Conteúdo principal
Tempo atual:0:00Duração total:10:35

Transcrição de vídeo

Aqui está um homem qualquer e se examinarmos um pouco do seu sangue algo em torno de um microlitro de sangue e há um milhão de microlitros em um litro O que encontraremos em um microlitro? Encontraremos em torno de 5 milhões de hemácias em cada microlitro Em percentual de volume as hemácias correspondem em torno de 40% do sangue São cinco milhões de células em um microlitro Vou representar as hemácias com RBC No mesmo microlitro há também as plaquetas E haverá mais ou menos plaquetas que hemácias? As plaquetas são bem menores mas na verdade estão em número menor e podem variar muito na quantidade, mas fica em torno de 200 mil plaquetas num microlitro Essas são as plaquetas que ajudam na formação do coágulo quando há algum problema nos vasos sanguíneos. Suponhamos que esse homem tenha 20 anos Será que suas hemácias e plaquetas são as mesmas de cinco anos atrás? Não, porque ambas se degradam periodicamente por isso o moço precisa formar constantemente novas hemácias e plaquetas. As hemácias sobrevivem 120 dias em média, o que equivale a quatro meses. As plaquetas duram alguns dias, muito menos que as hemácias Por isso, deve haver formação constante dessas células E sabe onde isso acontece? Tudo isso acontece na medula óssea. Desenharei um osso e dentro de sua medula é onde produzem as hemácias e plaquetas. As hemácias são produzidas na medula a partir de uma célula precursora que não é uma hemácia, porque a diferença é que essa célula tem um núcleo. Se vocês não sabem, a hemácia não possui núcleo quando em circulação. Mas a célula precursora possui núcleo. Vou simplificar, a celula precursora com núcleo pode se dividir num processo normal de mitose agora temos duas células, isso se repete por várias vezes até se ter um muitas delas, algumas se transformarão em hemácias, e parte do processo é a perda do núcleo. O processo todo leva anos os pontos vermelhos são as hemácias indo para os vasos sanguíneos vou desenhar nesse osso. Os ossos possuem vasos sanguíneos dentro as hemácias circulam nos vasos sanguíneos até chegar ao coração e serão bombeadas para circular novamente. Essas são as hemácias, elas possuem um nome chique que é eritrócito. Talvez seja importante saber esse outro nome da hemácia e o processo de formação das hemácias chama-se eritropoiese. E isso significa criação de eritrócitos. Com as plaquetas é diferente. As plaquetas são fragmentos de células, elas se originam de uma célula grande chamada por um nome grande megacariócito É importante saber que o megacariócito é uma célula grande com muito citoplasma que é a parte da célula sem o núcleo. E o modo de formação da plaqueta que é um pedaço do megacariócito, uma parte do citoplasma se projeta e se desprende, juntamente com a membrana. Cada megacariócito faz isso muitas vezes liberando muitas plaquetas Assim como as hemácias as plaquetas entram na circulação e percorrem o corpo todo. As hemácias duram apenas 120 dias, mas as plaquetas vivem poucos dias A pergunta é: o que acontece? Elas simplesmente desaparecem? É claro que não. Elas estão na corrente sanguínea e o corpo precisa removê-las. O principal órgão com essa função é o baço. Vou desenhar. O baço fica no lado esquerdo do corpo na parte superior do abdomen. O baço é irrigado pelo sangue. O coração bombeia o sangue que vai para os braços, músculos, cérebro, pernas, baço Quando o sangue passa pelo baço -- vou desenhar -- o baço reconhece as hemácias velhas são aquelas que estão danificadas e as retiram da circulação, as hemácias são trituradas e eliminadas. São os monócitos que fazem isso. Vou desenhar. Aqui está a hemácia velha vou desenhá-la bem deformada, ela já viveu bem e agora é hora de partir. No baço ela será engolida pelo monócito-- vou escrever-- mais um nome novo. O monócito parece com o macrófafo. O monócito do baço irá fagocitar a hemácia velha e triturar em pequenas partes para que possam ser reutilizadas. Uma das partes que precisa ser reutilizada, desenharei porque é importante, é o ferro. As hemácias possuem ferro que faz parte da hemoglobina, e o corpo não deve desperdiçar o ferro por isso o monócito irá reciclar o ferro, para usar depois nos aminoácidos para compor proteínas nas hemácias vou escrever 'reciclar', porque é importante reciclar e não desperdiçar. O local principal é o baço onde a maioria das hemácias e plaquetas são degradadas, mas também ocorre um pouco no fígado, que é próximo do baço, num processo similar. É assim que acontece a eliminação das hemácias e plaquetas. E como o corpo sabe o quanto de células novas deve produzir? Para responder, vamos lembrar qual a função principal das hemácias. A função principal é levar oxigênio para as diversas partes do corpo. E quando se tem pouco oxigênio, significa provavelmente que não se tem muitas hemácias pode ser também que os pulmões não estão trabalhando ou algo do gênero. Mas na maioria das vezes, quando não há oxigênio suficiente significa que é preciso mais hemácias. Quando há pouco oxigênio o corpo sinaliza à medula óssea para produzir mais hemácias. Vou escrever um outro nome, parece com o outro termo. É a eritropoietina que estimula todo o processo e faz o corpo produzir mais eritrócitos ou hemácias. O que causa a liberação de eritropoietina é o oxigênio baixo, e isso ocorre nos rins. Vou escrever. O rim libera eritropoietina. A eritropoietina também é conhecida por sua abreviatura "epo". Você pode ter ouvido que muitos atletas, para elevar o oxigênio nos músculos e melhorar o desempenho, tenham utilizado o epo para que a medula óssea produza mais hemácias. Sabe como o epo é classificado? Sabe que tipo de substância é na Biologia? O epo é um hormônio, uma substância que comunica o rim, aliás, o corpo todo à medula óssea. Da mesma forma, o sistema produtor de plaquetas também possui um hormônio que controla, chamado de trombopoietina. É menos importante que a eritropoietina. Você ouvirá pouco sobre esse hormônio, mas quero enfatizar que a produção plaquetária é também controlada por um hormônio assim como na produção de hemácias. [Legendado por Patrícia Kawase] [Revisado por Jessica Falkenstein]