If you're seeing this message, it means we're having trouble loading external resources on our website.

Se você está atrás de um filtro da Web, certifique-se que os domínios *.kastatic.org e *.kasandbox.org estão desbloqueados.

Conteúdo principal
Tempo atual:0:00Duração total:9:18

Transcrição de vídeo

Então, há algumas palavras que são usadas nesse assunto. Quando eu estava aprendendo essas palavras sempre me confundia. Pensei falar sobre elas agora. A primeira palavra é arteriosclerose. Vou sublinhar o "O" aqui. Bem semalhante a ela é a palavra Arteriolosclerose, com um L extra e um O. Sempre quis saber se eram a mesma palavra que alguém tinha escrito errado. Mas esse não é o caso. São duas palavras distintas para situações diferentes. A terceira palavra é a aterosclerose. E ela também é diferente das outras. Não é uma maneira diferente de pronunciar ou algum sotaque Britânico. Então, estas três palavras podem ser confundidas, e às vezes elas são referidas como a mesma coisa. Mas há algumas diferenças que eu quero falar. Então, vamos começar com as duas primeiras palavras: Arterio e Arteriolosclerose. E isso basicamente responde a pergunta de "O que está acontecendo?" Nos processos de arteriosclerose e arteriolosclerose temos um enrijecimento dos vasos sanguíneos. Então se tem um vaso normal. Eu vou pintá-lo de vermelho. Este é um vaso flexível. E ao longo do tempo torna-se duro como um tubo de chumbo, então você tem algo parecido com isto. Um vaso firme. Mesmo tamanho mas muito mais rígido. E a arteriolosclerose é basicamente o mesmo processo. Até então não te convenci que existe diferença. O processo básico é igual. Deve estar se perguntando "Qual a diferença então?" A diferença é que a arteriosclerose acontece em artérias grossas e médias. Lembre-se de que dividimos as artérias em grandes e médias. E, por outro lado, falamos sobre as artérias pequenas e arteríolas. Esta aqui. Basicamente se esse processo ocorre em artérias grandes ou artérias médias podemos chamar de arteriosclerose. Mas se está acontecendo em artérias pequenas, seria arteriolosclerose. Essa é a principal diferença do: "Onde está acontecendo?" Agora pergunte-se "Por que algo que vai de suave para rígido importa?" Vou desenhar um espectro. Nesse lado temos a palavra "não", e aqui temos "muito". Isso se refere a complacência. Tente lembrar do que dissemos sobre complacência. E quando um vaso pode ou não se esticar, como elasticidade. Se pensar em algo com muita elasticidade ou complacência, temos veias. Artérias aqui. Elas não são totalmente rígidas, mas comparadas as veias elas não têm muita complacência. Um cano de chumbo estaria bem aqui, perto do "não". Quando falamos de arteriosclerose ou arterioloscleroses como algo que é suave indo para algo que é firme, estamos realmente falando sobre a artéria se movendo de onde ele está no espectro de complacência Então estamos falando da perda da complacência. Vou escrever isso. É uma palavra muito importante. É sobre o que estamos falando: perda de conformidade Agora como chegamos no ponto onde perdemos conformidade e como acontece? Essa já é outra pergunta. Como acontece isso? Aqui podemos falar sobre aterosclerose. Aterosclerose é um processo. Posso desenhar para você Isso é um vaso sanguíneo. Aqui estão as paredes dele. Sabemos que são 3 paredes mas para mostrar a espessura, desenhei só 2 paredes Digamos que você tem um depósito de gordura aqui. Com o passar do tempo, isso vai bloquear o vaso. Esse é o lúmen, e para não perder espaço nele você tem uma calcificação e um tecido fibroso começa a se instalar aqui. Essa parede, ao invés de ser suave e vermelha, vou desenhá-la firme e branca. Muito firme. Essa parte da parede está muito fora da conformidade. Perdem complacência. Essa parte da parede é bem firme e não vai se esticar facilmente. Isso é aterosclerose. A razão pela qual listei isso aqui é que se eu conseguir dividir isso pela metade, o que é a maioria das vezes, não sempre, aterosclerose acontece nas artérias grandes ou médias. Não é comum acontecer em artérias pequenas ou arteríolas. Então vai causar arteriosclerose. Então aterosclerose é o como, e arteriosclerose é o que acontece para as artérias grandes e médias. Agora vamos mudar para as arteríolas e pequenas artérias. Se aterosclerose normalmente não acontece nas artérias pequenas, então como acontece arteriolosclerose? Deixe me escrever algumas palavras importantes que você deve conhecer. Hialina e Hiperplásica. Então, esses são apenas nomes para um processo. Novamente, estão respondendo a pergunta de como é que arterioloscleroses acontece. Então, acontece através da arteriolos- clerose hialina ou hiperplástica. Vamos desenhar como antes. Temos um vaso. Ao invés de termos uma placa, que é o que desenhei antes, no meu vaso dessa vez vou falar um pouco sobre pressão sanguínea alta. Aqui falamos sobre pressão alta ou diabetes. Em situações como esta você pode ter muita pressão pressionando o vaso. Essas são minhas setas falando sobre pressão sanguínea. Enquanto há pressão, proteínas de dentro do vaso são empurradas para as paredes. As paredes do vaso se enchem de proteínas que às vezes não pertencem ao vaso. Tem pequenas proteínas por toda parte por causa da pressão alta que as empurra. Ao passar do tempo toda essa proteína (estou desenhando de rosa) vai causar a perda de conformidade do vaso. Então esses vasos vão começar a perder a conformidade por todos os lados . E novamente, não é sempre que isso acontece, isso é só um exemplo de como poderia perder complacência. Então é um bom exemplo de algo que era suave e se torna rígida com o passar do tempo por causa da pressão sanguínea. Tudo bem, vamos continuar da próxima vez. Legendado por [Anna Luísa Beserra] Revisado por [Lucas Wilson]