If you're seeing this message, it means we're having trouble loading external resources on our website.

Se você está atrás de um filtro da Web, certifique-se que os domínios *.kastatic.org e *.kasandbox.org estão desbloqueados.

Conteúdo principal
Tempo atual:0:00Duração total:3:10

Transcrição de vídeo

RKA6GM O que significa gravidade específica? A gravidade específica de um objeto é a densidade daquele objeto dividida pela densidade da água. A densidade da água é 1.000 kg/m³. Por exemplo, a densidade do ouro é de 19.300 kg/m³, a gravidade específica do ouro é 19,3. A densidade do ketchup é 1,4 kg/m³, então, a gravidade específica do ketchup é 1,4. Observe, não há unidade para gravidade específica, porque ela é a razão entre uma densidade e outra densidade, de maneira que as unidades se cancelam. Para que definir, então, a gravidade específica? Bem, uma ideia muito interessante relacionada a ela é que para objetos que flutuam, a gravidade específica informa a fração daquele objeto que ficará sob a água quando ele está flutuando. Por exemplo, um cubo de madeira com gravidade específica de 0,2 flutua na água, e já que a sua gravidade específica é 0,2, 20% do total do volume de madeira vai ficar submerso. Se um outro cubo de madeira tivesse uma gravidade específica de 0,6, 60% do cubo ficaria submerso. O gelo tem uma densidade de aproximadamente 920 kg/m³. Isso significa que a gravidade específica do gelo é 0,92, o que significa que 92% do volume de um iceberg fica submerso. Mas e se nós usássemos um cubo com densidade 2.700 kg/m³? A gravidade específica seria 2,7, o que significa que 270% desse cubo ficaria submerso quando ele estivesse na água. Mas você, óbvio, sabe que não é possível submergir mais do que 100% do objeto. Então, quando a gravidade específica for maior que 1, nós sabemos que aquele objeto afunda completamente quando colocado na água. Normalmente, quando falamos da gravidade específica, falamos da densidade do objeto dividida pela densidade da água. Mas podemos usar o mesmo conceito com um líquido diferente da água. Por exemplo, se você deixar alguma madeira de densidade 638 kg/m³ flutuar em um óleo, cuja densidade é de 850 kg/m³, você pode achar a porcentagem do cubo que vai ficar submersa, usando a mesma fórmula da gravidade específica, simplesmente substituindo a densidade da água pela densidade do óleo. Se você fizer isso, vai ver que esse cubo de madeira terá 75% de seu volume submerso no óleo. Até o próximo vídeo!