Tempo atual:0:00Duração total:10:42

Introdução a valores de lab e intervalos normais

Transcrição de vídeo

Aqui temos resultados de exames laboratoriais. Vejamos esses valores e fazeremos de conta que são os meus resultados do lab. Podemos ver os valores de referência e as unidades ao lado. Vamos olhar detalhadamente cada valor, além disso, vou mostrar algumas dicas para entender melhor essa tabela. São atalhos conhecidos, não foi algo que eu inventei. É algo que aprendi com colegas mais velhos, mas todo o mundo usa isso. É bastante consistente. Vamos olhar para estes resultados, Imagine que você tem que esboçar isso rapidamente no papel. Desenhe esses diagrama, e no canto da esquerda coloque o número 5. Essa é a primeira fileira, dos leucócitos brancos. Sabemos que o valor é 5000 é por isso que colocamos 5. A unidade é milhares de células por mililitro. Se ver um 5 saberá que temos milhares de células por mililitro. A próxima pergunta é quais tipos de células? Sabemos que são glóbulos brancos, mas os tipos de células está descrito nas 6 linhas abaixo. Então essas linhas indicam quais os tipos de células brancas. É por isso que estão em porcentagem. Então as 5 mil células se dividem em: Neutrófilos segmentados, vou escrever como S e 61. Forma banda são 3%. Linfócitos são 29%, monócitos 4%, basófilos são 1% e eosinófilos são 2%. Quando somamos os valores das diferentes células brancas resultam em 100%. Vamos confirmar isso. Temos 7 mais 29 que dá 36, mais 3 dá 39. Certo dá 100%. Assim vemos os tipos de leucócitos brancos circulando no seu corpo. É isso o que os números representam. Hemoglobina e hematócrito, são colocados em cima e em baixo do diagrama Assim que olhamos já sabemos o número de hemácias no sangue. Estes dois valores indicam a quantidade de hemácias no sangue. No último quadrado, temos a quantidade de plaquetas. 227 pois temos 227 milhares de células por microlitro. Antes era mililitros, para leucócitos brancos. mas agora estamos falando em microlitros. Plaquetas não são células de verdade, na verdade são pequenos fragmentos de célula. O valor de 227 mil indica que temos essa quantidade de fragmentos celulares em um microlitro de sangue. Este é a primeira parte dos exames. E está resumido aqui no diagrama de barras. Agora vamos olhar os resultados químicos. Se alguem pedir o exame químico 7, são os 7 primeiros da lista. Se pedir químico 10, então serão todos desta lista. Vamos desenhar outro gráfico de barras. No químico 10, os 3 últimos vão aqui. Sodium é colocado no topo na esquerda, e embaixo temos 4,3 para potássio. E é só continuar assim. Para cloro é 103, bicabornato é 22, logo abaixo, creatinina aqui, 0,8 e a uréia nitrogenada do sangue, também chamada de BUN, é 15. A glicose em jejum é 92. O cálcio colocamos no topo do diagrama de barra. Bem aqui Magnésio neste lado, fosfato neste lado. Este é o exame químico 7 em cima, e o exame químico 10 seria tudo isso junto. Embaixo temos estas enzimas do fígado, também temos um diagrama de barras aqui. É basicamente um X. Em cima temos 2 números, bilirrubina total 1,1 e colocamos uma barra e bilirrubina direta 0,1. No lado esquerdo colocamos AST e na direita coloca ALT, embaixo coloca fosfatase alcalina 76. É assim que fica, caso ver esse diagrama de barras já sabe o que quer dizer. Agora quebrou o código, sabe qual número vai e aonde Se você ver esse número 22, saberá que estamos falando do ALT. É assim desenhamos o diagrama, Mas ao pegar esses exames, queremos saber se os valores estão normais ou ruins. Então olhamos para os resultados e queremos comparar com valores de referência O meu valor está dentro do valor de referência esperado? Vamos falar sobre os valores de referência, o que é um valor normal? Sei que é a primeira coisa que queremos olhar Vou desenhar uma curva normal. Se formos pegar todo mundo, digamos 10 mil pessoas, ou uma quantidade grande de pessoas e perguntarmos qual a contagem dos leucócitos brancos, você teria números diferentes. Devem querer saber o que você quer. Digamos que dêem uma resposta. Digamos que você coloque tudo em um gráfico. Obtemos isso aqui. Aqui temos número de leucócitos brancos na casa dos milhares. Milhares de células por mililitro. E aqui é a frequência, é o número de pessoas. Vou colocar f de frequência. De fato podemos ver que 95% das pessoas estão nesta parte do meio. A maior parte das pessoas está entre 4,5 e 10. Então é assim que os parâmetros normais são definidos. É onde a maioria das pessoas está. Geralmente o normal é entre esses números, o que quer dizer que, tem gente que está aqui em baixo e aqui em cima. Haverá 5% das pessoas nestas duas caudas. Então lembre-se disso. Há uma variação normal que está acima e abaixo do normal. Mas o padrão engloba a maioria das pessoas. Lembre disso quando pensar no padrão normal. O que poderia alterar o que é normal? Vamos olhar o hematócrito de alguem. E quero descobrir se é normal ou não. Se olhar para o hematócrito de um bebe, mas usar os parâmetros de adulto então teríamos resultados elevados e anormais. Um bebe recém nascido possui hematócrito muito elevado. Então, devemos sempre comparar com outros bebês recém-nascidos. Então idade é muito importante. Devemos ter certeza de que os parâmetros estão apropriados. Também devemos considerar o gênero. O hematócrito de homens é um pouco maior do que o de mulheres. Então devemos olhar idade e gênero. É interessante notar que laboratórios diferentes também podem ter padrões diferentes, pode ver isso na internet e ver que os padrões normais vairam para muitas dessas coisas, e serão um pouco diferente do que mostrei aqui. Se for para outros laboratórios pode obter números diferentes. Até em um mesmo laboratório dependendo da técnica usada, o padrão pode ser diferente. Isso é importante saber. Esse IU que colocamos aqui, quer dizer Unidades Internacionais. Isso é específico para um tipo de exame laboratorial, depende do exame que foi feito e irá alterar o padrão dos valores que você vai obter. Então é importante saber a técnica. E por fim, considere o contexto. Digamos que a pessoa deveria fazer um exame em jejum para medir glicose. Normalmente, pedem para não comermos nada de noite e nem tomar café da manhã, para tirar sangue logo de manhã. É algo bem comum. Então você teria uma glicose em jejum, que deve estar abaixo de 100. Mas digamos que você decidiu comer, sem querer, umas torradas. Então o valor da sua glicose no sangue irá subir no resultado do exame. Tudo bem, se souberem que você não fez jejum, O contexto mudou, e seu metabolismo irá aumentar o resultado. Somente para glicose em jejum é que o normal é menor que 100. Senão poderá será maior. Digamos que você esteja tomando um remédio. O seu remédio faz o seu potássio diminuir. O remédio faz você perder potássio pelos rins e pela urina. Então os níveis de potássio iriam cair. Esperamos que seja menor, certo? Pois está tomando sua medicação. Alguns desses padrões serão alterados dependendo das medicações que você toma, o que você comeu no café da manhã, ou não, caso você tenha condições médicas. Então irá depender definitivamente no contexto. Então quando você olhar para os padrões normais, e quer ver se você está normal, considere todas essas coisas, que podem explicar porque seu número pode ou não estar dentro do normal. [Legendado por: Claudia Alves] [Revisado por Jessica Falkenstein]