If you're seeing this message, it means we're having trouble loading external resources on our website.

Se você está atrás de um filtro da Web, certifique-se que os domínios *.kastatic.org e *.kasandbox.org estão desbloqueados.

Conteúdo principal
Tempo atual:0:00Duração total:8:56

Tabela periódica - classificação dos elementos

Transcrição de vídeo

RKA11E - Nesse vídeo vamos olhar para a tabela periódica e classificar os elementos em grupos. E assim vamos poder identificá-lo de uma forma bem mais fácil. Os grupos são as colunas verticais na tabela periódica. Passando aqui por cima, eu posso ver que todos esses elementos estão na mesma coluna vertical. Então, todos esses elementos estão no mesmo grupo, e nós chamamos esse grupo de grupo 1. Agora também posso ver que todos esses elementos também estão na mesma coluna, então eu posso dizer que todos esses elementos estão no mesmo grupo. E nós chamamos esse grupo de grupo 2. E eu posso continuar rotulando os grupos aqui. Esse daqui seria o grupo 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11 12. Depois eu volto aqui nesses grupos para discutir um pouco mais a respeito deles. Mas continuando, a gente pode ver que temos outras colunas verticais aqui, ou seja, os grupos 13, 14, 15, 16, 17 e finalmente 18. E essa é apenas uma maneira de numerar os grupos. Mas existe uma outra forma de fazer isso também, por exemplo, essa primeira coluna aqui seria nomeada com o grupo 1A e a segunda com o grupo 2A. No entanto, utilizando essa classificação, a gente ignora os grupos de 3 a 12, e em seguida continuamos com a numeração. Então, se temos aqui 1A e 2A, o próximo é o grupo 3A, depois 4A, 5A, 6A, 7A e finalmente 8A. E essa é a segunda forma que você pode utilizar para nomear os grupos, e que vai ser muito útil quando você estiver pensando em termos dos elétrons de valência. Agora que já vimos como podemos realizar a classificação da tabela periódica através dos grupos, podemos começar a ver o conceito de períodos. Na tabela periódica, o período está sempre na linha horizontal. Então basta observar que o primeiro período está aqui na primeira linha, ou seja, no primeiro período temos o hidrogênio e o hélio. Passando para o segundo período, temos, o lítio, o berílio, o boro, o carbono, o nitrogênio, oxigênio, fluor e neon. Eu posso continuar enumerando os períodos de forma que teríamos aqui os períodos 3, 4, 5 e 6. E antes de continuar, é bom fazer uma pequena observação aqui. Percebeu que eu não tenho a tabela periódica completa? Eu não teria muito tempo para falar sobre os demais elementos nesse vídeo. Por isso vou falar um pouco mais sobre eles adiante, ok? Então vamos em frente, e nos concentrar nos metais. E os primeiros que iremos falar é sobre os metais alcalinos. Os metais alcalinos são encontrados no grupo 1, ou no grupo 1A. Assim, o lítio, o sódio, o potássio e todos os demais que estão nesse grupo são chamados de metais alcalinos. Os metais alcalinos são metais macios, prateados e que são extremamente reativos. E uma coisa legal também é que organizar elementos em grupos, agrupa elementos que têm propriedades químicas semelhantes. E dessa forma, os metais alcalinos reagem sempre de forma semelhantes. Por exemplo, todo o metal alcalino reage com água, e pelo fato dos metais alcalinos ser tão reativos, você não vai encontrá-los em seu estado puro na natureza. Você não vai andar por aí, e encontrar algum sódio caído no chão, eles são apenas encontrados na natureza combinados a outros elementos. Mas só uma pequena observação: apesar do hidrogênio estar no grupo 1, ele não é um metal alcalino. O hidrogênio é um não-metal. Aproveitando o nitrogênio, vamos representar os ametais de verde, beleza? Mas lembre-se, o hidrogênio é a única exceção no grupo 1. E agora vamos seguir em frente e falar também sobre os metais alcalinoterrosos, que são todos os elementos do grupo 2 ou 2A. Coisas como magnésio, cálcio, e estrôncio são metais alcalinoterrosos. Os metais alcalinoterrosos não são tão reativos quanto os metais do grupo 1, mas você também não consegue encontrá-los em seu estado puro, eles também são encontrados em combinações com outros elementos. Além disso, a regra aqui é a mesma, todos os metais alcalinoterrosos vão reagir de maneira semelhante, já que eles têm propriedades químicas semelhantes. Então novamente, a gente percebe que é muito conveniente organizar a tabela periódica em grupos. Seguindo em frente, vamos apenas dizer que todos os elementos do grupo 3 a 12 são metais, ok? Os metais de uma forma geral, são sólidos à temperatura ambiente. O único elemento que foge a essa regra é o mercúrio, já que ele é líquido a temperatura ambiente. Os metais são muito maleáveis e não são quebradiços, por isso é possível moldar da forma que quisermos. Além disso, eles também são dúcteis, já que também podemos fazer fios e arames com eles. Por exemplo, o cobre que utilizamos para conduzir corrente elétrica até, e em nossas casas. Com isso, chegamos a mais uma propriedade dos metais, eles são ótimos condutores de calor e eletricidade. Enfim, essas são algumas das propriedades mais comuns dos metais, mas se os metais são assim, como seriam os não-metais ou ametais? Os ametais que configuram a essa parte da tabela periódica, são sólidos que tendem a ser frágeis, e não são tão maleáveis como os metais, eles são maus condutores de calor e eletricidade. Além disso, você pode encontrar os não-metais em diferentes estados da matéria, em especial, vamos falar sobre um dos não-metais chamados halogênios. Os halogênios são todos os elementos do grupo 7A ou 17, coisas como flúor, cloro e bromo, e todos os demais, são halogênios. Halogênios são muito reativos. Então, frequentemente, são muito corrosivos também. O próprio nome halogênio vem do grego formador de sais, mas não se preocupe muito com os detalhes dos halogênios agora não, porque vamos voltar a falar sobre eles nos próximos vídeos, quando falarmos sobre as configurações eletrônicas, ok? Aí vamos falar o porquê dessas coisas serem tão reativas. Após os halogênios, temos também os gases nobres, que também são não-metais. Os gases nobres são todos os elementos encontrados no grupo 8A ou 18, alguns são até muito famosos tais como o hélio, o neônio, o argônio, e o criptônio e etc. Os gases nobres normalmente são gases incolores e naturalmente não são reativos. Mas também vamos falar o porquê disso no vídeo quando falarmos sobre configurações eletrônica, certo? Existem alguns outros não-metais aqui também. E nós já vamos identificá-los. Mas antes eu quero falar sobre o fato de você encontrar praticamente só metais do lado esquerdo da tabela periódica. Então, você pode ver que eu tenho todos esses metais aqui do lado esquerdo, enquanto que do lado direito você só encontra ametais. No entanto, não vamos falar muito sobre esse meio aqui, isso porque a linha divisória é meio tênue aqui, ela fica meio que em zigue zague. E eu vou tentar esboçar isso aqui, essa linha divisória, que seria mais ou menos desse jeito, fazendo um zigue zague na tabela periódica, indo de cima para baixo. Alguns dos elementos que você encontra nessa linha em zigue zague tem propriedades entre os metais e os ametais. E que chamamos esses aqui de metaloides ou semimetais. Os metaloides, onde "oide" significa metal, é uma espécie de metal não-metal. Calma aí, como assim? Às vezes eles têm propriedades semelhantes aos metais, e às vezes de não-metais. Alguns dos elementos que seriam considerados semimetais seriam o boro, o silício, o germânio arsênico, antimônio, telúrio e às vezes o astato ou polônio. Na verdade, isso vai depender muito do livro que você estuda, já que alguns consideram polônia como metaloide, e outros consideram o astato como um. Mas você pode ver que alguns desses elementos, dessa linha em zigue zague são considerados semimetais, já que não há uma definição tão oficial para os que são considerados metaloides. Então, você pode ver algumas discrepâncias em relação a alguns desses elementos. No entanto, no Brasil desde 2001, a Sociedade Brasileira de Química abandonou a classificação dos semimetais em suas tabelas periódicas, deixando os elementos germânio, antimônio e polônia como metais, e os elementos boro, silício, arsênio e telúrio como ametais. E um desses semimetais é muito famoso, eu estou falando do silício. O silício é um semicondutor, já que conduz eletricidade como metal, mas não com a mesma extensão de um metal. E essa propriedade intermediária é muito útil às vezes. Acho que você deve imaginar o porquê, o vale do silício deve te lembrar alguma coisa, não é? Vamos em frente aqui e marcar o restante dos elementos. Esses aqui seria alguns outros metais e esses aqui da direita seriam outros não metais. O carbono, o nitrogênio, o oxigênio, o fósforo, o enxofre e o selênio são não metais. Essa daqui é uma forma rápida de dividir a tabela periódica com algumas definições simples. E no próximo vídeo, vamos falar sobre a estrutura eletrônica e entrar na definição dos metais de transição.