If you're seeing this message, it means we're having trouble loading external resources on our website.

Se você está atrás de um filtro da Web, certifique-se que os domínios *.kastatic.org e *.kasandbox.org estão desbloqueados.

Conteúdo principal
Tempo atual:0:00Duração total:8:58

Tuberculose extrapulmonar (Parte 1)

Transcrição de vídeo

olá tudo bem hoje eu vou falar sobre doenças extra pulmonar está associada à tuberculose algo bem interessante porque sempre pensamos na tuberculose como uma doença pulmonar e não há um grande erro e falar isso porque a principal infecção da tuberculose se concentra nos pulmões mas ela também ocorre na forma extra pulmonar por esse motivo nós vamos fazer dois vídeos sobre a doença extra pulmonar no primeiro vídeo que é isso aqui nós vamos focar em discutir sobre a doença nos linfonodos e no trato o genital já no segundo vamos falar sobre a doença envolvendo os ossos o sistema nervoso central o trato gastrointestinal e o coração eo motivo de dedicar todo esse tempo é porque a tuberculose é considerado uma praga que afeta um terço da população mundial após a infecção inicial existem algumas pessoas que desenvolvem a doença imediatamente existem outras pessoas que vão desenvolver a doença bem depois e que aparece numa diversidade de formas de doença é por isso que a tuberculose é muito conhecida pela sua grande capacidade de imitação ela se parece com muitas outras doenças e é por isso que iremos fazer dois vídeos assim como a tuberculose existem outras doenças e imitadores por exemplo temos o lúpus que na verdade não é uma doença infecciosa o hiv que é uma doença infecciosa ea infecção viral pelo apps têm baé essas são as grandes limitadores mas hoje nós vamos falar sobre a tuberculose é importante saber disso porque elas podem aparecer de diversas formas nós temos que saber diferenciar para poder fazer o diagnóstico por isso não se esqueça delas bem o primeiro local que nós vamos conversar é os linfonodos porque é um dos locais mais comuns de se encontrar a tuberculose depois dos pulmões mais de 4 em forno dados eles estão pelo corpo todo certo sim eles estão espalhados no corpo inteiro ea infecção no info no mundo pode acontecer em qualquer lugar do corpo sendo mais comum na porção posterior da região cervical posterior ou seja nos linfonodos atrás da nuca o outro local muito comum também é na área sobre a clavícula ar aquele espaço acima da clavícula geralmente quando se sente um linfonodo acima da clavícula pode suspeitar de algo maligno na área abdominal ao porque o linfonodo supra clavicular é sentinela mas pode ser causada pela tuberculose uma das características do linfonodo infeccionado pela tuberculose é o linfonodo ndolo é algo que não chega a incomodar a pessoa e também não é muito sensível porque isso se apertar ele também não dói ele não fica avermelhada nem mais quente porque a resposta inflamatória aguda é pequena o processo é mais crônico e lento os linfonodos crescem silenciosamente desapercebidos conforme crescem por ser um processo longo alguns deles podem formar trajetos pisto los us ligando linfonodo até o ponto de drenagem cutânea se você observar um trajecto fístulas o associado linfonodo into me fado coloca tuberculose na sua lista para diagnosticar necessário uma mostra desse forno duet essa mostra deve ser observada no microscópio aí seria possível visualizar os bacilos tuberculínico se aquelas coisinhas vermelhas como às vezes são chamadas ou ainda pode cultivá los em um meio de cultura para melhorar a visualização um raio x do tórax do paciente com suspeita de tuberculose nos linfonodos também é uma boa ideia no entanto mais da metade das vezes o raio x de tórax dá negativo mas não se desanime com diagnóstico negativo isso acontece com muita frequência agora que já falamos sobre os linfonodos vamos falar sobre o sistema genito urinário conhecido apenas como gil ele representa cerca de 10 a 15% dos casos de tuberculose extra pulmonar enquanto que os linfonodos representam algo em torno de 35% é algo próximo da metade da freqüência e como em qualquer infecção do trato genital e urinário envolvendo os rins e área genital o paciente pode relatar queixas generalizadas como sangue na urina dor ao urinar ou vontade de urinar de madrugada ao colocar a urina no microscópio é possível visualizar ap unir algo proveniente dos leucócitos degenerados mas você não vê nenhuma bactéria o que é possível a principal razão é que a quantidade de bacilos tuberculínico geralmente presente nas regiões extra pulmonares é bem pequena a menos que você faz um processo de centrifugação um concentrado de urina e utiliza um corante específico para 11 você só vai conseguir visualizar as bactérias se fizer uma centrifugação o concentrado de urina e utilizar um corante específico para tuberculose ou seja o contrário das demais infecções bacterianas no trato urinário onde geralmente há centenas de milhares ou até milhões de bactérias visualizadas com os corantes mais comuns por isso quando se vê leucócitos na urina mas sem visualizar nenhuma bactéria e mesmo após a cultura para bactérias comuns elas não aparecerem porque a tuberculose não crescem em um meio de cultura comum chamamos de piúra de cultura negativa e pio de cultura negativa leva a suspeitar de tuberculose se você enviar amostra da urina o laboratório falar quero testar para tuberculose eles vão providenciar o meio de cultura específico e assim poderá ter a cultura de tuberculose mas sem pedir o teste não será feito e sem teste não há diagnóstico então lembre se é necessário pedir ao laboratório para fazer a cultura para tuberculose eu te falei que o raio x do tórax para tuberculose envolvendo os linfonodos é geralmente negativo não foi para o envolvimento genito-urinário raio x à geralmente positivo se tiver pio área de cultura negativa com suspeita de tuberculose o raio x do tórax pode ter valor uma outra forma de infecção genital e urinário a ser comentada é específica para as mulheres já que a tuberculose envolver na genitália interna feminina que são as trompas de falópio e o endométrio e é muito importante saber isso porque é uma das causas da infertilidade especialmente nos países em desenvolvimento onde a tuberculose é bem mais comum nos homens também pode adquirir infecção nos seus órgãos genitais internos no e pedimos e testículos com o envolvimento da próstata também eu quero falar novamente à tuberculose pode causar inflamações em múltiplos órgãos nesse caso na área genital urinária agora a endometriose é uma delas sim pode ocorrer em do metrô 11 ea inflamação das trompas de falópio que podem acabar resultando em infertilidade