If you're seeing this message, it means we're having trouble loading external resources on our website.

Se você está atrás de um filtro da Web, certifique-se que os domínios *.kastatic.org e *.kasandbox.org estão desbloqueados.

Conteúdo principal
Tempo atual:0:00Duração total:11:32

Evitar a Tuberculose usando os "4 I's"

Transcrição de vídeo

olá tudo bem hoje eu vou falar com você sobre a prevenção da tuberculose e existem quatro isso que eu quero considerar na prevenção de infecção de tuberculose um que eu chamo de intensificação de casos nós vamos voltar a falar sobre isso e quando falarmos sobre isso nós vamos falar sobre encontrar casos de tuberculose latente e o que podemos fazer a respeito disso e também encontrar casos de infecção ativa e o que podemos fazer sobre isso o segundo dos quatro isso é isso minha vida o nh o antibiótico antituberculose muito importante no contexto desse vídeo o 3º ii que nós vamos falar se refere à isolamento e é usado no contexto de uma doença ativa em que um paciente pode infectar outras pessoas e como nós podemos impedir a propagação de sua tuberculose para outras pessoas a não podemos esquecer que esse é um princípio de uma doença infecciosa você vai isolar a pessoa para a doença não se espalhará 4º ii que nós vamos falar aqui é imunização ou seja qual vacina atualmente temos disponível para a prevenção da tuberculose então vamos começar com o 1º i que eu falei uma intensificação de casos eu falei no início que nós estamos procurando pessoas com infecções latente certo por exemplo pessoas que tiveram um teste de pele positivo e também estamos procurando casos de tuberculose ativa em primeiro lugar nós devemos distinguir quem pode estar latente mente infectados com tuberculose de alguém que está infectado ativamente existem certas populações de alto risco que sempre temos que ter em mente por exemplo pessoas que estão mudando de um país que têm alto nível de infecção com tuberculose que em muitos casos são pessoas vindas dos países da áfrica subsariana e que vão para outras partes do mundo que têm baixo nível de infecção tuberculose como américa do norte os estados unidos ou canadá outra população de alto risco são trabalhadores migrantes de áreas altamente endêmicas outra população de alto risco também é a população prisioneira especialmente nos estados unidos a população sem teto também tem um alto risco de tuberculose além desses indivíduos que abusam de drogas intravenosa também tem um alto risco de tuberculose sem contar aqueles com infectados ou infectados com hiv que também tem um alto risco e se seriam indivíduos que seriam examinados com o teste cutâneo para tuberculose se acharmos um positivo nesse teste significa que essa pessoa está latente mente infectada com tuberculose e isso vai nos levar o segundo e que é o iene h tratar esses indivíduos latente mente infectados com isoniazida é uma maneira muito eficaz de reduzir a probabilidade de que a infecção latente se torne uma infecção ativa o nh tem cerca de 90% de eficácia na redução da infecção detalhe que a prescrição do nh é por um período de nove a 12 meses é muito tempo mas com esse período de 9 a 12 meses de tratamento você consegue reduzir a infecção em desenvolvimento existem algumas alternativas para o nh sozinho mas essas alternativas tendem a ser um pouco mais tóxicas por isso tem mais efeitos colaterais o exemplo de uma alternativa é usar o nh com rifampicina durante quatro meses o rifão piscina confira se na mídia durante dois ou três meses essas terapias combinadas parecem ser quase tão eficazes como e negar sozinho por nove a doze meses mas não tão quanto além de eles serem mais tóxicos então novamente nós temos aqui o segundo e que é o iene h agora uma pergunta interessante que nós devemos levar em consideração quando você começar a tratar alguém que tem tuberculose latente com o nh quanto tempo que leva para essa infecção deixar de ser infecciosa primeiro eles não são infecciosos para começar já que se eles têm tuberculose latente eles não são infecciosos a idéia de tratá-los é para que eles não desenvolvam uma tuberculose ativa mas então o que seria infeccioso muitas pessoas com tuberculose ativa são infecciosos para outros indivíduos alguns que são ainda mais infecciosos do que outros por exemplo se você tem uma tuberculose pulmonar o local mais comum de uma infecção com tuberculose é que a tuberculose pulmonar é captar área por isso é uma grande qualidade no tórax do raio x a probabilidade é que isso esteja cheio de orgulho da tuberculose ou seja há muito deles e eles podem se espalhar para outras pessoas com bastante facilidade esses tipos de indivíduos infecciosos devem ser isolados que é o nosso terceiro e eles devem ser isolados para que eles não possam transmitir a infecção para outras pessoas o que o isolamento normalmente significa é que eles são colocados em uma única sala de hospital com ar protegido e qualquer visitante para a sala de hospital usar uma máscara que filtra os organismos da tuberculose normalmente essa máscara chamada máscara n95 naturalmente a pessoa com tuberculose ativa vai ser tratada para sua infecção e normalmente em cerca de duas três ou quatro semanas ela não vai ser mais infecciosa ou seja a sua terapia anti tuberculose vai reduzir a quantidade de organismos tuberculosos que ela tem então por isso essa pessoa não vai ser mais infecciosa depois disso essa pessoa pode sair do isolamento e voltar para sua vida doméstica regular agora será que esse tratamento vai ser o mesmo apenas usando nh ou será que vai ser feito com regime mais intensivo bem nesse caso de uma infecção ativa realizado um regime mais intensivo e inclusive vamos ter um vídeo ou dois para falar sobre as diferentes formas de tratamento a uma outra coisa também que devemos falar sobre aquelas pessoas que têm tuberculose ativa pelo menos em termos de intensificação da pesquisa de casos é que quando você encontrar alguém com tuberculose ativa você também deve fazer uma avaliação com quem mantém um contato com ele você vai ter que olhar para todos os indivíduos que possam ter entrado em contato com ele antes de lhe ser diagnosticado por que ao fazer isso você pode descobrir outros casos de tuberculose ativa que também vai precisar ser gerenciado com tratamento e isolamento e assim por diante essa busca é interessante porque você pode acabar encontrando pessoas que têm uma infecção potencial ou que a infecção já tenha se espalhado esse tipo de trabalho é muito importante para a saúde pública porque acaba reduzindo a progressão continuada de tuberculose o quarto e último relacionado com prevenção à tuberculose é a imunização a claro isso seria ótimo então porque não imunizamos todas as pessoas contra a tuberculose lose assim não teríamos mais esse problema bem isso seria ótimo se a vacina fosse altamente eficaz o que infelizmente não é a atual vacina disponível isso em todo o mundo têm uma certa eficácia mas é limitada essa vacina chamada bcg que é uma vacina viva atenuada derivada do mycobacterium do 20 que é um outro tipo de agente tuberculoso essa vacina é administrada em muitas partes do mundo principalmente naqueles que têm altas taxas de tuberculose para tentar impedir que indivíduos adquirem tuberculose e em seguida acaba espalhando a imunização é tipicamente administrada logo depois do nascimento com bcg o grau de eficácia da vacina varia muito de estudo para estudo variando de uma baixa de 0 por cento e uma alta de cerca de 80% a maioria usa eficácia protetor estimada em cerca de 50% agora uma coisa interessante essa vacina especialmente eficaz quando é eficaz quando é dado às crianças é por isso que ela é administrada logo após o nascimento ea redução da tuberculose é evidenciada para uma doença grave para as que reduz a probabilidade de ficar com uma doença muito grave incluindo a meningite tuberculosa miliar e isso é muito importante porque esse é o pior tipo de tuberculose mas novamente como eu já falei a eficácia desta vacina é limitada agora pelo fato dessa vacina ser vivo e atenuada há também alguns riscos que pode ocorrer ao vacinar um grande número de indivíduos se você vacilar alguém que tem uma imunodeficiência que é quando o sistema imunológico não está funcionando muito bem o seu local de vacina pode se tornar bastante necrótica e eles ainda podem até disseminar o bcg e aí você vai ter uma infecção decorrente da vacinação felizmente isso não é algo muito comum mas ocorre em indivíduos normais isso é aquele que não tem qualquer imunidade eficiência estima-se que entre 1 a 10 por cento vai ter uma pequena úlcera no local da vacina e você vai poder ver essa pequena cratera em seu braço durante um longo período e até dizer olha essa pessoa foi vacinada com bcg algo menos comum além da ucr é que você pode obter alguma a denofa tia local o inchaço dos linfonodos em torno da área onde a vacina foi dada por exemplo na axila e algo muito muito muito raro talvez um em um milhão de casos você pode obter ótimo e elite uma infecção óssea a partir da vacina bcg essas coisas são muito incomuns a bcg é uma vacina mais útil do que não e por isso que ela é usada a última coisa que eu quero falar sobre a vacinação é que há um interesse trabalho no desenvolvimento de novas vacinas contra a tuberculose vacinas que seriam mais eficazes e com menos efeitos colaterais provavelmente existem cerca de 30 novas vacinas em desenvolvimento mas infelizmente neste momento como nenhum deles foi considerado tão benéfico eles não foram licenciados para uso geral mas fique atento já que esperamos ter uma vacina contra a tuberculose que seja mais eficaz num futuro muito próximo