If you're seeing this message, it means we're having trouble loading external resources on our website.

Se você está atrás de um filtro da Web, certifique-se que os domínios *.kastatic.org e *.kasandbox.org estão desbloqueados.

Conteúdo principal
Tempo atual:0:00Duração total:13:29

Transcrição de vídeo

no vídeo sobre reações é dois nós vimos como uma base forte ela pode tirar o hidrogênio desse carbono aqui mas ele não pega os elétrons ele só pega somente os prótons e esse elétron aqui ele vai para esse carbono e aí o carbono ele vai doar o elétron dessa ligação aqui para o nosso cloro porque o cloro ele é mais elétron negativo e tudo isso acontece simultaneamente e quando eu digo que isso acontece simultaneamente estou dizendo que essa base é forte ela tá pegando próton do hidrogênio e retirando hidrogênio carbono e ao mesmo tempo e seleto é doado para esse carbono e ao mesmo tempo esses elétrons aqui ele vai caminhar para o cloro tudo isso acontece ao mesmo tempo depois disso tudo o cloro é eliminado e eu tenho uma pergunta pra vocês é o seguinte por que escolhi esse hidrogênio que e não outro hidrogênio vou circular aqui ou seja porque eu escolher esse hidrogênio aqui e não esse outro hidrogênio e além disso eu vou introduzir uma nova nomenclatura e depois eu vou falar de uma nova regra tudo isso nessa aula depois eu vou explicar porque as pessoas acham que essa regra funciona e você deve se lembrar que o carbono que tem uma cadeia funcional é o carbono alfa que eu vou escrever aqui é esse carbono alfa aqui e para nós temos reações do tipo é 2 o hidrogênio que tem ser tirado é o hidrogênio do carbono beta e o carbono beta vai ser o carbono vai estar mais próximo do carbono ao foi então eu tenho esse carbono beta aqui eu vou escrever beta ao lado do carbono e também tenho esse carbono beta que aí por hora eu posso dizer que eu vou tirar o hidrogênio desse carbono beta aqui ou então o hidrogênio desse carbono beta aqui eu posso retirar de qualquer um dos dois mas eu vou explicar para vocês porque nós só podemos retirar esse drogas venho aqui então vamos olhar para a reação eu vou redesenhar aqui para você entender melhor isso e aí eu vou retirar o hidrogênio dos outros carbonos metas e eu quero as duas reações ao mesmo tempo na tela eu vou desenhar o metrox daqui e vou redesenhar ele e eu vou colocar os elétrons de valência aqui do oxigênio que são 1 2 3 4 5 6 e 7 e eu vou colocar em amarelo o elétron que vai se ligar com o hidrogênio e é esse elétron aqui e aí o oxigênio ele vai atacar esse hidrogênio aqui e vai retirar o próton dele e aí os elétrons desse hidrogênio eles podem ser usado por essa molécula aqui esse elétron aqui ele vai caminhar para o nosso carbono alfa e o carbono alfa ele vai fazer uma ligação dupla com esse carbono beta aqui e como consequência disso esses elétrons aqui do carbono ele vai caminhar para o cloro porque o cloro é bastante elétron negativo e com isso nós vamos formar o cloreto e depois de tudo isso o nosso produto final ele vai ficar parecido e claro você ainda tem o metanol porque o hidrogênio foi retirado então nós vamos ter aqui o nosso oxigênio ligado a um se h três você também tem os elétrons de valência que são os mesmos elétrons de valência que tínhamos aqui então você tem um dois três quatro cinco e agora nós temos esse eletro que está sendo ligado à o hidrogênio então nós vamos ficar com uma ligação com o hidrogênio e aí o oxigênio vai ter essa ligação aqui com o hidrogênio e outra coisa importante que eu quero que vocês percebam é que nessa primeira parte aqui o oxigênio ele tem sete elétrons de valência então nós vamos ter uma carga negativa desse lado a tiac oxigênio ele tem uma carga neutra porque ele do eletro agora se chama metanol é a mesma coisa que nós vimos acontecer reações é o nós também sabemos que o cloro ele pegou esse elétron aqui por isso agora ele é um coreto então nós temos aqui o nosso cloro os seus elétrons de valência 2 ac2 aqui mais dois aqui e outro eletrochoque e também tem o elétron que ele pegou para si que é esse elétron que eu vou colocar em outra cor então é esse elétron aqui e por ele te pego esse elétron ele ficou com uma carga negativa você pode imaginar que a carga negativa ela foi transferida do metok do para o coreto e o que aconteceu se você perceber é que a ligação dupla ela agora não está mais aqui ela foi transferida para a ligação dupla entre esses dois carbonos e o produto final se a reação ocorrência nós teríamos o carbono peta aqui fazendo uma ligação com o carbono alfa ou seja esse carbono aqui agora está fazendo uma ligação com esse carbono e eu vou ter uma segunda ligação que vai ser uma ligação pe mas se essa ligação aqui em rosa e esse carbono aqui é esse carbono alfa aqui eu também vou pintar na mesma cor para você identificar melhor se nós continuarmos a cadeia nós vamos ter que o carbono aufere está ligado a dois hidrogênios que eu vou colocar na mesma cor que são esses hidrogênios aqui um pra baixo e outro para o lado nós também temos saindo do carbono alfa o hidrogênio aqui pra baixo e vou completar a ligação e completando a estrutura nós também temos três hidrogênios aqui um ch3 e antes nós tínhamos 12 buteno e se você contar nós tínhamos também 1234 carbonos aqui continuamos tendo 12 34 carbonos só que a diferença que agora a ligação ela mudou de lugar então nós vamos ter agora um tendo então um governo ea pergunta é qual das duas é mais provável de acontecer ou então ambas acontece ao mesmo tempo uma forma prevalece sobre a outra ea resposta é sim uma prevalece sobre a outra o que eu estou querendo dizer é que se você fosse fazer uma reação o produto que mais prevaleceria seria o 2 buteno ou seja o produto mais abundante e existe uma regra para você prever qual das duas vai prevalecer e essa regra é a regra de sá esteve e eu vou escrever aqui pra você regra de raiz deve é parecido com a regra de markovic 9 que só que para reações de eliminação se você pensar sobre as reações de edição que nós fizemos em vídeos anteriores é o contrário dela ou seja é o oposto das reações de eliminação então na adição nós estamos adicionando o cloro e na eliminação nós estamos retirando o cloro por isso a regra diz a ester aparecida com markov cozzi e primeiro vou comentar um pouquinho sobre a regra e depois como ela funciona eu quero que você saiba que isso é uma coisa de incentivo a gente acha que sabe como funciona mas não temos 100% de certeza então a regra diz que o carbono que irá perder hidrogênio é o carbono que tem menos hidrogênios o carbono que tem maior chance de perder hidrogênio é o que possui menos hidrogênios eu coloquei 1h mais aqui porque o elétron fica ele só leva o próton junto com o hidrogênio nós podemos até chamar de um hidrogênio pro tornando então se nós olharmos para a nossa cadeia você pode ver que esse carbono aqui ele tem dois hidrogênios e esse outro carbono beta ele tem 32 gênios por isso o hidrogênio esse hidrogênio aqui ele está mais propenso de reagir com a nossa base e isso segundo a regra desaires tev você pode imaginar que o próton o maior acidez ou seja é o próton que está mais fácil para essa base capturar agora uma coisa interessante que se você tivesse o mesmo número de hidrogênio 22 carbonos o produto seria o mesmo ou seja você teria um número igual de produtos dos dois lados mas eu quero saber é porque que isso acontece é algo que está relacionado com o hiper conjugação mas claro não vou entrar muito nos detalhes disso muito menos no mecânica quântica envolvida mas a noção de hiper conjugação ela está ligada ao que nós já vimos é o que aquele carbono que tem menos hidrogênios irá prevalecer ou então aquele que tem menos hidrogênios é aquele que talvez perca o próton do hidrogênio e o carbono que está ligado à - hidrogênios vai ser o cabo vai ter mais ligações com outros carbonos e esse carbono berta que ele está ligado a esse carbono alfa e esse outro carbonero e se você perceber esse outro carbono berta ele só está fazendo uma ligação ou esse carbono ao funk ea hiper conjugação está ligada ao fato de que os outros carbonos eles vão ajudar a estabilizar a ligação dupla que será formada depois ou seja os outros carbonos eles têm mais elétrons para oferecer do que os hidrogênios por isso esse cara aqui ele tem mais chance de doar os elétrons para formar a parte da direita do que para formar a ligação da esquerda e não vai entrar muito hiper conjugação mas ela está ligada à estabilidade da ligação dupla ou seja quanto mais carbono nos próximos a ligação ela vai ser mais estável outro modo de se pensar é você olhar para o produto final e pela regra desaires tev nós sabemos que esse produto aqui os dois buteno ele tem mais chances de acontecer do que um golo tendo então vou olhar para um governo eu vou escrever a cadeia aqui então eu tenho o meu carbono alfa aqui e ele está ligado a um hidrogênio e ele também está fazendo uma ligação dupla com outro carbono eu vou chamar essa cadeia que dr eu também tenho esses dois hidrogênio aqui que eu vou representar por colocar outra co então eu tenho meus hidrogênio aqui claro necessariamente isso aqui não é um governo eu só coloquei o r aqui para representar então nós podemos representar dessa forma e se eu quiser representar assim essa cadeia vou chamar essa parte que ele é nelinha e esse carbono aqui eu vou chamar de r duas linhas à parte acaba sendo somente um carbono é por isso que eu estou botando as duas linhas e eu vou descer aqui para redesenhar a estrutura para ficar com mais espaço então representando aqui embaixo eu tenho a ligação dupla entre os dois carbonos e esse carbono da esquerda ele tem um hidrogênio está ligado o hidrogênio ele está ligado também ao meu é rinha e o carbono da direita ele está ligado à uerj duas linhas ea outro hidrogênio que eu vou colocar que eu fiz isso para você perceber que a ligação dupla é o ponto central da nossa atenção e com isso nós vamos entender o que está acontecendo e nós já vimos que esse produto aqui ele é o produto dominante e se você compara os dois desenhos você vê que nessa de cima que você tem somente o google dr e na de baixo você tem dois grupos que estão longe da ligação dupla e isso está dizendo que você está substituindo mais hidrogênio com cadeias de carbono então eu posso dizer que esse desenho ele é mais substituído lembra da ipr conjugação que diz que as casas desde carbonos próximas da ligação dupla elas ajudam a estabilizá lá alguns orbitais sigma de alguma forma estão ajudando a estabilizar os outros vão evitar esp e claro quando a gente fala disso a gente está entrando na mecânica quântica isso não é 100% claro mas claro regras na estréia ela te ajuda bastante isso tudo o que nós vimos até agora foi reações é 2 mas a mesma coisa acontece com reações é um