If you're seeing this message, it means we're having trouble loading external resources on our website.

Se você está atrás de um filtro da Web, certifique-se que os domínios *.kastatic.org e *.kasandbox.org estão desbloqueados.

Conteúdo principal
Tempo atual:0:00Duração total:8:35

Transcrição de vídeo

olá meu amigo e minha amiga é possível ter éteres de diferentes tipos de cadeia fechada mas o mais estudado são os reportes se dos devido à sua alta reatividade aqui nós temos um epóxi do mais simples e um nome pra ele seria óxido de etileno pois essa molécula produzida a partir do retiro leno nós temos aí dois carbonos mas a nomenclatura segunda eo pac nós vamos numerar aqui a parte carbônica 12 como tem dois carbonos na cadeia nós vamos usar de fish 27 só ligação simples a determinação ou aonde aí que o oxigênio está ligado o epóxi no carbono e 12 então nós vamos ter 1,2 hipóxica ipox ii e thanou essa nomenclatura oficial para este composto vamos fazer um outro exemplo aqui então nós temos um oxigênio ligado aos dois carbonos formando e o epóxi aqui nós temos um meeting outro metil e mais 16 tio para cá a primeira coisa que nós precisamos fazer é marcar a cadeia com maior quantidade de carbono então essa vai ser a cadeia 1 2 3 e 4 precisamos numerar de tal forma que o oscar bônus que está ligado a oxigénio esteja nos menores números de radical também nós vamos melhor da esquerda 1234 vamos dar nome na cadeia como tem quatro carbonos da cadeia prefixo butt só ligação simples a terminação o muito bem onde está o grupo epóxi está no carbono 2 e 3 não vamos colocar aqui 2,3 ipox ii aí nós temos curra dickow com o carbono só que é o metil ele está no carbono dois então vai ficar 26 tio2 metil 2,3 epóxi butano e seu nome ciao segunda eo pac para essa estrutura como vamos fazer os depósitos já vimos uma maneira de fazê los em vídeos anteriores começando com um ao senado vamos desenhar aqui carbono fazendo dupla ligação com outro carbono adicionando ácido peroxy que é muito semelhante ao ácido carboxílico tendo um oxigênio a mais e no mecanismo para a epóxi da ação de alceno tem o produto aqui que nós já vimos no vídeo anterior então nós vamos ter o ligado ao carbono carbono ligado no outro formando reboques ii com os seus ligantes para frente e para trás então nesse vídeo vamos abordar uma outra forma para fazer epóxi dos usando a londrina sentam para fazer uma londrina nós começamos com um aos então tá aqui carbono fazendo dupla com outro carbono nós adicionamos aí um halogênio e água nós vamos adicionar como halogênio o bromo e água e h2oh o que vai acontecer um bruno eo h vai ser adicionado nos carbonos da dupla em lados opostos então vamos ver o que nós vamos ter aqui carbono-carbono um ohhh e aqui no lado oposto nós vamos ter um bromo é o que nós vamos ter um ligante desse lado o outro pra cá mas um ligante deste lado e com o outro pra cá esta molécula é chamada de a londrina e novamente se quiser confira em vídeos anteriores o nosso mecanismo formando a londrina nós podemos usá-la para formar com o reboque isto vamos desenhar ela aqui de novo então nós temos um carbono ligado no outro carbono esse carbono com ligante aqui o outro lhe garante desse lado cromo embaixo esse carbono com h lembrando que o oxigênio da família 6a em dois pares de elétrons disponíveis o ligante aqui e outro ligante deste lado o que nós precisamos fazer é interagir como uma base forte nós vamos usar e como base o hidróxido de sódio e niall a gata nós temos animais orga - lembrando que o oxigênio tem aí seus 23 pares de elétrons disponíveis o que vai acontecer o oxigênio vai funcionar como uma base vai vir e atacar esse h mais atual que vai funcionar como um ácido fraco por outro lado se perde elétrons vai para o oxigênio do que nós vamos produzir neste processo nós temos o carbono ligado num outro carbono este gigante têxtil lado mas um ligante aqui o bromo nesta posição neste lado o oxigênio tinha seus dois pares recebeu mais um fico com três pares mas um ligante deste lado e com o outro gigante aqui em baixo com sua carga negativa e no próximo passo precisamos pensar novamente na polarização tá ligação do carbono com o halogênio então o que vai acontecer o promo é mais eletronegativa puxar o pai de elétrons pra ele vai gerar uma densidade de carga negativa o carbono com a densidade de carga positiva então o nosso alcock do que foi formado quando o álcool foi desproporcionado que tem uma carga negativa ele vai atuar como um núcleo off lutam que ele vai fazer ele um par de elétrons dele vai vir e atacar o nosso carbono que está com carga positiva portanto é um eletrólito luecy par de elétrons vai ser empurrado para o bromo então essa é realmente uma síntese de williamson intramolecular onde o al kock do é o núcleo o filho cujo tipo s n 2 então o que vai ser produzido nós temos aí o oxigênio agora ele se dedicou neste carbono ligado no outro carbono o gol não saiu nós vamos ter um ligante desse lado outro gigante aqui mas um ligante desse lado e outro gigante aqui vamos ver mais um exemplo agora envolvendo um ciclo e 15 anos vamos desenhar ele aqui 123456 carbonos e uma dupla ligação nós temos duas maneiras aí de produzir o xbox ido na primeira maneira nós vamos adicionar um ato peroxy o assunto peroxy acético vamos desenhar ele aqui nós temos aqui um carbono ligado a outro carbono fazendo uma dupla com oxigênio ligado no oxigênio e se ligada mais um oxigênio e ligado ao h muito parecido com as tuas cético somente um oxigênio a mais o que vai acontecer vai formar o nosso epóxi do dois três quatro cinco seis átomos de carbono por desenhar aqui em forma de cunha ligado o nosso oxigênio para dar nome nisso nós temos aí um ciclo qix ano ciclo cadeia fechada com 6 carbono sex an e o qual posição que está o epóxi posição 1 e 2 então nós temos aí 1,2 ipox ii ciclo hexano então tá aí o nome para este composto na segunda forma de ser produzido nós vamos usar aí na primeira etapa um o gênio que vai ser o bromo na presença de água vai ser produzido aqui a aloe de lina e no segundo passo nós vamos usar aí uma base forte que vai ser o hidróxido de sódio e obteremos o epóxi na síntese intramolecular de williamson vamos obter o mesmo produto vamos desenhar lo aqui o mesmo produto aqui em forma de cunha e aqui em forma de cunha ligado oxigênio agora presta reação nós não temos que preocupar com estéreo química porque se adicionarmos o outro oxigênio do lado diferente aqui do anel ele vai ser exatamente igual aos outros vai ficar um filho lula dois reboques ii ciclo hexano então veremos a stereo química no próximo vídeo quando adicionarmos oxigênio em diferentes lados