If you're seeing this message, it means we're having trouble loading external resources on our website.

Se você está atrás de um filtro da Web, certifique-se que os domínios *.kastatic.org e *.kasandbox.org estão desbloqueados.

Conteúdo principal
Tempo atual:0:00Duração total:10:53

Duas Vacinas contra a Gripe (TIV e LAIV)

Transcrição de vídeo

Digamos que você saia para pegar sua dose de gripe a primeira coisa que você vai perceber é que há duas doses de gripe disponíveis. Dois tipos e vou falar de cada um. O primeiro é chamado de TIV. TIV é de trivalente, pelo fato de 3 origens desativadas, significando influenzas mortas, porque há três origens da influenza e o V é vacina. Então o TIV é assim e o outro é LAIV. LAIV é para vivo, atenuado esse tem um vírus vivo, mas enfraquecido atenuado se refere a enfraquecido, vacina de influenza. Então assim como a outra tem 3 origens, não há diferentes nesse aqui e está vivo e atenuado. Deixe-me dar um passo para trás e falar sobre a palavra atenuado. Específicamente você pode ouvir as palavras adaptado ao frio e o que fazem é literalmente quimicamente mudar o vírus meio que modificam ele, assim está vivo tecnicamente vivo, mas agora só pode causar problemas em seu nariz porque é a única área fria, certo? Então adaptado ao frio refere-se ao fato que só causará problemas no seu nariz. Então se você for, se o vírus for para baixo em seu corpo, será mais quente, não teria nenhum efeito. Então o vírus pode causar coriza, causar uma pequena congestão e por vezes faz isso com quem toma essa vacina, mas não causa outros problemas. Na sua garganta estará ok, nos seus pulmões ok porque está enfraquecido. Voltemos ao TIV. Este está morto e é injetado e em adultos geralmente é injetado na parte de cima do braço. Então se você vir uma imagem de pessoas tomando injeção esta é a que estão tomando, certo? Estão sendo injetados no músculo deltoide. E em contraste, o LAIV que falamos estar vivo, mas fraco damos de um jeito diferente. Nós esguichamos esse, vem em um líquido e é esguichado no nariz. E faz sentido, porque o vírus naturalmente entra no nariz e esse fazemos assim também. Agora vamos pensar sobre grupos que não podem tomar essas vacinas. Para quais grupos diríamos não? O único grupo seria de qualquer um de menos de 6 meses. Se tem menos de 6 meses de idade, não deve tomar a vacina TIV. Vou desenhar uma linha divisória entre esses dois. E do outro lado para a LAIV, para quem diríamos não? Este é um pouco maior. Aqui você dirá não para qualquer um que tenha menos de dois anos ou vou por um grande ou aqui ou se tem mais de 49 anos. Então alguém de 49 anos está ok, mas se tem 50 você não pode dar a LAIV. É uma linha de corte, certo? Ainda neste lado há mulheres grávidas, que não devem tomar essa vacina e pessoas com doenças crônicas. Digamos que você tem asma ou doença dos rins algum tipo de doença crônica que você tome medicamentos você não deve tomar a LAIV. Há alguns outros nesse grupo também. Não vou falar sobre todas as pessoas que você não deve dar LAIV. Há poucos outros grupos, mas quero mostrar esses quatro porque estão entre os mais comuns. E uma coisa interessante sobre isso é que lembre que quando falamos de grupos de alto risco da influenza falamos de alguns desses. Falamos de gravidez como grupo de alto risco, pessoas com doenças crônicas, crianças muito novas e muito idosas, e claro, idosas seria um subgrupo desse grupo de mais de 49 anos. E esse pessoal, lembremos que essas pessoas têm alto risco de ter problemas e complicações pela gripe. Então são o grupo que você quer ter certeza que vacinou e acontece que todos vão provavelmente precisar do TIV, essa vacina. Vou fazer mais espaço e vamos falar sobre alguns outros grupos ou coisas a considerar. Vou deixar esse espaço aqui e sempre que eu der vacinas quero manter em mente que há algumas questões que devo perguntar e se essas pessoas responderem de certa forma eu vou desistir de dar a vacina. Então para quem eu devo desistir de dar a vacina? Um grupo, e isso pode parecer óbvio mas um grupo é o de alguém que já teve reações ruins. Digamos que teve ruins, severas reações a esta vacina no passado. Uma reação severa ou alérgica à vacina ou alergia e essa é a pessoa para quem eu não devo dar a vacina, certo? Quero esclarecer qual a causa ou o que aconteceu exatamente, mas acontece que não responderam bem à ela à vacina ou aos ovos porque a vacina é feita com ovos e qualquer uma dessas coisas se eles tem reação alérgica, se você tem alergia a ovos ou vacinas no passado não vou dar a vacina. Qual outro grupo não devo dar a vacina? Há uma síndrome, você não deve ter ouvido falar, mas vou escrever e vamos discutir rapidamente, chamada Guillain-Barré, algo francês e essa síndrome é um problema dos nervos. É uma doença dos nervos, basicamente que causa fraqueza muscular é como eu explico pras pessoas que querem saber o que é Guillain-Barré, causa fraqueza muscular e há uma relação no passado entre pessoas com Guillain-Barré e a vacina, é por isso que perguntamos se a pessoa tem Guillain-Barré, se sim eu não daria a vacina. Um terceiro, e é provavelmente o problema mais comum que aparece é quando as pessoas estão moderadamente doentes. Algumas vezes as pessoas vem e dizem, eu estou aqui para a dose da gripe e acontece que elas tem muitas febres e calafrios então se elas tem doenças moderadas ou se parecem doentes, eu não aplico digo moderadamente, e estou tentando escrever de propósito, porque se tem uma doença leve, bem leve, está ok. Isto é meio que um julgamento, certo? Então você tem que, como um médico e enfermeira aplicando a vacina pensar sobre o que é a doença e se é severa o suficiente para te fazer não aplicar. Doença leve é ok, e isso seria algo tipo coriza, diarréia bem leve, algo não muito sério. Agora você conhece as duas vacinas, sabe quem não deve tomar e sabe algumas coisas que nós sempre perguntamos para ter certeza antes de aplicar a vacina. Coisas para não aplicar. Vamos então testar nosso conhecimento. Eu escrevi um exemplo clínico de gripe. Então imagine que há uma clínica de gripe e você é responsável. Vejamos o que você deve fazer. Essa pessoa, você, certo? Esse é você e está sorrindo porque muitas pessoas apareceram na sua clínica. Então você tem que ir um por um e descobrir quem tem o que. As idades das pessoas estão em cima e qualquer tipo de doença ou de condição crônica embaixo Vamos passar por esses caras, um por um e descobrir se devem tomar TIV ou LAIV certo? Essas são as duas vacinas, certo? Vou colocar um check amarelo se estiver ok e um x vermelho se não estiver ok. O de 3 anos e o de 1 ano são trazidos por sua avó de 62 anos e os três estão ok para tomar a TIV, certo? Porque eles têm mais de 6 meses e não têm nenhuma doença, guillain-barré e não têm evidência de alergia no passado eu teria escrito isso, a família toda está ok com a TIV. E o próximo casal? Um homem e uma mulher, que está grávida. Bem, os dois têm mais de 6 meses certo? A mulher está grávida mas não é problema pra essa vacina e o homem tem asma que é uma doença crônica mas não é problema para a vacina TIV. E a última família? A mulher de 46 anos e seu filho de 12 anos. Bem, ela tem uma gripe, está moderadamente doente eu não daria a TIV, seguraria. Seu filho tem uma leve diarréia. Essa leve diarréia está ok para tomar a TIV. É basicamente como seria se eu estivesse apenas aplicando TIV mas é claro que estou aplicando LAIV também, então algumas pessoas podem querer, então vamos novamente pensando agora na LAIV. Para a vacina viva, tem que ter mais de dois anos então o de 3 anos ok, mas o de 1 ano não, é muito novo pra isso. Temos que pensar em mais de 49 anos ou mais novos não pode ter 50, ou mais, então a vó que os trouxe também não pode tomar a vacina. Na primeira família só o de 3 anos pode ser vacinado. E na segunda família, temos um homem e uma mulher e a mulher está grávida, sabemos que ela é ilegível para a vacina e o homem tem uma doença crônica, asma então não pode também. E a última família tem uma mulher de 46 anos e seu filho. A mulher tem gripe, como antes, pelo mesmo motivo, por estar doente não vou aplicar a vacina. E seu filho tem uma diarréia leve e neste caso, como antes, ele pode tomar a TIV e pode tomar a LAIV porque não é crônico ou algo assim, certo? Como ponto final, é uma boa idéia que este menino tome a vacina porque está perto de alguém com gripe então você quer prevenir, para não ficar doente também. Ele não pode evitar ficar próximo da mãe então é bom que seja vacinado e a vacina leva 2 semanas para ter efeito total então ele tem que esperar 2 semanas para estar completamente protegido mas claro, no caminho estará fortalecendo e talvez não fique doente também. [Legendado por Jessica Falkenstein]