If you're seeing this message, it means we're having trouble loading external resources on our website.

Se você está atrás de um filtro da Web, certifique-se que os domínios *.kastatic.org e *.kasandbox.org estão desbloqueados.

Conteúdo principal

Comparação das cargas formais com os estados de oxidação

Como as cargas formais e os estados de oxidação são ambos modos de contar elétrons.

Transcrição de vídeo

RKA1JV Tanto carga formal quanto estado de oxidação são maneiras úteis de contar elétrons. Vamos começar com a carga formal, que diz o seguinte: a carga hipotética que resultaria, se todos os elétrons de ligação forem compartilhados igualmente. Estamos falando de ligações covalentes. Vamos observar essa primeira estrutura de pontos aqui e vamos calcular a carga formal para esse carbono. Nós vamos olhar para os nossos elétrons de ligação. Se você observar na estrutura de pontos, nós temos um elétron aqui e outro aqui, também temos um elétron aqui no carbono e outro próximo ao hidrogênio, também temos um elétron aqui e também outro, aqui o elétron. Por fim, esse elétron aqui próximo do carbono. Então, se eu quiser calcular a carga formal do meu carbono, eu tenho que pensar primeiramente aqui no número de elétrons de valência no átomo livre. Como nós sabemos, o carbono tem 4 elétrons de valência, então, temos 4 elétrons de valência no carbono, e nós subtraímos isso pelo número de elétrons de valência que estão ligados no átomo. Quando nós pensamos nessa carga formal, nós temos que olhar para os elétrons de ligação que estão compartilhados igualmente. Nós estamos falando de uma ligação covalente. E o que eu quero que vocês percebam é que se nós dividirmos esses elétrons aqui igualmente, aqui eu vou dividir o elétron para o hidrogênio e para o carbono, aqui o elétron para o hidrogênio e outro para o carbono, aqui também um elétron para o hidrogênio e outro para o carbono e assim eu estou dividindo um elétron para cada. Quando eu estou falando que é menos isso, o que eu estou querendo dizer é: quanto os elétrons estão aqui em volta desse carbono que eu destaquei? Ou seja, quantos elétrons de valência que vemos em torno desse carbono aqui? Eu vou destacar isso para vocês verem melhor, e nós temos 1 elétron, 2, 3 e 4 elétrons que estão ligados no átomo de carbono. Isso vai ser igual a zero, ou seja, minha carga formal para o átomo de carbono é igual a zero, ou seja, para este carbono aqui, a carga formal vai ser igual a zero. Agora vamos falar de estado de oxidação, e nós também podemos chamar de número de oxidação. A definição que eu coloquei aqui é que é a carga hipotética que resultaria se todos os elétrons de ligação forem atribuídos ao átomo mais eletronegativo na ligação iônica. Vamos calcular, então, o número de oxidação para esse metanol aqui. Novamente, nós vamos olhar para os elétrons de ligação. Aqui na nossa estrutura de pontos, nós temos esse elétron aqui, outro aqui próximo ao carbono, o outro próximo ao carbono e também próximo ao hidrogênio. Aqui também um elétron, outro elétron, e para completar o octeto, nós temos mais dois elétrons. Novamente, nós pegamos o número de elétrons de valência no átomo livre e o carbono tem 4 elétrons de valência, isso vai ser menos o número de elétrons livres ligados no átomo. Só que, dessa vez, esses elétrons de ligação aqui estão falando sobre uma ligação iônica. Ou seja, agora nós não temos mais compartilhamento de elétrons porque nós temos coisas eletronegativas. Por isso, você tem que pensar que o átomo que tiver maior eletronegatividade vai obter os elétrons, ou seja, ele não vai mais compartilhar, ele vai pegar todos os elétrons para si mesmo. Em termos de eletronegatividade, nós temos que comparar o oxigênio e o carbono. Como sabemos, o oxigênio é mais eletronegativo do que o carbono. Esses dois elétrons aqui vão caminhar para o oxigênio, então, o carbono não vai ter esses dois elétrons. Se eu analisar, o hidrogênio e o carbono, o carbono é eletronegativo do que o hidrogênio. O carbono vai pegar esses dois elétrons aqui para si. Novamente, comparando esse carbono com esse hidrogênio, o carbono vai pegar os dois elétrons por ser mais eletronegativo e a mesma coisa acontece aqui. Por isso, o carbono pega os dois elétrons. Se você olhar agora, o carbono tem um total de 6 elétrons em sua volta, contando, você pode ver que você tem 1, 2, 3, 4, 5, 6, e aqui eu coloco 6, e isso vai ser igual a -2. Então, nesse caso aqui, esse carbono tem um estado de oxidação igual a -2. Quando você estiver falando de estado de oxidação, você tem sempre que lembrar de eletronegatividade. Eu quero que você saiba que tanto a carga formal quanto o estado de oxidação são maneira úteis de contar elétrons. Mas, claro, eles não são perfeitos, porque, na prática, na realidade, os elétrons não são divididos igualmente. Mas isso é útil quando estamos falando de reações químicas e também de estruturas de pontos.