vamos precisar de no mínimo 1.10 vou pra fazer essa reação acontecer e na prática isso vai ser um pouquinho mais que um ponto 10 volts então terminal negativo da bateria onde nós vamos ter esses elétrons os elétrons eles vão sair do terminal negativo da bateria e eles vão entregar esses elétrons no eletrodo de zinco e os elétrons eles são forçados a que havia aqui para os eletrodos de zinco então vou desenhar ac2 elétrons então tem aqui um elétron e aqui eu tenho outra elétron e agora nós temos um zeni dois mais a nossa solução vamos marcar esse anos aqui eu tenho ians zeni dois mais na nossa solução e esses íons eles vão ter oportunidade de serem reduzidos silsby 11n dois mais ganham esses dois elétrons que eu tenho aqui eles irão se transformar em zinco sólido então zinco sódio ele vai formar aqui nesse eletrodo desing estamos aqui o zinco sólido usam os n2 mais ganharam 2 elétrons e formar 15 sólido então isso é uma redução ou seja são ganhos de elétrons então vamos marcar aqui que nós temos a redução dessa vez a redução vai estar acontecendo no leito do desempenho ea redução ocorre no catho do então vamos marcar aqui que nós temos o nosso kato do qatar todo o ano todo de zinco é mais negativo então nós forçamos os elétrons nesse eletrodo de zinco isso faz dele um eletrodo negativo então vamos marcar aqui o eletrodo negativo a bateria vai estar afastando os elétrons eletrodo de cobre e o eletrodo de cobre eles a perder em um elétron edição do terminal positivo da bateria isso faz com que o eletrodo de cobre seja relativamente positivo então vamos marcar aqui o mais pra representar isso esse deve ser o local da oxidação então o cobre sólidos se transforme em um selo dois mais vamos marcar aqui que a gente tem o zeus seu dois mais ea oxidação vai acontecer no centro de cobre dessa vez então vamos marcar aqui um xis ea oxidação vai ocorrer no ano então é isso faz o nosso leitor de cobre ser o nosso ano do vamos marcar aqui que esse vai ser o nosso ano o eletrodo de cópias e vai perder massa conforme o tempo agora você consegue ver diferença entre uma célula voltaica e uma sala eletrolítica uma sala voltar e que ela criou uma corrente porque nós temos uma reação mundial que se redução espontânea mas sim uma samba eletrônica nós não temos uma reação espontânea e para que essa reação ocorra nós vamos precisar de uma corrente nós vamos precisar de uma fonte externa de voltagem vamos analisar o fato de que os sinais dos eletrodos são opostos promoção lá voltar à equipe uma sala eletrolítica por exemplo nós podemos ver que o ano era o nosso leitor de zinco e esse era o nosso eletrodo negativo isso porque o eletrodo de zinco a nossa fonte de elétrons isso faz dele o nosso eletrodo negativo certo aqui do outro lado nossa letra negativo vai ser o nosso tatuado porque os elétrons eles são forçados para cá eles são forçados pela bateria então os sinais dos eletrodos eles são opostos por uma célula letra política note que promoção eletrônica o eletrodo negativo ele vai combinar com terminal negativo da minha bateria eo terminal positivo da bateria vai combinar com o meu eletrodo positivo é uma boa maneira de lembrar onde são os eletrodos no salão eletrolítica olha pra bateria que você vai conseguir descobrir isso