If you're seeing this message, it means we're having trouble loading external resources on our website.

Se você está atrás de um filtro da Web, certifique-se que os domínios *.kastatic.org e *.kasandbox.org estão desbloqueados.

Conteúdo principal
Tempo atual:0:00Duração total:7:48

Transcrição de vídeo

olá meu amigo minha amiga no último vídeo nomeamos é ter mais simples nesse vídeo vamos nomear é ter um pouco mais complicado então vamos dar uma olhada nessa estrutura o oxigênio entre carbonos nós vamos ter aqui ligado nele o 2345 carbonos muito bem como que nós vamos dar nome não é ter é cíclico que fechado com cinco carbono estão a primeira coisa nós precisamos sair marcar a cadeia como a quantidade de carbono então a cadeia que vai ter maior quantidade de carbono essa cadeia com 234 1 234 gente pode numerar das duas formas mas a numeração é importante que o oxigênio tem que estar ligado no carbono de menor número estão aqui tanto faz então nós vamos ficar com 2 3 e 4 carbonos aí nós temos aí ligado no oxigênio essa ligação do carbono com ele aqui a outra ligação do carbono com ele é que o nosso oxigênio como que nós vamos dar nome nisso então esses quatro carbonos nós vamos dar no como se fosse o hidrocarboneto normal como tem um carbono 234 prefixo de 4 é butch se fosse 3 próprio 271 mexe né então vai ficar butt como só tem ligação simples a terminação otão isso seria essa cadeia que imagem tenta o butano como que nós vamos dar nome nessa estrutura linha que o oxigênio fazendo essas duas ligações com o carbono quando eu tenho essa estrutura tinha ela é chamada de epóxi ela é chamada de epóxi agora aonde que o epóxi está ligado na cadeia aqui com quatro carbonos está ligado no carbono e no carbono quatro então vai ficar 1,4 epóxi butano então tá aí a nomenclatura tse ter cíclico vamos seguir a mesma nomenclatura para um outro é ter com o ciclo um pouquinho menor então vamos ver um hétero aqui com a cadeia um pouco mais longo 12345 carbonos vamos ligar nele aqui o oxigênio nesses dois carbonos aqui a primeira coisa que nós temos que fazer aí é marcar a cadeia como a quantidade de carbono então nós vamos numerar ela e né mais próximo do oxigênio então aqui vai ser a posição então vamos ter um dois três quatro cinco como é que nós vamos dar nome nessa cadeia com cinco carbonos prefixo de 5 pente então vai ficar quente como só tem ligação simples a e terminação aí de hidrocarboneto nesse pedaço ou então fica tentando e esta parte aqui roxa quem quer essa parte roxa é igualzinha à que disse moxley gene ligado nesses dois carbono então ela vai chamar de hipóxia então vamos colocar aí ipox ii agora aonde que esse oxigênio está ligado em quaisquer bônus no carbono e no carbono dois então vai ficar em 1,2 epóxi tentando então tá aí a nomenclatura para esses dois compostos nós vimos no último vídeo que em geral os héteros são relativamente pouco reativos na verdade eles são bons ou vents mas o que desenha aqui é um caso especial de éteres chamado reboques idos vamos colocar aí ipox ido e pó se do ipox ido que o epoc isto quando nós temos apenas uma cadeia com três atos aqui então nós temos um oxigênio ligado a dois carbonos isso é o epóxi ao contrário da maioria dos é teres ele é bastante relativo epóxi do a razão para isso é que esse anel de três átomos há muita atenção nas ligações entre os elétrons eles não gostam de ficar muito próximos um dos outros portanto vamos colocar aqui que eles são muito reativos muito é ativos e ativos tanto que se fosse montarmos essa molécula em modelos teóricos teríamos problema e dobrará a ligação para encaixar no átomo portanto é uma molécula muito mas muito instável mesmo na realidade é uma outra forma de nomear reboques ido podemos nomeá lo assim como éter com um anel mas a forma alternativa imaginar que temos uma ligação dupla entre os carbonos que está ligado o coxe gênio vamos imaginar aqui que nós temos uma ligação dupla vamos fazer akon 2345 carbonos se imaginarmos uma dupla ligação nós temos que numerar essa cadeia a dupla tem que estar no menor número então como que vai chamar esse composto 5 carbonos pente como nós temos uma ligação dupla em e terminação ou aonde está a dupla no carbono então seria um penteado ou pentium e no então essa seria a nomenclatura agora o que a gente faz nós tiramos essa dupla ligação então vamos colocar aqui o oxigênio então tem o oxigênio que ligado então vai ficar centeno óxido então essa aí é uma nomenclatura alternativa portanto ambos são nomes para a mesma molécula lembrando que o boxe é um hétero especial que é muito reativo esse é apenas o modo geral de nomearmos qualquer éter cíclico vamos ver em nosso último exemplo um ciclo com 6 1 2 3 4 5 6 carbonos ligado aí o oxigênio formando nosso epóxi do olhando a nomenclatura de cima nós tiraríamos esse oxigênio e imaginaríamos uma duplicação então como ficaria esse composto a nomenclatura dele ficaria ciclo ciclo como tem seis carbono sex com uma dupla em e othão esse seria o ciclo ex e no não preciso numerar porque qualquer posição que eu colocasse a dupla ficaria na posição então não é necessário indicar a posição tela depois do que a gente coloca nós temos aí a presença e do oxigênio nozinhos aí que acrescentamos óxido nome então essa seria a nomenclatura então ciclo e 15 no óxido ou se quisermos apenas nomear como um éter tradicional como que a gente daria nome nele a gente pegaria a parte carbônica que tem aí 6 carbonos então vamos marcar aí né 123456 carbonos o hidrocarboneto com 6 carbono seria ciclo e kusano ciclo hexano aí nós colocaríamos o que o epóxi antes então vamos colocar o epóxi volto a falar a qualquer posição que a gente tivesse o oxigênio nós não precisaríamos numerar porque sempre estaria entre a posição 1 ea posição 2 independente de onde estiver então não pensamos não ver a tal nomenclatura ficaria epóxi ciclo recção ano no próximo vídeo nós vamos ver as reações envolvendo os reboques idos