Conteúdo principal
Tempo atual:0:00Duração total:7:02

Transcrição de vídeo

Vamos dizer que este é você e que é um lindo dia lá fora. Temos um sol brilhando. Por volta de 21 graus lá fora. E digamos que você estivesse fazendo exercícios. Uma coisa que vai acontecer quando você pratica exercícios é que seu corpo vai produzir muito calor. E o motivo disso é que você tem músculos, como esse quadríceps na sua perna e como seu coração que estarão bem ativos quando você se exercitar. E todas as reações que fazem eles ativos acabam liberando calor. Então um problema que seu corpo pode enfrentar nessa situação é como manter sua temperatura corporal de 37 graus celsius? Agora, uma das maneiras que seu corpo pode se livrar desse excesso de calor produzido pelos músculos é suar. Mas há outra maneira de se livrar do calor que eu gostaria de falar aqui. E essa maneira envolve a pele. E para saber mais sobre isso, vamos olhar uma foto ampliada de um pedaço da sua pele. Vamos desenhar sua pele neste pedaço ampliado aqui. Então aqui está a superfície da sua pele, que vamos desenhar em rosa. A pele é rosa. E por baixo da sua pele, um pouco mais fundo, você tem algumas veias sanguíneas. Digamos que esta seja uma arteriola. Vamos chamar de arteríola. E esta arteríola vai alimentar sua pele com sangue e com oxigênio via sangue. A maneira como fará isso é mandando pequenos leitos capilares na pele, que eu vou tentar desenhar aqui. Aqui estão nossos leitos capilares. E esses leitos capilares, claro, consistem em veias sanguíneas bem finas com grande área superficial que permitem a troca de oxigênio entre o sangue e o tecido. Mas o que você tem que saber sobre a pele para nossos propósitos é que ela age como isolante. E o motivo disso é que por vezes não é um bom dia lá fora. E por vezes você não está se exercitando. Então quando está um dia frio e você está sentado lá fora, você não quer perder muito calor. Então nesse caso é bom ter esse isolamento que mantém o calor lá de baixo e da arteríola, por exemplo, que mantém o calor para não se dispersar tão rápido. Então é como sua casa, que durante o inverno você quer isolamento para a prevenção da perda de calor. Mas esses pequenos capilares que vão da superfície da pele, como pode ver, e meio que contornam o isolamento, e vão para a superfície. E o calor do sangue indo para esses capilares terá mais facilidade de sair. E esta analogia com a casa é que esses pequenos capilares são como pequenas janelas que permitem o calor pelo isolamento nas paredes da casa. Então uma coisa que você fará quando quer se livrar do calor, agora não estamos mais falando sobre inverno, é o que você faria na sua casa, se estivesse realmente quente dentro da casa e você tivesse todas essas janelas que estivessem meio não abertas o bastante, o que você faria se você estivesse se sentindo muito quente na sua casa é abrir as janelas mais. E isso é exatamente o que seu corpo vai fazer quando seu corpo está superaquecido. Então temos sua pele novamente. E temos sua arteríola correndo pela parte mais funda da pele. O que seu corpo fará é abrir mais as janelas. Então vai dilatar esses capilares aqui. E vai fazer eles maiores do que eram. E isso é conhecido como vasodilatação. Vasodilatação. Vai vasodilatar esses capilares porque o que acontecerá quando esses capilares estiverem vasodilatados? Você acha que mais ou menos sangue vai passar por esses capilares nessa situação ou nessa? E obviamente mais vai passar os capilares nessa situação. Então aqui estou desenhando o isolamento da nossa pela de novo. E nesse caso temos muito mais sangue nesses capilares e portanto, mais perda de calor nessas redondezas. E é isso que acontece quando é quente fora e quando seu corpo quer se livrar do calor assim pode manter sua temperatura corporal em 37 graus. E, o que deveríamos perguntar é o que é tão especial sobre 37? Por que queremos essa temperatura? E a resposta é que seu corpo tem, como você sabe, toneladas de reações químicas ocorrendo a todo tempo. E se você fez química, você deve ter aprendido que a temperatura afeta o modo como as reações ocorrem, e o quão rápido elas ocorrem, onde está o equilíbrio, etc. E isso pode soar, você sabe, confuso ou extravagante se você não entende de química. Mas o ponto é que toda essa maquinaria e toda a química no seu corpo trabalha otimamente nesta temperatura. E é por isso que você quer manter isso. Agora, o que acontece quando está quente fora. Quando está frio fora, o que acha que vai acontecer? Quando está frio fora, você vai querer fechar essas janelas. Você vai querer fechar essas janelas que permitem a saída do calor. Então você vai fazer o inverso. Vai fazer seus capilares quão menores puder. E como resultado vai ter menos calor na superfície da pele. E é por isso que se está um dia frio, e você anda por aí, quando você sente suas mãos elas parecem extremamente frias. E é porque seu corpo fez todos os capilares na sua pele tão finos quanto possível para que você perca muito pouco calor e porque eles são finos, essa área de superfície da sua pele fica muito fria. Agora, como uma revisão, podemos perguntar, talvez isso tenha te incomodado durante esse vídeo, mas como seu corpo regula o tamanho das veias? E a resposta é todas essas veias sanguíneas tem pequenos pedaços de músculo em volta deles, que eu vou desenhar em laranja, pequenas células musculares lisas em volta deles. Essas células musculares lisas, quando contraem, quando apertam, fazem essas veias menores. Quando relaxam, elas permitem que as veias sejam maiores. A maneira que o corpo avisa as células musculares lisas para apertarem ou não é pelos nervos. Então vou desenhar um nervo em roxo. E pode ser difícil de ver, mas eu acho que você entendeu. Seu corpo literalmente manda impulsos pelos nervos que avisam essas células musculares lisas quando contrair e quando devem relaxar. [Legendado por Jessica Falkenstein]