If you're seeing this message, it means we're having trouble loading external resources on our website.

Se você está atrás de um filtro da Web, certifique-se que os domínios *.kastatic.org e *.kasandbox.org estão desbloqueados.

Conteúdo principal
Tempo atual:0:00Duração total:7:13

Quando os vírus da gripe atacam!

Transcrição de vídeo

Vamos falar sobre como exatamente a gripe nos causa tanto estrago e porque faz sentir-nos tão mal toda vez que ficamos gripados. E vou começar desenhando o o vírus da gripe aqui. Este é o nosso vírus da gripe, VÍRUS DA GRIPE. Nós temos sobre a gripe duas características de que devemos nos lembrar. Por fora isto é um tipo de envelope. E o que tem dentro deste envelope são oito partes de RNA, oito pedaços de RNA. Este RNA é importante de lembrar porque em células humanas, nossas células, vou desenhar uma delas bem aqui, ao invés de RNA nós temos DNA, lembre-se. E este é o núcleo. Dentro do núcleo está nosso DNA. Este aqui é o nosso DNA. Então o vírus tem RNA e nós temos DNA. Fora da célula humana, estou nomeando isto aqui, isto aqui é CÉLULA HUMANA. fora da célula humana tem algo chamado ÁCIDO SIÁLICO Vemos fiozinhos aqui. Saem assim e os desenhei bem maiores do que são de verdade. Não chegam nem perto disso. Mas são estas pequenas coisinhas que chamamos de ácido silálico. E este ácido é importante para entendermos como o vírus da gripe entra e sai de nossas células Fora do vírus há duas proteínas, uma delas eu vou desenhar aqui. Como se fosse uma pequena mão. Esta mãozinha é uma proteína chamada HEMAGLUTININA. Podemos chamá-la de proteína H se quisermos. Mas o nome completo é hemaglutinina. E o que hemaglutinina faz é se prender ao ácido siálico. É fácil de guardar porque o H da proteína lembra o H de "hold" - prender. Prende-se ao ácido siálico. Isso se torna importante porque permite o primeiro passo para dentro da célula. Aqui está outra proteína, aqui fora. Vou desenhar como tesouras. Porque irá nos lembrar o que isto faz. E isto se chama neuraminidase. Neuraminidase. E eu vou explicar o que isto faz, já, já. Vou contar o que isto faz. O primeiro passo é a hemaglutinina grudar no ácido siálico, E então há pequenos outros passos que acontecem, que são importantes, mas é suficiente dizer que entra na célula. E uma vez que o vírus da gripe entrou, estes segmentos de RNA são soltos. E eles seguem seu caminho em direção ao núcleo. Já dentro do núcleo, eles estão na mesma "área" que o DNA está. E fazem algo notável. Basicamente eles assumem o controle. Começam a se replicar E tudo o que querem é transformar a nossa célula humana em uma fábrica. Eles querem fazer uma fábrica e esta fábrica é para fazer proteínas virais. E isso vai fazer RNA viral. E isso não vai ser nada de extraordinário para a célula isso é um trabalho comum para ela. A célula humana tinha algum trabalho a fazer mas não vai ter recursos nem tempo para fazer porque o controle foi assumido pelo RNA viral. Basicamente o que acontece então é que o RNA viral vem a ser uma fábrica que vai se replicando mais e mais. Vou mostrar com que isso se parece. Aqui é uma célula-filha. Está bem aqui. Eu vou dar uma limpada aqui para ficar um desenho bonito e arrumado. Vamos falar algo assim. Esta é a célula-filha do outro lado. E estas células estão fazendo seu caminho fora da célula humana, certo? Como estão "empacotadas" estão prontas para ir. E o que vai acontecer depois? Vão achar a próxima célula humana e invadir. Porque querem continuar o processo. E nós temos mais células humanas aqui. E uma aqui em cima. Nós temos novos alvos para este vírus. E o vírus vai atrás destes alvos e tenta ir para o interior deles novamente usando a hemaglutinina. Mas elas precisam se se soltar certo? Porque estão "presas" no ácido siálico. É aqui onde entra a neuraminidase. E ela basicamente corta... Isso combina o N de neuraminidase com o N de "nick" - cortar. Ela corta o ácido siálico. Se corta o ácido siálico, ele fica livre. Lembre de duas proteínas, hemaglutinina presa no ácido siálico, entrando na célula e a neuraminidase, que corta o ácido siálico que é importante para a saída da célula. Mas não respondemos a pergunta ainda: Como tudo causa nossos sintomas? O que acontece é que estas células que viraram fábricas começaram a morrer ou sofreram danos. E todo o seu conteúdo começou a vazar. E esse conteúdo vazando, cria inflamação. Deixe-me trazer um pouco acima da tela... Se você tem uma inflamação, digamos, no seu nariz você pode dizer: estou com corrimento nasal ou com nariz entupido. Se a inflamação é na sua garganta, você pode dizer: estou com dor de garganta. Se for nos pulmões, você pode ter tosse. Então, um dos sintomas é respiratório, mas temos duas categorias, Para os sintomas respiratórios, vamos abreviar para RESP. Explicam-se em razão da inflamação, ou pelo menos em parte se devem a ela. E ainda existem os sintomas de constituição, certo? E com estes sintomas constitucionais vem coisas como febre e fadiga. E a razão disso é que o seu sistema imunológico fica selvagem e louco quando você pega gripe. Será atraído por toda esta química, as citocinas, que estão sendo liberadas. E será atraído pelo fato de que há várias partículas virais na área, você sabe que está sendo infectado. E é um forte sistema imunológico que cria alguns destes sintomas. Ele vai aumentar sua temperatura. Você vai ter febre e calafrios. E por causa da energia gasta neste ataque você vai ficar cansado. Você vai lutar contra o virus e vai sentir fadiga, e dores no corpo. Muitos destes sintomas vem como resultado de uma forte resposta imunológica. Legendado por [Marcelo Granado]