If you're seeing this message, it means we're having trouble loading external resources on our website.

Se você está atrás de um filtro da Web, certifique-se que os domínios *.kastatic.org e *.kasandbox.org estão desbloqueados.

Conteúdo principal
Tempo atual:0:00Duração total:11:38

Transcrição de vídeo

Aqui é o Sal e estou na escola de medicina de Stanford com dr. Andy Connely. [Dr. Andy] Olá Sal, estou aqui para discutir histologia com você hoje. [Sal] Histologia! Desculpe-me pela pergunta simples, mas o que é histologia? [Dr. Andy] Bem, a -logia é o estudo de, neste caso a histo-, que significa tecido. Vamos olhar os componentes celulares de órgãos. Legal... yeah. Bem, o que vamos olhar hoje é a histologia do cólon. E para o cólon geralmente temos espécimes vindo da patologia. E o cólon, como você disse antes, é o intestino grosso. Então você tem esse pedaço de intestino grosso e ele é removido do paciente porque há uma área de câncer. Pode ser câncer, eles são muito bons agora em fazer colonoscopia. Olhando de dentro-- Eles geralmente olham por dentro, pensam que parece com câncer pegam um pequeno pedaço e nos mandam, e aí removem. [Sal] E o motivo pelo qual eles querem mandar pra vocês é mesmo sabendo que é câncer quão severo é o câncer? [Dr.] Quão severo é? Eles querem também um bom diagnóstico do tecido para ter certeza que se vão remover um pedaço do seu cólon, eles saibam que é câncer em vez de só parecer com câncer. É a prova definitiva antes de removerem. Se este é o câncer que foi removido eles podem checar as margens para ter certeza de que foi removido inteiramente. Mas geralmente dentro, eles acham outros pedaços de tecido, como aqui há um pólipo E quando dizemos checar as margens, é literalmente, tendo certeza que você colheu material suficiente com todo o câncer nele que não está cortando o câncer e que deixou passar algo Certo, porque isso é uma das curas cirúrgicas tradicionais de cortar para curar. Câncer de cólon, que ainda tende a ser o caso. Porque você corta fora para ter certeza de que curou. Há muitos outros tipos de câncer que se espalham tanto antes que você geralmente não corta fora. Quando o pólipo pode ser encontrado em um pedaço de cólon removido um pólipo é algo que gruda. Qualquer tecido gruda, não é necessariamente câncer. Não, então outro lugar comum que se ouve sobre é algumas pessoas nos seios podem ter sinusite. E elas terão um pólipo nasal que estão quase sempre inflamados. E aí achamos áreas nas quais apenas o forro ficou áspero, e tiraremos partes dele. E isso pode acontecer com alguém alérgico a alimentos. É, irritações como essas. É, irritações em certos locais. Então vamos ter áreas onde está meio que irritado algumas nas quais há pólipos grudando e olharemos no microscópio e aí está o que mais nos preocupamos, o câncer. É o que vamos cobrir nos slides que olharemos hoje. Primeiramente estamos olhando para um exemplo de uma margem normal Então é de um pequeno pedaço da borda. [Sal] Chamados tecido da margem? [Dr.]Sim tecido da margem [Sal] Tecido normal. É a ponte da espécime, e [os cirurgiões vão] dizer, "a margem está limpa?" [Dr.] Neste caso este é um exemplo de onde a margem está limpa. Este é um cólon normal. [Sal] Este é um corte transversal cruzando os limites do cólon, esta área aqui no topo, seria o interior do cólon, onde.... eu não sei o termo médico o cocô está... [Dr.] sim, fezes. [Dr.] Médicos dizem fezes. São fezes no meio e o tecido de suporte está por baixo. [Sal] Parte do tecido estrutural do tubo? [Dr.] Certo, vamos pelo slide. Este é um slide virtual no qual pegamos vidro microscópico típico, e colocamos em uma máquina especial que tira muitas fotos de alto poder, e junta todas como uma imagem massiva. Isso permite que você aproxime e olhe em volta. [Sal] Deixe-me ver, este pólipo... [Dr.] Não, este é um tecido regular-- um pouco de dobra, não um pólipo. [Sal] Quão largo é, um centímetro? [Dr.] Quase isso. Se eu tivesse que chutar por volta de 5-6 milímetros. Agora, para circular, estes são os controles de zoom para aproximar e afastar Então eu posso olhar algo mais de perto, esta é a mucosa. [Sal] Mucosa. Similar a mucos. [Dr.] Certo. A mucosa é o revestimento que faz o muco, é a parte viscosa. [Sal] Esta coisa branca aqui em cima? [Dr.] Esta coisa é o muco. Faz com que o que está dentro não seque-- porque é um gel bem hidratado. Também significa que coisas podem deslizar sem desgastar a superfície. Quando você olha tem uma arquitetura na qual essas glândulas, como estes tubos grudando, o propósito é aumentar a superfície. [Sal] E o termo glândula, é qualquer estrutura contendo fluido e liberando-o? [Dr] A glândula é uma estrutura epitelial, é feita de células que são embalados, e as células tem um topo e um fundo, são formadas em um tipo de embrulho, ou estrutura, então tem um meio e um exterior. [Sal] Quando dizemos que algo é epitelial, é o que tem contato com o mundo exterior? [Dr.] Sim. É uma classe especial de células que tem contato com o mundo, de novo, embrulhados hermeticamente, e tem um topo e um fundo. [Sal] e apesar de que para um leigo esta área não se parece com o mundo exterior, parece que está no seu interior, somos como um grande donuts. [Dr.] Certo. E o colonoscopista prova que está conectado ao mundo exterior. [Sal] [risos] Acho que eles provam isso! [Dr.] Então é o mundo exterior. Esta é a arquitetura em que você tem embrulhos para aumentar a área de superfície. E criando muco. Deixe-me olhar melhor. Olhe estas células! Quando olhamos elas, há dois tipos principais delas. Aqui está um, que é a célula calciforme. [Sal] Célula calciforme. Não é apenas a parte branca, vai até lá? [Dr.] Sim, deixe-me pegar a caneta. Tem um topo, e você vê essa taça de vinho? [Sal] Tem a forma de um cálice. Eu estava circulando a alça errada. [Dr.] Aquele núcleo pertence a outra célula. O que está perto disso são essas células finas, que não tem todo o muco dentro. Essas são as altas. [Sal] Onde você vê só o núcleo? A parte branca é só o muco dentro da célula. [Dr.] Sim, muco é o termo tanto para toda a estrutura ou material elaborado aqui, quimicamente chamado de mucina, e mucina é como aquilo que corredores comem, é apenas muito açucar segurando muita água. [Sal] Entendo. Acho que não seria ruim chamar de muco-ensacado [risos] [Dr.] Exatamente. Então eles grudam. Mas este tem muito açúcar, pega muita água, que é liberado e isso forma a superfície. [Sal] Para deixar coisas fluírem. [Dr.] O que a outra célula faz é a outra coisa além de deixar coisas fluírem, é absorver água. A ideia é que você não quer liberar 2 litros de fluido em cada uma das refeições. Você quer pegar um monte disso de volta. [Sal] Uma das principais funções do intestino grosso? [Dr.] É. É um processo de consolidação. Você vai absorver muita água e fazer isso por essas células. [Sal] A mucina vem, e a água é absorvida por partes sem mucina, bem ali. [Dr.] Sim. Certo. As duas principais funções do cólon estão nestas duas células [Sal] Para ter a perspectiva, estamos em 0.5 centímetros, qual nossa escala? [Dr.] Nossa escala favorita aqui é procurar por veias sanguíneas, células vermelhas. Uma ali, tem 7 micrometros de diametro. [Sal] 7 micro-m. Um micrometro é 1 milhão de 1 metro ou 1/1000 de 1 milímetro [Dr.] É. Vamos ter como 1/100 de 1 milimetro. [Sal] Você põe 100 desses lado a lado e tem 1mm. Aqui 1mm é maior que nossa tela [Dr.] Você vê essas glandulas, 1mm seria isto, que estamos dizendo ser como aquilo, É por isso que daqui até aqui teria 7 mm. [Dr.] RBCs são encontrados em todo campo microscópico, e são sempre 7micro-m. Quando olhamos, isso está bem formado. Você pode ver as glândulas tubulares, só um palpite aqui, porque são como tubos de ensaio, nem sempre vão retos para cima e para baixo, as vezes parecem ter ângulo. [Sal] Elas alcançam a superfície, não vemos isso com base na forma de corte? Então este, foi cortado em um ângulo, então parece incorporado em 2D, mas em 3D veríamos um tubo inteiro. [Dr.] Para ir de volta ao microscópio, vemos isso porque tem 4 microns de espessura e estamos iluminando este tecido É por isso que você pode ter de um corte transversal que não te mostra 3D. Só 2D. [Sal] Legal! Então assim é como um tecido de margem saudável seria? [Dr.] Sim, este é um cólon saudável, você diria que na margem proximal, que é mais para a boca, está limpo. Você pega outra parte como essa da margem distal, mais para o final, e diz que está limpo, significa que removeram o câncer. [Sal] Quando você diz da margem proximal perto da boca está falando da boca do corte do tubo, não a boca da pessoa. [Dr.] Isso. As margens proximal e distal estão limpas se forem assim. [legenda JESSICA FALKENSTEIN]