Se você está vendo esta mensagem, significa que estamos tendo problemas para carregar recursos externos em nosso website.

If you're behind a web filter, please make sure that the domains *.kastatic.org and *.kasandbox.org are unblocked.

Conteúdo principal

Alcoóis

Nomenclatura de alcoóis. Versão original criada por Sal Khan.

Quer participar da conversa?

  • Avatar blobby green style do usuário Jardel Da Silva Neves
    nao tá em português e nem dar para legendarem que pena tem como dublarem ?
    (2 votos)
    Avatar Default Khan Academy avatar do usuário
  • Avatar blobby green style do usuário Danilo Washington Peleje
    Apresente sua conclusão!
    (2 votos)
    Avatar Default Khan Academy avatar do usuário
    • Avatar blobby green style do usuário Venâncio Reis
      O vídeo retrata sobre as nomenclaturas dos álcoois que por sua vez é uma ligação de uma hidroxila com um carbono saturado.
      Além de que ele também classifica de for exemplificada todo o processo de nomenclatura desses compostos orgânicos, que é iniciado com contagem do número de carbonos, saturação ou insaturação da molécula e identificação do grupo funcional, como por exemplo: Et-na-ol (CH3-CH2-OH) do que se refere a um dos álcoois que consumimos.
      (1 voto)
  • Avatar mr pink red style do usuário Kethellin Souza
    O vídeo fala sobre a nomenclatura dos Alcoóis, que é uma ligação de uma Hidroxila com o Carbono saturado, a Hidroxila é representada pelo H e o R que é chamado também de radical, e indica a quantidade de Carbono. O Etanol, o álcool mais consumido, no qual jamais devemos ingerir em nenhuma circunstância, assim como o Metanol. A nomenclatura é desenvolvida a partir da contagem de Carbonos.
    (1 voto)
    Avatar Default Khan Academy avatar do usuário
    • Avatar blobby green style do usuário guilhermereis.gdr
      O álcool se caracteriza a hidroxila ligada ao carbono saturado, sendo o Álcool que ingerimos (CH3-CH2-OH), diferente do álcool apresentado. Ha diversas nomenclaturas para se construir o álcool. Sendo a Fórmula geral dos álcoois: R‒OH.
      Destaca também o uso da ligação simples, duplas e triplas, para descobrirmos a nomenclatura correta (an, in, en), e o sufixo da função orgânica que no caso serio o prefixo OL.
      (1 voto)
  • Avatar blobby green style do usuário Tais Lima
    O video vem nos trazer a definição dos álcoois, estes que são compostos que possuem a presença de hidroxilas (-OH), ligados a carbonos saturados. Pode haver a presença de insaturações, cadeias cíclicas e ramificações.
    São solúveis.
    São considerados ácidos fracos
    São classificados de acordo com a numeração de hidroxilas presentes em sua estrutura, sendo uma hidroxila um monoálcool, duas hidroxilas um diálcool e mais de três hidroxilas um poliálcool.
    Sua nomenclatura se dá de acordo com o seguinte esquema:
    PREFIXO + TIPO DE LIGAÇÃO + OL
    Exemplo
    ETANOL
    Et: dois carbonos
    An: ligação simples
    Ol: hidroxilia
    (1 voto)
    Avatar Default Khan Academy avatar do usuário
    • Avatar starky seed style do usuário Raissa Librelon
      A vídeo aula fala sobre as nomenclaturas e características dos alcoóis, sendo a ligação da hidroxila ao carbono a mais importante, representada por OH. Eles são classificados conforme a numeração dessas hidroxilas presentes e sua nomenclatura acontece de acordo com suas ligações sendo: AN: simples IN: dupla EN: tripla, sendo assim, primeiramente se coloca prefixo, seguido pelo tipo de ligação e o sufixo OL por fim. EX: ET + AN + OL= ETANOL
      (1 voto)
Você entende inglês? Clique aqui para ver mais debates na versão em inglês do site da Khan Academy.

Transcrição de vídeo

RKA3JV - Olá meu amigo e minha amiga! Nós já vimos o grupo álcool em outros vídeos. Mas, neste vídeo vamos falar exclusivamente de álcoois. Então, vamos colocar aqui: álcoois. O que caracteriza o álcool? A presença da hidroxila ligado a um carbono saturado. Hidroxila é OH, então, vamos desenhar. O "R", que é radical, representa a parte carbônica, ligado nele, o OH. Não confunda este "R" de radical, com radical livre. Este "R" indica quantidade de carbono, uma cadeia carbônica ligada ao OH. Não pense que qualquer coisa que tem o grupo OH é o álcool das bebidas ou o álcool que nós ingerimos em bebida. Muito bem. Qual é o álcool que nós ingerimos nas bebidas? O álcool que a gente consome, não é? Então, eu vou colocar aqui álcool que consumimos. Muito bem, o álcool que nós consumimos é o etanol. Vamos fazer a estrutura dele, uma forma estrutural. "Et" tem quantos carbonos? Dois. Então, vamos desenhar 1, 2. A sua ligação simples "an", álcool "ol", a hidroxila OH. Não esqueça que o carbono faz quatro ligações, este carbono está fazendo uma. Nós completamos com 3 hidrogênios. E este carbono está fazendo duas. Nós completamos com 2 hidrogênios. Este é o álcool das bebidas, encontrado no vinho, encontrado na cerveja, encontrado no licor e outras bebidas. Tem que tomar muito cuidado com o outro álcool famoso que é o metanol. Vamos fazer a estrutura dele. "Met", quantos carbonos tem? Um só, "an", ligação simples, não é? E álcool, OH. O carbono fazendo três ligações com os hidrogênios. Este álcool é extremamente tóxico. A ingestão dele, dependendo da quantidade, pode levar à cegueira ou até à morte. Então, ele não pode ser consumido. Nós vimos, em outras aulas, várias nomenclaturas de álcool, várias formas de produzir álcool através de substituições. Então, nós vamos treinar a nomenclatura destes quatro compostos, que têm a presença do OH que foi desenhado anteriormente. Só lembrando uma coisa, que o etanol que a gente consome, que é o álcool que consumimos, dependendo da quantidade, ele pode levar à cegueira. Vamos dar nome neste álcool. Ele só tem uma opção de cada principal, só tem duas extremidades com 1, 2, 3, 4, 5 carbonos, então, prefixo de 5, "pent". Então, vamos colocar "pent", de 5, só tem ligação simples, entre os carbonos a gente usa "an", e o OH caracteriza a função álcool, a terminação é "ol". Então, vamos colocar aqui pentanol. Agora, onde está o álcool? Qual posição? Se a gente numerar da esquerda para a direita, está no 1, 2, 3, 4. Se numerarmos da direita para a esquerda, 1, 2. Então, como ele tem que estar no menor número, vamos numerar assim: 1, 2, 3, 4 e 5. Então, este composto vai chamar 2-pentanol. Muito bem, para gente dar um nome mais específico ainda, como que a gente poderia dar nome a este composto? Nós poderíamos vir aqui e dar da seguinte forma, colocar o "pentan" e indicar a posição do H, que ele está. Então, qual é a posição que ele está? Na posição 2. Então, a gente usa pentan-2-ol. Essa é uma nomenclatura mais específica, principalmente a gente a usa quando tiver que indicar a posição de outra coisa dentro do composto orgânico. Vamos dar nome agora a este composto um pouco mais complexo. Então, nós temos aqui a presença de uma tripla ligação, que caracteriza um alcino. Então, vamos colocar aqui um alcino, que indica a presença dessa tripla ligação. Nós temos aqui dois grupos bromo, e o grupo OH caracteriza o álcool. O grupo OH é o grupo mais importante, então, nós vamos numerar esta cadeia a partir da forma que ele fica no menor número possível. Então, se a gente numerar da esquerda, 1, 2, 3, 4. Se a gente numerar da direita 1, 2, 3, 4, 5. Então, a numeração correta é 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8 carbonos, prefixo de 8, "oct". Vamos colocar aqui "oct". Eu preciso indicar a posição da tripla ligação. Onde ela está? No carbono 5, então vou colocar 5, que caracteriza tripla. Então, está aí! Precisamos indicar a posição do OH. Onde que ele está? No carbono 4 e terminação de álcool que é OH, "ol". Faltaram os dois grupos bromos. Então, onde eles estão? Na posição 7. Então, nós vamos colocar aqui 7,7, como são dois grupos, a gente usa dibromo. Aí vem a cadeia principal que é o oct-5-in-4-ol. Então, está aí a nomenclatura deste composto grande. Vamos dar nome agora a este composto verde aqui. Então, vamos ver quantos carbonos tem na cadeia. 1, 2, 3, 4, 5, 6 carbonos, prefixo de 6, "hex". Como só tem ligação simples, "an" e terminação "o", seria um ciclo, porque a cadeia é fechada, um cicloexano, desde que não tivesse a presença do OH. Como tem a presença do OH, caracteriza um álcool, e vai ficar cicloexanol. Então, vamos colocar aqui essa nomenclatura. Então, "ciclo" porque a cadeia é fechada, "ciclo". Como tem 6 carbonos, "hex". Só ligação simples, "an". E terminação de álcool, "ol". Então, está aí o cicloexanol. Muito bem, não precisamos numerar para indicar a posição da OH ou da função, porque qualquer posição que ela tiver no ciclo, como ela tem prioridade na numeração, ela vai estar na posição 1. Então, como tem a mesma posição em qualquer lugar do ciclo, eu não preciso numerar, só numeraria se tivesse o outro grupo OH ou uma ramificação. Então, a importância, a terminação "ol" indicando a presença do OH ou da hidroxila. Vamos dar o nome, agora, a este último composto. A primeira coisa, a cadeia principal tem 1, 2, 3 carbonos. Então, vamos colocar essa numeração 1, 2 e 3. Poderia ser o contrário, 1, 2 e 3. Muito bem, 3 carbonos. Prefixo de 3 qual é? "Prop", vamos colocar "prop", prefixo de 3. Como só tem ligação simples entre os carbonos, "an". Como tem dois grupos OH, a gente fala "di", de 2, e "ol", então, "diol". Para não ficar propandiol, para dar sentido, a gente coloca o "o", então, fica propanodiol. Qual é a posição dos dois grupos OH? A posição 1 e posição 3. Então, a gente usa 1,3-propanodiol. Muito bem, podemos dar nome também de uma maneira mais específica. Então, a gente coloca 3 carbonos "prop". Só ligação simples, "an". A gente deixa aí o propano. Onde estão os grupos OH? 1,3. Como são dois grupos, "diol". Então, fica propano-1,3-diol. Então, essa é a nomenclatura mais específica para este composto.