If you're seeing this message, it means we're having trouble loading external resources on our website.

Se você está atrás de um filtro da Web, certifique-se que os domínios *.kastatic.org e *.kasandbox.org estão desbloqueados.

Conteúdo principal

Abuso e dependência de drogas

Este artigo explica os conceitos de consumo de drogas e dependência.
Os transtornos por uso de substâncias são uma classe de transtornos psicológicos em que a pessoa continua a usar uma substância apesar das consequências significativamente negativas para sua saúde, vida social ou outras como resultado do uso dessas substâncias.start superscript, 1, end superscript

Afinal, o que é uma substância ?

No contexto dos transtornos pelo uso de substâncias, substâncias são grupos de drogas que têm efeitos semelhantes no cérebro, corpo e comportamento. Há 10 classes de substâncias a considerar quando se faz o diagnóstico de um transtorno por uso de uma substância:
  • Álcool: cerveja, vinho, bebidas alcoólicas
  • Cafeína: café, chá, noz de cola
  • Canábis: maconha, haxixe, óleo de haxixe
  • Alucinógenos: fenciclidina (PCP), dietilamida do ácido lisérgico (LSD), psilocibina (cogumelos mágicos), peiote
  • Inalantes: tintas em spray inaladas, marcadores, colas
  • Opioides: heroína, analgésicos, metadona
  • Sedativos, hipnóticos ou ansiolíticos: barbitúricos, benzodiazepinas, anti-histamínicos
  • Estimulantes: cocaína, anfetaminas, outros estimulantes
  • Tabaco: cigarros, charutos, rapé, tabaco de mascar, cigarros eletrônicos
  • Outra (ou desconhecida)
Esses agrupamentos não são totalmente diferentes (muitas drogas são classificadas em mais de uma categoria), mas podem ser úteis para a compreensão de como as características de cada droga a tornam mais ou menos provável de ser usada em excesso.

O que faz com que uma substância seja viciante?

A característica comum de todas as substâncias que causam dependência é que elas ativam, direta ou indiretamente, o sistema de recompensa do cérebro.
A função primária do sistema de recompensa é incentivar você a satisfazer as necessidades que são importantes para a sobrevivência (comer, beber, ter relações sexuais). Embora o sistema em si seja complexo, ele opera em um princípio simples: se ao fazer alguma coisa você tem uma sensação boa, é mais provável que você o faça novamente. Quando suas necessidades são satisfeitas, uma região no mesencéfalo chamada de área tegmental ventral (ATV) libera uma pequena carga da substância química dopamina, que o faz sentir prazer e satisfação. O ATV envia dopamina para várias áreas do cérebro, incluindo:
  • Amígdala: expressão e percepção de emoções
  • Núcleo accumbens: controle motor
  • Hipocampo: formação de memória
  • Córtex pré-frontal: atenção e planejamento de comportamentos
Estas regiões do cérebro respondem com o aumento de dopamina de forma a orientar a sua memória, atenção e comportamento a repetir o que provocou a liberação química prazerosa. A forma e a função do seu cérebro mudam literalmente com o resultado destas reações! squared
Lembre-se: as células que disparam juntas (em resposta à presença de dopamina) permanecem conectadas (fortalecem suas conexões, então é mais fácil de dispararem ou serem ativadas juntas no futuro).
Imagem mostrando as vias da dopamina do cérebro humano
Seu sistema de recompensa não responde somente às suas necessidades básicas. À medida que você cresce e se desenvolve, ele também começa a responder à satisfação das necessidades que são importantes para objetivos mais abstratos (como ir muito bem em uma prova). Qualquer substância que (direta ou indiretamente) aumente a liberação de dopamina tem o potencial de apropriar-se de seu sistema de recompensa, fazendo com que você fique muito motivado a usar a substância novamente. Para algumas pessoas, a motivação para o uso da substância pode começar a sobrepor a motivação de satisfazer outras necessidades (dormir o suficiente, comer o suficiente, economizar dinheiro), levando a efeitos nocivos. Como regra geral, a dependência relativa a uma substância é medida pela intensidade do efeito que ela tem na liberação de dopamina.

Quais são os sintomas dos transtornos por uso de substância?

É importante entender a diferença entre os efeitos do uso de drogas (intoxicação, abstinência, vários problemas de saúde física e psicológica) e os sintomas únicos de um transtorno por uso de substância. As consequências positivas e negativas do uso de substância variam muito dependendo da droga usada, por que e como ela está sendo usada e das características do usuário. Por esta razão, consequências específicas da substância não são consideradas sintomas de um transtorno por uso de substância.
As características principais de transtornos por uso de substância são uma mistura de sintomas cognitivos, comportamentais e fisiológicos, que indicam que uma pessoa continua a usar a substância apesar de problemas significativos relacionados com a substância.start superscript, 1, end superscript
Exemplo de substânciaConsequências negativas específicas para a substância (não necessariamente um sinal de transtorno por uso de substância)Transtorno por uso de substância
TabacoDoenças cardíacas e pulmonaresUso contínuo da substância (devido não querer ou não conseguir parar) apesar das significativas consequências físicas, mentais ou sociais negativas resultadas do uso da substância. Isto se aplica a todas substâncias listadas.
Câncer
Perda de produtividade no trabalho pela necessidade de intervalos para fumar
Encontro romântico negado porque você fuma
ÁlcoolRessaca
Envergonhar a si mesmo em uma festa enquanto está bêbado
Lesão relacionada com a intoxicação (queda, acidente no trânsito, etc.)
Doenças hepáticas
CanábisProblemas no trabalho, na escola ou com a polícia resultados do uso da substância
Lesão relacionada com a intoxicação (queda, acidente no trânsito, etc.)
Depressão; falta de motivação
Psicose induzida pelo uso de drogas
Os sintomas de transtornos por uso de substância são divididas em quatro categorias: controle diminuído, comprometimento social, uso de risco, e critérios farmacológicos.

Controle deficiente no uso de substâncias

  • Tomar uma substância em grandes quantidades ou por um período de tempo mais longo do que foi originalmente planejado
  • Desejo pertinente ou esforços mau sucedidos para reduzir ou controlar o uso da substância
  • Desperdiçar uma grande quantidade de tempo para obter, usar ou se recuperar dos efeitos do uso da substância
  • Intenso desejo ou vontade para usar a substância (anseio), especialmente em lugares onde a substância foi anteriormente obtida ou utilizada

Comprometimento social

  • Uso recorrenre da substância que resulta em falta de cumprimento das obrigações no trabalho, na escola ou em casa
  • Uso contínuo da substância apesar dos problemas sociais persistentes ou recorrentes causados ou agravados pelos efeitos do uso da substância
  • Desistência ou redução de atividades sociais, ocupacionais ou recreativas importantes por causa do uso da substância

Uso de risco

  • Uso recorrente da substância em situações fisicamemte perigosas
    • Uso contínuo da substância apesar de problemas de saúde física ou psicológica persistentes ou recorrentes possivelmente resultantes do uso de substância

Critérios farmacológicos

Ter tolerância por:
  • Necessitar uma quantidade crescente de uma substância para chegar aos mesmos efeitos
  • Apresentar efeitos decrescentes com o uso contínuo da mesma quantidade de substância
Apresentar sintomas de abstinência por:
  • Síndrome de abstinência característica para a substância específica (a apresentação exata da abstinência é diferente para várias substâncias)
  • Usar a substância para aliviar ou evitar os sintomas de abstinência
Para ser diagnosticado como portador de transtorno por uso de substância, uma pessoa deve mostrar um padrão problemático do uso da substância, manifestando pelo menos dois dos sintomas acima durante um período de 12 meses. Como regra geral, ter de dois a três sintomas é considerado como um transtorno leve, quatro a cinco é considerado como moderado e ter seis ou mais é considerado como grave.

O que causa os transtornos por uso de substância?

Não há uma causa única para os transtornos por uso de substância. Como a maioria das outras doenças, existem muitos fatores que influenciam na vulnerabilidade de uma pessoa para desenvolver um transtorno por uso de substância.
  • Genética/biológica: Estima-se que os genes representam 40-60% da vulnerabilidade de uma pessoa para desenvolver um transtorno por uso de substância.cubed No entanto, isso não significa que há um gene de vício, mas sim uma combinação de muitos genes (assim como outros fatores biológicos) que podem trabalhar em conjunto para tornar uma pessoa mais suscetível a usar substâncias em excesso. Por exemplo, uma pessoa biologicamente predisposta a ter uma resposta fraca à recompensa de dopamina pode ser mais propensa a abusar das drogas que causam liberação intensa de dopamina.
  • Ambiental: Crescer em um lar caótico; viver em uma vizinhança onde as drogas são facilmente acessíveis; e, ter membros na família, amigos, ou colegas que abusam de álcool ou outras drogas são fatores geralmente relacionados ao desenvolvimento de transtorno por uso de substância. Como é o caso com fatores genéticos, provavelmente estes fatores ambientais não causam diretamente um transtorno, mas podem aumentar a vulnerabilidade da pessoa.
  • Desenvolvimento: O estágio de desenvolvimento físico e mental de uma pessoa tem um grande papel em sua vulnerabilidade para desenvolver um transtorno por uso de substância. Enquanto o uso de drogas em qualquer idade pode ser arriscado, pessoas que começam a usar drogas antes ou durante a adolescência (quando o cérebro ainda está em desenvolvimento) têm um risco muito maior de desenvolver um transtorno por uso de substância.

Quão comum são os transtornos por uso de substância?

Os transtornos por uso de substância são relativamente comuns e afetam as pessoas de todos os grupos raciais, culturais e econômicos. Na população mundial, a incidência estimada é entre 0-16%. Os homens são mais propensos do que as mulheres a serem diagnosticados com um transtorno por uso de substância.

Como prevenir os transtornos por uso de substância?

Embora a causa exata dos transtornos por uso de substância seja desconhecida, muitas estratégias de prevenção têm sido identificadas. Como mencionado acima, começar a usar drogas em uma idade jovem é um fator de risco enorme para desenvolver um transtorno por uso de substância. Pesquisas têm mostrado que os programas de prevenção envolvendo famílias, escolas, comunidades e profissionais de saúde com o objetivo de educar jovens sobre os riscos do uso de drogas são eficazes na redução da incidência de transtornos de uso de substância.
Gráfico ilustrando as drogas de uso ilícito mais usadas por idade

Como os transtornos por uso de substância são tratados?

Infelizmente, não existe cura para transtornos por uso de substância, mas existem vários tratamentos eficazes. Devido aos sintomas variados de transtornos por uso de substância, o tratamento é adaptado às necessidades específicas de cada pessoa. Este tratamento pode assumir várias formas (reuniões de 12 passos, medicação complementar, reabilitação por internação, terapia individual), mas deve ser focado em ajudar a pessoa a parar de usar drogas, manter um estilo de vida livre de drogas e ser funcionalmente ativo na sociedade. Como transtornos por uso de substância são condições crônicas, a maioria das pessoas necessita de tratamento de longo prazo ou recorrente, para manter a sua recuperação.

Quer participar da conversa?

  • Avatar blobby green style do usuário Adriani Peron
    Quais os métodos mais eficazes no programa de prevenção ao uso de drogas
    (3 votos)
    Avatar Default Khan Academy avatar do usuário
  • Avatar blobby green style do usuário sandriellisantos60
    Nossa, o artigo é muito bom e ducativo, parabéns.
    (1 voto)
    Avatar Default Khan Academy avatar do usuário
  • Avatar blobby green style do usuário almerindo pimentel
    Qual é a importância do conhecimento e prevenção de doenças relacionadas pela dependência química?
    (1 voto)
    Avatar Default Khan Academy avatar do usuário
Você entende inglês? Clique aqui para ver mais debates na versão em inglês do site da Khan Academy.