If you're seeing this message, it means we're having trouble loading external resources on our website.

Se você está atrás de um filtro da Web, certifique-se que os domínios *.kastatic.org e *.kasandbox.org estão desbloqueados.

Conteúdo principal
Tempo atual:0:00Duração total:12:21

Doenças cardíacas e ataques cardíacos

Transcrição de vídeo

Acho que a maioria de nós sabe o que coração faz no nosso corpo. Ele bombeia e recebe o sangue bombeado do resto do corpo. É este representado em azul, pois esse sangue não carrega oxigênio e é bombeado para os pulmões onde recebe oxigênio. E então retorna dos pulmões, pintado em vermelho, agora que ele está oxigenado. Assim, esse sangue oxigenado é bombeado para o resto do corpo. Também acho que a galera tem a mesma ideia de que quando falamos em doença cardíaca ou ataque cardíaco, que aprendemos ser duas coisas diferentes, mas relacionadas, e que tem a ver com artérias entupidas. Quando era criança eu aprendi sobre coágulos nas artérias e eu já sabia que o coração bombeava sangue para o corpo. Eu presumi que as artérias sobre as quais falavam seriam estas grandes artérias que saem do coração para o resto do corpo e, de algum modo, seriam bloqueadas por coágulos. Deixe-me desenhar em diferentes cores para que você possa sacar a ideia. então, assim era como eu imaginava quando as pessoas falavam sobre obstrução de artérias e quando elas estão obstruídas, o sangue para de fluir para o corpo e realmente poderiam matar as pessoas. Eu gostaria de deixar isso bem claro. Não são essas as artérias que as pessoas falam que estão obstruídas, quando falam sobre doenças cardíacas ou ataques cardíacos. As artérias que eles se referem são as artérias que levam sangue para o coração. Lembrando que o coração é um músculo. E ele também precisa de oxigênio. Então existem estas artérias aqui, os vasos vermelhos. Estas são artérias. e os vasos azuis são as veias. Eles levam o o sangue desoxigenado para fora do coração e estas são chamadas de artérias coronárias. E esta daqui, pelo menos ao meu ponto de vista, fica à direita. Ou pelo ponto de vista da pessoa em que o coração está, encontra-se à esquerda. À direita exatamente aqui, encontramos a artéria coronária esquerda ou ACE. E aqui em vermelho encontramos a artéria coronária direita ou ACD. Então quando as pessoas discorrem sobre artérias que tornam-se obstruídas ou bloqueadas, eles estão falando das artérias coronárias. Eles estão falando sobre algo que abastece o coração de sangue. Deixe-me aproximar numa delas… Vamos aproximar mais esse esquema aqui, nesse ponto da artéria. Este é o vaso…e eu estou aumentando essa parte Devido ao tempo, eu não vou entrar em detalhes sobre como acontece. Isto será um tema para outro vídeo. Você pode ter essas placas aparecendo ao longo das paredes das artérias. Se a pessoa não tem uma alimentação adequada, ou tenha uma predisposição para desenvolver, você pode ter essas chamadas placas formadas nas paredes das artérias. E essas placas são constituídas por lipídios, como gorduras, colesterol e também leucócitos mortos, representado por essa massa, exatamente aqui. E isto nós chamamos de placa. E a formação dessas placas que bloqueiam o vaso sanguíneo obstrui as artérias. Nós chamamos…Deixe-me arrumar esse vaso para você enxergar bem o esquema. Agora vou desenhar o sangue Então é essa formação de placas que nós chamamos de arteriosclerose. E assim você pode imaginar essas coisas se formando, estreitando a passagem dos vasos que levam o sangue para locais abaixo dessa obstrução E isso vai reduzindo o fluxo de sangue a partir desse ponto. Quando o fluxo de sangue para o coração reduz, chamamos de isquemia. A isquemia é a privação do fluxo de sangue e oxigênio devido a formações como essa Assim podemos chamar de doença coronariana, ou doença cardíaca. Isso causa a doença coronariana, às vezes chamada de doença cardíaca. Doença coronariana cardíaca seria redundante, porque coronariana já está se referindo ao coração. Às vezes também é chamada de doença cardíaca. E você pode imaginar as que se o tecido muscular cardíaco não está recebendo o oxigênio de que precisa, especialmente quando esta pessoa, com esse tipo de obstrução, começar a se exercitar, o coração vai precisar bater um pouco mais forte, pois será necessário mais oxigênio. Se as células que são supridas por esse vaso não estiverem recebendo o oxigênio de que precisam, você pode imaginar que o coração talvez não consiga realizar todas as suas funções às quais lhe são atribuídas. Quando isso ocorre, chamamos de ataque cardíaco. Assim, a doença cardíaca é uma das causas do ataque cardíaco. Agora eu quero deixar bem claro que o ataque cardíaco não significa que o coração está parando. Ou que o coração está parado e a pessoa está morta. O ataque cardíaco significa apenas que o coração está falhando naquilo que ele deveria fazer. Ou seja: o coração está falhando na hora de fornecer aquilo que a pessoa precisa. Dessa forma, ele não consegue bombear suficientemente bem para suprir as demandas funcionais do organismo. Outro sintoma que realmente pode ocorrer quando alguém tiver a doença coronariana cardíaca, seja por obstrução, isquemia, ou privação de oxigênio, é uma forma de dor com um determinado aperto no peito é chamado de angina de peito, ou somente angina. Muitas pessoas chamam apenas de aperto no peito. Às vezes você pode escutar chamarem apenas de angina. A angina de peito, que é realmente a dor nesse local, vem com uma sensação de estrangulamento no peito. Esse é um aperto forte sentido no peito. E esse é um sintoma da doença cardíaca. E essa não é uma situação a qual você queira experimentar porque seu corpo não será capaz de exercer as funções tão bem quanto deveria. Mas às vezes, como eu descrevi aqui, esta placa pode ser instável. Essas placas crescem demais! E isso torna a chance de uma doença cardíaca ser ainda pior, com piores ataques cardíacos e dores no peito. Essas placas são instáveis. E então realmente podem romper-se. Você pode imaginar o fluxo de sangue, a placa crescendo e o fluxo sanguíneo tornando-se turbulento próximo à placa. Dessa forma, a placa irá ir ainda mais rápido pela região obstruída, tentando sair dessa confusão. Porém, ela acaba rachando-se. Em algum ponto, você pode imaginar essa placa mais mole e com facilidade para se romper. Deixe-me desenhar a placa arrebentada aqui, deixe-me desenhar…vou desenhá-la toda estrupiada. Agora a placa se rompeu. E ela é grande. Talvez o fluxo turbulento tenha ajudado a ela se quebrar. Qualquer que seja a razão, ela se rompeu. quando se solta de maneira repentina, eu vou fazer de forma simplificada aqui. Relembrando o conteúdo da placa: lipídios, o colesterol, a gordura e as células brancas do sangue. E isso de repente caiu na circulação. Por fim, é exposto ao fator de coagulação sanguínea. Esse material é muito trombogênico. Trombogênico, palavra engraçadinha. E isso significa que tende a causar um coágulo sanguíneo. Trombose é um coágulo de sangue. O que acontece é que essas coisas realmente podem ocorrer em segundos ou minutos, e instantâneamente todos esses fatores de coagulação formam um coágulo exatamente aqui, na placa formada. Quando isso acontece, o vaso sanguíneo começa a ser mais e mais obstruído. E às vezes ele acaba totalmente obstruído. E quando isso ocorre, você está parando completamente o fluxo sanguíneo a partir do ponto de obstrução. Assim, as células que são supridas por aquele vaso não conseguem mais obter oxigênio. Elas irão morrer. É exatamente assim que ocorre o infarto.Oo infarto é um pedaço do tecido cardíaco morto. Você pode imaginar o tecido cardíaco começando a morrer, e isso realmente é pior que as doenças coronarianas que acabamos de descrever. As células não apenas deixam de obter oxigênio - como na doença coronariana -, agora elas estão mortas. Estão se transformando num tecido morto. Esse processo em que as células estão quase que completamente sem oxigênio e acabam morrendo, chamamos de ataque cardíaco. Deixe-me entupir completamente a artéria para deixar mais claro. E exatamente aqui existe um ataque cardíaco. Essa é a primeira causa de um ataque cardíaco. É menos provável, mas às vezes a placa também pode se desprender e causar um tromboembolismo. Seria esse material trombogênico, com coágulos ao redor dele. E que eventualmente poderia bloquear a artéria e causar um embolismo. Também pode bloquear a artéria e causar uma morte do tecido. Mas a principal causa é a intensa coagulação que ocorre extremamente rápido e bloqueia a artéria completamente. Existe apenas mais uma coisa que eu quero falar que se perde entre outras coisas que falo, que é a parada cardíaca. Isso porque nós usamos essa denominação nesse mesmo contexto. E uma coisa pode puxar a outra. Ataque cardíaco não é a mesma coisa que parada cardíaca. Podemos dizer que parada cardíaca é quando o coração está morrendo. O que eu quero descrever sobre ataque cardíaco é que pessoas podem ter ataques cardíacos. Assim, uma parte do tecido morre. um pedaço de tecido cardíaco morto chamamos de infarto do miocárdio. Miocárdio refere-se ao tecido muscular do coração, que - nesse caso - estará morrendo. Às vezes chamado de infarto do miocárdio. E isso também não é parada cardíaca. Isso porque você pode ter uma parte do seu miocárdio morto, mas estar vivo. Obviamente, seu coração estará prejudicado, mas você continuará vivo. Parada cardíaca ocorre quando seu coração realmente para de bater. E isso obviamente causa a morte de uma pessoa. Se você tiver um ataque cardíaco violento, e não houver oxigênio suficiente para o tecido cardíaco, ocorre um infarto. Então, isso pode levar a uma parada cardíaca. Mas nem sempre. De verdade, o ataque cardíaco não é a única coisa que leva à parada cardíaca. Eu também quero, mais uma vez, diferenciar parada cardíaca de insuficiência cardíaca. Por parecerem iguais, soam como se o coração estivesse morrendo. Parada cardíaca é quando o coração para. Insuficiência cardíaca é quando o coração não consegue bombear a quantidade necessária de sangue para o organismo.