If you're seeing this message, it means we're having trouble loading external resources on our website.

Se você está atrás de um filtro da Web, certifique-se que os domínios *.kastatic.org e *.kasandbox.org estão desbloqueados.

Conteúdo principal

Hiperplasia no tecido do cólon

Neste vídeo, trazemos a explicação do Dr. Andy Connolly, do Stanford Medical School, sobre como é a hiperplasia de tecido do cólon. Versão original criada por Sal Khan.

Quer participar da conversa?

Nenhuma postagem por enquanto.
Você entende inglês? Clique aqui para ver mais debates na versão em inglês do site da Khan Academy.

Transcrição de vídeo

S: Aqui é o Sal, estou com o patologista Dr. Andy Connely da Escola de Medicina de Stanford Este é o 2º vídeo da série com esses slides. Dr: Havíamos parado nesta peça de um cólon normal Dissemos que é um exemplo do que pode ser encontrado nas bordas de um espécime de câncer de cólon. Vamos para a próxima lâmina que é uma área mais preocupante para qualquer patologista ao examinar um cólon. Vou ampliar S: Esta é bem preocupante comparado à última. Dr: Não gostei, e já vimos o aspecto de uma glândula normal com formato de tubo de ensaio invertido com estas células normais. De repente há um pequeno espessamento aqui e o que nos chama mais atenção são mais tubos de ensaio que não estão mais retos. Eles se dividem para dentro e para fora, como este. S: São ainda tubo de ensaios, mas parecem círculos por causa do corte transversal? Dr: Sim, mas não deveria haver essas ramificações da superfície para dentro Normalmente elas não se ramificam. Essas ramificações são sempre um mau sinal Num corte transversal é normal observar pequenas cavidades circulares com a mucina sendo secretada. Veja aqui. Estas estão diferentes, as células estão empilhadas e o contorno é um pouco maior e há ramificações. Olhando mais de perto perguntaríamos: É um câncer, uma lesão pré-maligna ou apenas uma inflamação? Sofrer alteração é a reação normal do corpo frente às agressões. Como dissemos, o epitélio é a camada superior, em contato com o meio externo Quando irritado, sofrerá alterações e neste caso é a hiperplasia S: Mesmo não sendo câncer, existe uma chance maior de malignizar no futuro? Dr: Muitos cânceres ocorrem em regiões do corpo que sofrem irritação ou agressão ambiental constantes. o que provoca muitas divisões celulares e podendo haver erros no DNA. S: Entendo. É por isso que células da pele, do intestino... Dr: Isso! Até o fígado, se sofrer agressões constantemente terá mais chance de desenvolver um câncer hepático Um patologista olharia para essa área e diria: "É uma glândula que se divide, um pouco desordenada nestas áreas Mas muitas ainda produzindo mucina e as demais como essas mais alongadas estão provavelmente absorvendo água. S: Então, nesses vasos em formato de tubo de ensaio também existem células absortivas ? Dr: Sim, por isso classificamos como hiperplasia S: Hiperplasia. "Hiper" de muito. E "plasia"? Dr: "Plasia" significa crescimento. Hiperplasia é um crescimento excessivo. É importante saber que ao remover a irritação, isso não ocorreria mais. Então, se retirar o agente causador da hiperplasia voltaria ao normal. S: Então havia algo agredindo as células, talvez uma substância química Dr: Sim, mas sem a certeza de qual, pois passam muitas substâncias por aí É muito difícil de saber, mas essa hiperplasia é provavelmente por irritante S: Se a amostra de cólon fosse colhida um dia depois, seria possível que a hiperplasia não estivesse mais lá? Dr: Geralmente demora um pouco mais, algumas semanas Porque as células vêm da camada basal e vão subindo depois para as camadas mais externas S: Funciona como se fosse uma pele sendo renovada constantemente por causa do atrito Dr: Isso. Hoje se sabe muito sobre células-tronco. As do intestino são essas S: Como você as diferencia das outras? Dr: Na região mais basal haverá células que não possuem cromatina aberta e são meio alongadas. Algumas delas podem ser células endócrinas produtoras de hormônio mas é na região basal que se encontram as células-tronco do intestino S: Células-tronco são células indiferenciadas, certo? Dr: Certo, e existem vários tipos de células-tronco, para fazer todas as partes do corpo, inclusive o cólon. Esta é provavelmente uma célula-tronco que pode fazer os dois tipos diferentes de células epiteliais. Por isso ficam na região basal. Faz sentido. Embaixo estão as células-tronco e elas crescem assim. Isto é hiperplasia. A seguir mostrarei uma região de pré-câncer. Vamos fazer em outro vídeo? S: Sim. Dr: OK. [legendado por Gustavo Reis]