If you're seeing this message, it means we're having trouble loading external resources on our website.

Se você está atrás de um filtro da Web, certifique-se que os domínios *.kastatic.org e *.kasandbox.org estão desbloqueados.

Conteúdo principal
Tempo atual:0:00Duração total:8:11

Transcrição de vídeo

nós costumamos escutar várias vezes os termos forças em equilíbrio e desequilíbrio quando estudamos física então o que eu vou fazer neste vídeo é dar voz e várias situações para que você possa pensar se as forças envolvidas estão em equilíbrio ou não tá então a primeira situação que a gente tem o chão kahn sobre o chão vamos colocar uma pedra e vamos supor que a terra exercia sobre esta pedra a força de 5 nilton está então a terra puxa pedra 15 mil tons e até a pedra puxa terra com cinco nilton como tem um chão ea pedra não ultrapassa o chão o chão está exercendo a força normal de cinco mil também a segunda situação nós temos agora o chão vamos colocar a mesma pedra sobre esse chão então a força gravitacional está puxando a pedra com 5 mil tons e anormal não deixando que a pedra penetra o chão também com cinco minutos nessa segunda situação vamos colocar um sujeito um cara hipotético aqui que esteja empurrando a pedra e vamos supor que ele esteja empurrando com 2 mil tons mas existe uma força de atrito e essa força de atrito está supondo um movimento da pedra também com dois nêutrons então essa é a nossa segunda situação onde temos o peso da pedra temos anormal temos a força que o sujeito está aplicando sobre a pedra e temos a força de atrito que está em sentido contrário ao movimento a tentativa de movimento do sujeito então agora a nossa terceira situação mas só terceira situação vamos colocar a mesma pedra aqui e nessa situação vamos fazer o sujeito colocar um pouco mais de força na pedra então nós temos a força gravitacional não vai deixar de existir puxando a pedra com 5 mil tons ela tem o peso de 5 mil tons anormal vai continuar sendo de cinco minutos só que nesse caso aqui o nosso jeito ele está botando uma força um pouco maior então vamos colocar que ele esteja colocando uma força de 3 mil tons e vamos supor que a força de atrito continue sendo de 2 mil tons o seu apoio ao movimento então a gente tem a força de atrito aqui de 2 mil tons essa é a nossa terceira situação vamos pensar numa quarta situação que seria pedra caindo ao cair ela tem a força gravitacional puxando para baixo e vamos supor que exista resistência do ar então vamos colocar o ar aqui tá fazendo a resistência vamos botar que a resistência do ar seja de um milton tem o peso da pedra que é 5 mil tons ea força da resistência do ar de um newton e nossa quinta e última situação nós temos a pedra sobre o chão tá e nessa situação vamos colocar dois sujeitos um empurrando a pedra para a direita vamos colocar ele com a força um pouco maior k você tem a força gravitacional puxando a pedra com cinco minutos a força normal agindo sob a pedra com 5 mil também vamos colocar agora outro sujeito que esteja empurrando a pedra pra esquerda e vamos supor que o sujeito que está empurrando pra direita esteja empurrando com 4 mil tons e um sujeito que esteja empurrando pra esquerda esteja aplicando a força de união apenas ora se você tem uma força de atrito de 2 mil tons e ele está aplicando uma força de 3.000 de de um newton então obviamente você vai ter uma força de três minutos para cada 2 mil tons que a força de atrito mais um nêutron que é a força porque sujeito está aplicando a força pra esquerda então dessas quatro situações dessas cinco situações quais são as situações em que você tem força e equilíbrio e você tem forças que não estão em equilíbrio então vamos reexaminar a qual cada uma delas terá então a primeira situação na primeira situação nós temos apenas duas forças uma de cinco litros para baixo e outra normal pra cima de cinco minutos a força resultante equivalente a força que está aplicando este sistema a 0 tá ou seja essas duas forças estão em equilíbrio aqui nós temos uma força para baixo que é o peso a força pra cima que é normal uma força pra direita que a força que esse sujeito está aplicando sobre a pedra ea força de atrito que está segurando a pedra e nesse caso se ela estiver em repouso vai permanecer em repouso então todo esse sistema também está em equilíbrio ou seja a força resultante desse sistema é zero agora nesse terceiro caso nós temos a força gravitacional de 5.000 se equilibrando com a força normal de cinco minutos sujeito aplicou uma força maior de 3 mil tons mais a força de atrito é apenas de dois mil tons então todo esse sistema que nós vamos ter a força resultante equivalente a um newton aplicado sobre a pedra esses cinco minutos verticais com esses cinco mil tons também vertical um próximo trabalho estão em equilíbrio essa força pra direita não está em equilíbrio com a força da esquerda está aplicando 3 minutos pela direita é a força de atrito é apenas dois minutos ou seja há um desequilíbrio de forças ea força resultante de todo o sistema de um newton aqui a pedra está caindo no caso né ela está sendo acelerada para baixo então supor que ela esteja caindo você tem cinco minutos o peso da pedra não vai mudar mas você tem também a resistência do ar de hunilton apenas então nesse sistema nós temos apenas duas forças agindo sobre a pedra ea força resultante não está equilíbrio ea força resultante vai ser quanto vai ser de quatro mil tons e nesse último sistema nós temos anormal de 5.000 se equilibrando com a força peso de 5 mil tons camarada da esquerda que está empurrando pra direita empurrando com 4 mil tons camarada da direita que está empurrando a pedra para a esquerda está empurrando com newton nilton mais dois nilton da força de atrito da 3 mil tons então em todo esse sistema aqui a força resultante vai ser igual a um newton