Se você está vendo esta mensagem, significa que estamos tendo problemas para carregar recursos externos em nosso website.

If you're behind a web filter, please make sure that the domains *.kastatic.org and *.kasandbox.org are unblocked.

Conteúdo principal

ASSISTA: Seres humanos e energia

Neste vídeo, você vai aprender sobre energia e humanidade. Hoje vamos discutir as ideias apresentadas por Alfred Crosby em seu livro Children of the Sun. Historicamente, quase toda a energia usada pelos seres humanos foi direta ou indiretamente gerada pelo sol, seja energia de alimentos a partir das plantas, energia eólica, energia solar direta ou combustíveis fósseis. Analisamos essas diferentes fontes e falamos sobre como a humanidade continuará a usar energia no futuro, à medida que as populações crescem e os recursos energéticos se tornam mais escassos. Você pode apoiar o Crash Course diretamente em https://www.patreon.com/crashcourse Inscreva-se gratuitamente para acompanhar tudo o que estamos fazendo. Ter acesso gratuito é ótimo, mas se você puder pagar um pouco todo mês, você nos ajudará muito a continuar produzindo conteúdo. MENSAGENS PATROCINADAS DOS INSCRITOS! PARA: Dana DE: Cameron você é maravilhosa, mal posso esperar para nos encontrarmos :) PARA: TheGeekyBlonde DE: Arbace Obrigado pelo excelente vídeo sobre Abuse Recovery no Youtube! http://youtu.be/3Uc5eNNG60o Você pode comprar o livro Children of the Sun de Alfred Crosby aqui: http://smile.amazon.com/Children-Sun-Humanitys-Unappeasable-Appetite/dp/0393931536/ref=sr_1_1?ie=UTF8&qid=1409260623&sr=8-1&keywords=crosby+children+of+the+sun. Versão original criada por Projeto World History.

Quer participar da conversa?

Nenhuma postagem por enquanto.
Você entende inglês? Clique aqui para ver mais debates na versão em inglês do site da Khan Academy.

Transcrição de vídeo

Oi! Eu sou Stan Muller, este é o Crash Course História Mundial, e hoje nós falaremos sobre energia... Não estou falando de energia de cristais ou de piramides ou até mesmo de Red Bull. Estou falando sobre energia que os humanos usam para construir piramides ou sintetizar cristais ou manufaturar bebidas energéticas Ei, ei! Onde está o Sr. Green? Sr. Green está ausente hoje e eu sou o substituto. Um Substituto? Podemos assistir um vídeo? Isto é um vídeo. Hoje nós vamos vamos falar sobre "Filhos do Sol" (Filhos do Sol) por Alfred Crosby que você deve lembrar do nosso episódio "Columbian Exchange". Este é o livro de Crosby sobre energia E nele ele diz: "A civilização moderna é o produto de um excesso de energia... mas a humanidade e seu insáciavel apetite por energia tornam as soluções efêmeras e o desafio permanente." O que não é muito esperançoso Mas antes de começarmos a observar a história do uso de energia humano, vamos falar sobre o que nós queremos dizer por energia. Para nossos propósitos aqui, energia é o potencial para realizar trabalho Por mais de 99% da história humana, nossa principal fonte de energia para realizar trabalho era muscular humana ou animal. E o combustível para esses músculos é a comida, geralmente plantas, e plantas, por fim conseguem sua energia do sol. Então, quase toda a energia que os humanos usam provém do sol de uma maneira ou outra. Por isso o título do livro, "Children of the Sun" (Filhos do Sol). Humanos são muitas coisas, mas eficientes conversores de energia não é uma delas. Isto é o porque você precisa de muitos humanos para realizar muito trabalho. Foi necessário muito esforço para construir as piramides, por exemplo, e não poderia ter ocorrido sem alguns avanços tecnológicos utilizando energia A primeira grande tecnologia energética foi o fogo. Nós possibilitou cozinhar o que nos deu uma maior variedade de comida disponível e consequentemente mais estímulo para nossos músculos. O fogo também possibilitou a metalurgia e melhorias nas ferramentas. Outro notável avanço na energia foi a domesticação de plantas e animais. Domesticando plantas, humanos redirecionaram a energia do sol para produzir comidas mais nutritivas e provedoras de energia. O sol também abasteceu indiretamente animais domesticados como cavalos e bois, quais eram aproveitados a fazer ainda mais trabalho útil. Após a invenção da agricultura, desenvolvimentos em energia humana meio que estagnaram por um tempo. A única energia que tínhamos que não derivava do sol era a hidráulica, já que o vento tecnicamente provém do sol aquecendo o ar, então navios a vela e moinhos de vento são de algum modo energia solar. Houveram alguns pequenos avanços, como a concentração densa de energia da maneira convertendo-a para carvão, e adicionando oxigênio aos fogos usando foles, mas pela maior parte, trabalho era ainda gerado por músculos. A próxima grande mudança em uso de energia veio com a industrialização. Vamos para "Bolha de Pensamento" Assim a industrialização utilizou de novas formas de combustível em carvão, e depois em petróleo e gás natural. Esses combustíveis são apenas velhos, realmente velhos fósseis de plantas e matéria animal, então novamente, eles são originados do sol, mas nós não pensamos desta maneira. Ninguém chama carvão de "energia solar." Enquanto os chineses estavam utilizando carvão durante a Dinastia Song para trabalhar o ferro, por exemplo, a Inglaterra estava onde o carvão realmente decolou, graças ao motor a vapor. O Motor a Vapor de Newcomen Era, de acordo com Crosby, "A primeira máquina a prover significantes quantidades de trabalho que não derivassem de músculo, água ou vento." Industrialização sustentada a carvão era um grande negócio. Ela permitiu a Bretanha a dominar a indústria têxtil, e industrialmente produziu armas, e barcos movidos a vapor permitiu os Europeus a penetrar e dominar a Africa, e partes da Asia. De acordo com Crosby, combustíveis fósseis "Criaram o panorama político e econômico o qual conhecemos hoje." Após a manufaturação movida a vapor, era apenas um pequeno pulo cronológico para a eletricidade, qual foi usada para ligar máquinas, e para iluminação. Luz elétrica foi realmente importante porque promoveu uma maneira limpa e eficiente que permitiria as pessoas trabalharem após escurecer. Obrigado, Bolha de pensamento. Apesar de nós pensarmos no carvão como o combustível do século 19, nós ainda utilizamos muito dele atualmente. Especialmente para gerar energia, mas o carvão é muito menos eficiente que o petróleo. O petróleo foi revolucionário porque podia não apenas abastecer usinas energétias e barcos, e trens, mas também o motor de combustão interna, qual torna carros e caminhões possíveis. Croby mantém que "o motor de combustão interna alimentando o automóvel, o caminhão, e o trator foi por um século a invenção mais influente no planeta." No final do século 20, havia meio bilhão de carros no mundo, e os humanos estavam utilizando 70 milhões de barris de petróleo por dia. Manufaturar e dirigir todos estes carros trouxeram um grande impacto no meio ambiente. Em uma perspectiva de uso de energia, o mundo desde 1900 é uma era totalmente nova na história humana. Nós utilizamos eletricidade para tudo no Ocidente. Ela liga nossos apetrechos, ilumina nossas casas, nós transporta nos trens, ou ônibus, ou em carros. Crosby coloca da senguite maneira "O uso primário de energia da humanidade cresceu vinte vezes desde 1850 e cerca de cinco vezes desde 1950." Nós EUA, cada indivíduo consumia cerca de 2000 quilowatts/hora de eletricidade em 1950, e 32,700 nos anos 2000. O Petróleo e o gás natural são os combustíveis mais importantes para este "boom" em eletrcidade, entretanto já em 2006, 40%-50% dos humanos, muitos deles vivendo nos trópicos, ainda dependem da madeira como combustível. Então, quando o mundo vai exaurir o petróleo é um tópico de fervoroso debate mas os cientistas vem procurante por outras formas de combustíveis por décadas. Uma alternativa é energia nuclear, a qual não tem sido um sucesso total. A primeira usina nuclear provendo energia para casas foi inaugurada na União Soviética em 1954, e em alguns países, notavelmente a França, ainda dependem fortemente de energia nuclear. Apesar do entusiasmo inicial dos cientistas, e escritores de ficção científica, energia nuclear nunca se estabeleceu nos EUA, parcialmente porque é realmente cara. Outro problema é que ninguém consegue descobrir o que fazer com o lixo nuclear que a energia nuclear produz. Mas a maior razão que a energia nuclear falha em se estabelecer é porque as pessoas pensam que energia nuclear é perigosa, acreditando que usinas nucleares podem facilmente tornar-se grandes bombas, ou que reatores defeituosos vão derreter através da terra até a China, ou algo do tipo. Na verdade, provavelmente derreteria até a Austrália ou algo do tipo, mas você entendeu o que eu disse. Embora, acidentes nucleares aconteceram, notavelmente em Windscale na Inglaterra em 1957, e em San Loren na França em 1969, mas nenhuma desas foi catastrófica. Os EUA tiveram um susto nuclear em 1979 como um acidente na Three Mile Island na Pensilvânia. Por mais que não houveram casualidades imediatas, milhares de pessoas nos arredores foram forçadas a evacuar, e a limpeza demorou anos, e custou milhões. O desastres na usina nuclear Soviética em Chernobyl em 1986 foi muito pior, com um lançamento de radioatividade que foi centenas de vezes maior que o aconteceu em Hiroshima e Nagasaki, e um ambiente radioativo que será letal por 24,000 anos. Alguns países ainda utilizam energia nuclear, mas nunca se popularizou realmente. No geral, Energia nuclear nunca contou mais do que 5% da energia nuclear de todo o mundo. Nos anos recentes, crescentes preocupações sobre as mudanças climáticas levaram para maiores chamadas para a humanidade encontrar formas de energia, mais limpas e mais renováveis. A alternativa que reduzamos nosso consumo de energia, parece improvável, especialmente desde que soaria como um passo atrás histórico. A história é frequentemente apresentada como a estória do progresso e crescimento de crescente complexidade e um futuro no qual usemos menos energia, é um tanto quanto difícil imaginar. Mas historicamente falando, o mundo no qual vivemos é novo, é insustentável e não é normal. Crosby nos oferece esse lembrete "A maioria de nós nas sociedades mais abastadas consegues apenas relembrar tempos de imediato acesso a energia abundante. Essa abundância nos tenta, e com sucesso, a acreditar que ter um fluxo de energia por linhas distantes e que iluminam nossos quartos quando apertamos um botão é normal ao invés de miraculoso." No fim, como reconciliaremos nosso desejo de continuar nossa trajetória de crescimento e avanço em complexidade com o fato que tal crescimento é insustentável com a atual tecnologia é um dos grandes desafios que a humanidade encara atualmente. Se e como nós iremos enfrentar este desafio, determinará que tipo de mundo nós viveremos no amanhã. Obrigado por assistir, vejo vocês na próxima. Crash Course é feito com a ajuda dessas pessoas legais, e é filmado aqui no estúdio Chad & Stacey Emigholz em Indianópolis, obrigado por sua ajuda na Subbable.com. Subbable.com é um serviço de inscrição voluntária onde você pode auxiliar a programação que você ama e manter Crash Course gratuitamente para todos e para sempre. Obrigado por assistir e não esqueça de ser incrível.