If you're seeing this message, it means we're having trouble loading external resources on our website.

Se você está atrás de um filtro da Web, certifique-se que os domínios *.kastatic.org e *.kasandbox.org estão desbloqueados.

Conteúdo principal
Tempo atual:0:00Duração total:3:46

Transcrição de vídeo

RKA12 Observe esta caixa de som. Se ligarmos, ela produz som! A forma como esta caixa emite o som é movendo a parte da frente da caixa, chamada diafragma, para trás e para a frente de maneira bem rápida. Os cientistas preferem usar a palavra oscilação para se referir a este movimento para trás e para frente de um objeto. Este objeto oscila de maneira muito rápida para o olho humano ver. Mas, se eu colocar um pedaço de papel no alto-falante, nós vemos que o diafragma está oscilando porque ele começa a esbarrar no papel e este papel começa a dançar. A oscilação do alto-falante também faz com que o ar ao seu redor também se mova para frente e para trás. Mas aqui a coisa se torna interessante! Na verdade, o ar que fica ao redor não viaja para longe do alto-falante. As moléculas de ar que estão em volta apenas oscilam para frente e para trás. Então, como você pode ouvir um som de um alto-falante se o ar que fica próximo a ele, na verdade, não chega até os seus ouvidos? Pois bem, a razão é que o ar oscilante que fica em frente ao alto-falante faz com que o ar em frente a ele também oscile para frente e para trás. E isto faz com que as moléculas de ar que estão em frente a esta outra molécula de ar também oscilem, até que finalmente as moléculas de ar que estão próximas aos seus ouvidos e próximas aos tímpanos, por exemplo, comecem oscilar também para frente e para trás. Este ar oscilante que está ao lado da sua orelha e está se movendo tem energia cinética, assim, ele pode transferir a energia para o seu tímpano. E, aí, você consegue perceber isso como sendo som. Então, este alto-falante é capaz de transmitir energia através do ar, mas sem ter que realmente transportar o próprio ar. E este é um fato importante para que eu possa afirmar novamente: a energia está viajando por todo este quarto, mas o próprio ar não está fazendo essa viagem. O que está viajando ao redor do quarto, na verdade, é a perturbação que está dentro destas moléculas de ar. Se fosse o ar viajando pelo quarto, isto seria melhor caracterizado não como um som, mas sim como vento. Então, é por isso que chamamos de som ou uma onda sonora, porque compartilha as características que definem uma onda. Que é o quê? Ser capaz de transportar a energia através de um meio, mas sem ter que transportar esse próprio meio. "Meio" é uma palavra chique para o material ou substância através do qual uma onda se desloca. O ar é o meio típico de situações que envolvem as ondas sonoras, mas as ondas sonoras também podem viajar através de vários tipos de materiais diferentes. Por exemplo: água, metal, ou mesmo carne humana e osso. E o fato de o som viajar através da carne humana e do osso explica algo que você sempre quis saber que é por que as nossas vozes parecem tão diferentes em gravações de áudio e vídeo. A razão para isso é que, quando estamos falando com alguém, nós realmente ouvimos nossa voz de duas maneiras distintas. Nós ouvimos a onda sonora que viaja da nossa boca através do ar até a nossa orelha, mas também podemos ouvir a vibração da onda sonora que viaja através da nossa carne e dos nossos ossos. Ela segue pelo nosso crânio e chega até o nosso tímpano. Mas, em uma gravação de áudio ou então de vídeo, a única parte que está sendo gravada é o som que atravessa pelo ar. Então, quando você ouvir a sua voz reproduzida em um aparelho sonoro, você só ouve o que as outras pessoas ouvem quando você fala. Então, a notícia ruim é que: sim, o que você ouve em gravações de áudio e vídeo é o que as outras pessoas ouvem quando você emite um som, é a sua voz verdadeira. Mas a boa notícia é que a maioria dos seus amigos só ouviu esse tipo da sua voz, logo eles não acham isso estranho. A não ser que você, de fato, tenha uma voz bem estranha. Neste caso, eu vou parecer pretensioso, mas eu quero te lembrar de que você não deve se preocupar com o que as pessoas acham de você, de qualquer forma. É ou não é? Então, não perca seu tempo com isso! E nos vemos no próximo vídeo!