If you're seeing this message, it means we're having trouble loading external resources on our website.

Se você está atrás de um filtro da Web, certifique-se que os domínios *.kastatic.org e *.kasandbox.org estão desbloqueados.

Conteúdo principal
Tempo atual:0:00Duração total:4:27

Drogas psicoativas: calmantes e opiáceos

Transcrição de vídeo

RKA2MB - Sua consciência é a consciência de você e seu ambiente. Alguns produtos químicos conhecidos como drogas psicoativas podem alterar sua consciência, afetando suas percepções e humores. Há três categorias principais de drogas psicoativas: depressores, estimulantes e alucinógenos. Vamos começar com os depressivos. Os depressivos são drogas que reduzem as funções básicas do seu corpo e a atividade neural. Por exemplo, sua frequência cardíaca, tempo de reação, velocidade de processamento, esse tipo de coisa. O depressivo mais popular, um que você nem imagina que é uma droga e que altera a sua consciência, é o álcool. O álcool, como outros depressores, retarda o processamento neural. Ele retarda seu sistema nervoso simpático, que é o sistema que geralmente ajuda você a responder a situações perigosas. Isso significa apenas que você pensa e age mais devagar. O álcool também pode atrapalhar seu sono regular, interrompendo especialmente o sono REM. Quando você não dorme o suficiente em REM, então sua capacidade para formar memórias e novas sinapses é reduzida. E, por causa disso, o álcool pode ter um efeito de impacto negativo na sua memória e processo de aprendizagem. E, finalmente, o que você provavelmente já sabe sobre o álcool, é que ele é um desinibidor, o que significa que remove as suas inibições. As pessoas que têm bebido são mais prováveis a agir por impulsos e, o que acontece muitas vezes, leva a problemas de julgamento e redução da autoconsciência e autocontrole. Isso cobre principalmente o que queremos falar sobre o álcool. Outro tipo de depressor é o barbitúrico, que costuma ser chamado de tranquilizante, mas esse termo não é muito mais frequente. Clinicamente, barbitúricos são geralmente usados para induzir o sono e reduzir a ansiedade, e eles trabalham deprimindo a sua atividade do sistema nervoso central. Alguns efeitos colaterais dos barbitúricos são a memória reduzida, o julgamento e a concentração, e, quando combinamos com álcool, eles podem levar à morte. Como efeito colateral, combinar álcool com drogas é geralmente uma má ideia. Seu corpo só pode lidar com algumas substâncias estranhas ao mesmo tempo. Então, calma! Os medicamentos supressores mais comumente prescritos são os benzodiazepínicos, que, às vezes, são chamados apenas de "benzos". Benzos, como a maioria dos depressores, melhora o cérebro e responde ao GABA, que é o neurotransmissor inibitório. Basicamente, como isso funciona é que os benzos abrem canais de cloretos ativados por GABA em seus neurônios, o que permite que mais íons de cloreto entrem no neurônio e o torna mais carregado negativamente. O que então o torna mais resistente à excitação. E é por isso que essas drogas são frequentemente prescritas como auxiliares de sono ou medicamento antiansiedade. Existem três tipos de benzos: de curta ação, de ação intermediária e de longa duração. Os benzos de curta ação e intermediária são geralmente prescritos para insônia, enquanto os de ação prolongada são preferidos para a ansiedade. O último tipo de droga que vou contar nesse vídeo são os opiáceos. E opiáceos são geralmente usados para tratar a dor, e eles também podem ser usados para tratar a ansiedade. Alguns exemplos de opiáceos que você pode conhecer são a heroína e a morfina. A razão pela qual os opiáceos são usados para tratar a dor é porque eles agem nos locais receptores do seu corpo para endorfinas, as quais são os redutores de dor naturais do seu corpo. Este mecanismo é, na verdade, o que faz os opiáceos uma classe diferente de drogas do que os depressivos. Embora essas drogas possam ser usadas para alguma sobreposição purina, como redução da ansiedade, ato depressivo nos receptores GABA, enquanto os opiáceos atuam nos receptores de endorfina. Altas doses de opiáceos podem levar à euforia, e é por isso que algumas pessoas acabam tomando-as de forma recreativa. Todas essas drogas podem ser muito viciantes. É por isso que médicos sempre têm que ter muito cuidado quando prescrevem analgésicos, soníferos ou qualquer outro tipo de droga depressora ou opiáceo.